Pau Brasil

Pau Brasil-BA

Bem-vindo a Pau Brasil!

Inúmeras opções de hotéis em Pau Brasil e pousadas são uma das atrações desta seção do Portal Férias. Além dessas e outras opções de hospedagem, você terá acesso a informações atualizadas e fotos enviadas por internautas da cidade de Pau Brasil.

Informações de Pau Brasil

Roteiros do Brasil

Região

hspace=0 HISTÓRIA DA CIDADE

O INÍCIO DO VILAREJO
 
Em 1930 a família Ribeiro comandava a região. Eram políticos fortes em Canavieiras. Euclides Cerqueira e Valentim Rodrigues resolveram procurá-los, pois queriam que, nas terras do Córrego de Água Preta, fosse criado um arraial. Após a conversa, Euclides Cerqueira e Valentim Rodrigues retornaram á região, procuraram seu vizinho Rufino Alves, e pediram que ele liberasse em sua terra a faixa esquerda, descendo no leito do córrego, para que criassem ali um Arraial. Como Rufino Alves, era apenas um posseiro e suas terras não tinham nenhum tipo de documentação, de modo que oficialmente pertenciam ao Governo do Estado da Bahia, liberou uma parte das terras; surgindo meses depois ás primeiras casas de taipa, cobertas de taubilhas com piso de chão batido.
 
Em 1933, Lindolfo Alves da Silva e Maria Vieira da Silva (os Pais de Zé Garapa),tinham vindo da Fazenda Vargito para a região. Foi quando Geminiano, que residia na região da Água Preta. Foi ele quem matou a primeira vaca, e quem primeiro comercializou em nossa região. Não demorou muito tempo, logo surgiu o primeiro boteco para vender bebidas alcoólicas na região. Zé de Olísio e Damião foram os primeiros bodegueiros. Eles vendiam pinga. ´´Chico Roxo´´, era o sanfoneiro do lugar. Quando juntava gente que desse para o povo dançar nos finais de semana, a festa era iniciada. Nesse período como não tinha muitas mulheres no Arraial, dançava homem com homem e “Chico Roxo” puxava o fole de oito baixos. Era só alegria. Nessa época o respeito e a amizade entre as pessoas eram recíproca.
 
Vila de Apiuna e o Comércio
 
Em fevereiro do ano de 1935, o tropeiro Ananias Alexandrino estava no povoado de Itauna (hoje Itapé), convidou o bodegueiro Gilberto José do Nascimento, conhecido por “Betinho”, para morar e trabalhar em Apiuna. Betinho gostou da idéia, arrumou a bagagem e seguiu, transportando sua mercadoria na tropa de Ananias, para Vila de Apiuna. Ao chegar, alugou uma casa e começou a comercializar. Seu irmão Edmundo José do Nascimento, o “Mundinho”, morava na fazenda com seus pais na região de Itajú da Colônia. “Mundinho” quando soube que seu irmão estava morando em Apiuna, se interessou em ir também. Certo dia quando “Betinho”, foi visitar seus pais, resolveu convidar seu irmão para abrirem uma sociedade. “Mundinho” concordou e seguiram juntos em busca de crescimento financeiro.
 
Betinho instalou sua casa comercial na única Rua da Vila, para vender secos e molhados. O povo chegava de todos os lugares, em busca de terra para plantar e colher. A fama de terra boa para plantar corria, por todos os lugares. Não demorou muito tempo, a Vila começou a crescer. Foi quando começaram a surgir às primeiras casas, que formou a primeira praça (Atualmente Juracy Magalhães), e o Prefeito de Canavieiras construiu um barracão onde os tropeiros do sertão pudessem comercializar seus produtos: carne-seca, farinha, feijão, etc., e durante a noite pudessem pernoitar com tranqüilidade.
 
A Feira Livre
 
No ano de 1939, Santa Rosa já estava com várias casas comerciais e diversas residências. Com o seu desenvolvimento, nascia sua primeira feira livre, atestando a força da lavoura cacaueira e da pecuária local. Foi quando também surgiram os primeiros barraqueiros: D. Mariana, esposa do fazendeiro, Guilhermino Caetano, vendia comida (o cuscuz era famoso pelo seu sabor). O primeiro barraqueiro a vender carne foi Jorge de Fulor, do Barro000ca, e Roque Reinaldo, foi o fateiro. Surgia também a melhor farinha produzida na região de Santa Rosa. ´´Benedito farinha boa´´. Sua farinha era feita em sua propriedade nas proximidades de Santa Rosa (hoje próximo ao Pau Brasil Country Club), Benedito Farinha Boa vendia toda a sua produção na feira de Santa Rosa.
 
Nesse mesmo tempo surgiram os vendedores comerciais para vender produtos para abastecer o comercio local. Foi quando também surgiram Camilo Mota, Manoel Mota e outros. Nesse mesmo período o lugar tomava novos rumos para o desenvolvimento. A pensão de D. Fortina já estava presente na Baixinha. Enquanto isso, já contava a vila com diversos tropeiros, para fazer o transporte de mercadorias do comercio de Itabuna para abastecer Santa Rosa. Eram os tropeiros Alfredo, Francisco Meira e seu ajudante Diolino Bispo e muitos outros. Fazia muito sucesso, nesta época, como matador de onças da região de Santa Rosa, Antonio Ferreira que era filho de Deódato.
 
A Primeira Professora
 
Em 1942, chegou a lombo de animal, a convite do administrador Juvêncio Ferreira Lima a primeira professora Angelita Ferreira de Castro, para lecionar na Escola Humberto de Campos, para um grupo de 30 alunos, em uma sala na Praça Santa Rosa, (hoje Juracy Magalhães). Á noite a professora utilizava a sala da escola para ministrar a palavra de Deus (Congregação da Igreja Presbiteriana do Brasil). Nesse mesmo periodo o Cabo Chiquinho entrou pedalando a primeira bicicleta, vindo de Potiraguá. Nesse mesmo ano “D. Clara Paneleira´´ estava fazendo suas panelas de barro, surgindo assim à primeira artesã de Santa Rosa.
 
A Primeira Associação
 
Em 1942 os desportistas de Santa Rosa criaram a primeira Associação, que denominaram de Associação Desportiva Santa Rosa. Em seguida resolveram arrecadar dinheiro entre os associados e alguns fazendeiros da região, com a finalidade de comprar um rádio. O Radio Invicto foi finalmente comprado, ficou na Escola Humberto de Campos. O gringo Karim era o responsável para operar o tal rádio, que funcionava, por uma bateria de carro.
 
Os Associados e demais convidados reuniam-se na Escola na parte da noite, iluminados por um lampião a querosene, para ouvir a programação, que era novidade naquele tempo. Entre uma fala e outra, no rádio tocava as cantigas, as modas de viola, como as de Tonico e Tinoco; os programas Repórter Esso, Voz do Brasil, e de piadas, (Jararaca e Ratinho e as músicas de Alvarenga e Ranchinhos. Após ouvirem os programas líderes em audiência no Povoado de Santa Rosa, Karin desligava o radio e os moradores voltavam para suas casas, comentando que retornariam na outra noite para ouvi-la novamente.
 
A Queima do Judas
 
Nas noites do ano de 1943, exatamente Sábado de Aleluia, o cabo Batista que já estava morando em Santa Rosa, realizou as festas do Sábado de Aleluia. Junto com o povo fazia a queima do Judas e a festa rolava com muito forró. Sóstenis Almeida era quem faziam a leitura do ‘‘Testamento do Judas’’, Com isso o povo se alegrava os moradores queimavam o Judas e depois era só alegria, forró e comida a noite toda.
 
Aguardente de Cana Sou Feliz
 
No ano de 1947, José Ferreira da Silva, conhecido com Zé Ferreira (pai de Oziel), chegava com sua esposa Euflozina Maria da Silva, e seus filhos Gilberto, Jacó e outros, para residir em sua roça na região do Jundiá. Enquanto isso, Apolinário Alves da Silva, (Pai de Alzirinha): andava na região vendendo porcos e carne seca do sertão para os moradores de Santa Rosa e região. Firmo Abreu de Andrade, com sua proximidade na região de Córrego Verde, em sua fazenda Biana, já estava com seu alambique funcionando. Seu sócio e parente José Alves de Araújo, conhecido por ‘‘Zequinha de Firme’’, era o responsável pelo alambique. Eles tinham muitas canas plantadas; logo o alambique deu sua produção. A destilada fez um sucesso incrível, tiveram que comprar mais cana de outros fazendeiros, por que a produção da aguardente de cana aumentava a cada dia. Sua vendagem era feita nas Vilas do entorno de Santa Rosa. Nesse período, “seu Firme” morou na Rua de Renato Valete (hoje Fabriciano Lopes).
 
Os Tropeiros
 
Nesse mesmo período, tinham vários tropeiros na Vila de Santa Rosa: Gessé, Ananias Alexandrino, Antônio Sobrinho, Zequinha de Firmo Abreu, Joãozinho, Daozinho, Pequeno Andrade, Zeca Rosa e Renato Valete, eram donos de tropas, e responsáveis pelo transporte de qualquer tipo de mercadoria. Foi quando chegou Guilhermino Nicolau da Silva, como Herói Nacional, ele também tinha combatido durante a II Guerra Mundial, fez parte da Força Expedicionária Brasileira. Seu pai tinha comprado uma fazenda na região do Mundo Novo.
O Distrito de Santa Rosa

Em 1951, Diolino Bispo era posseiro na região da Água Vermelha. Sua fazenda situava-se nas proximidades da serra da Esfola Vara, (Origem do nome – A serra tem 1200m de altitude. Naqueles tempos, pra subir as pessoas seguravam nas varas. Era região de mata virgem, com poucos posseiros, mas era o único acesso que ligava a região de Água Vermelha à Jacareci). Nesse ano Santa Rosa estava bem desenvolvida, com varias ruas e sua feira livre com muitas barracas. O Prefeito de Canavieiras, Edson Lopes de Castro, moradores da Santa Rosa e outros políticos em Canavieiras, transformaram o Povoado de Santa Rosa em Distrito. Sóstenis Almeida foi indicado para assumir a administração.
 
Nesse período, ainda não existia estrada, mas não demorou muito tempo, o Prefeito autorizou a abertura de um campo de pouso, para facilitar o transporte e o acesso do Distrito à sede do Município e outras regiões. Finalmente, na tarde do dia 28 de fevereiro, o Distrito de Santa Rosa recebia o pouso do primeiro teco-teco, pilotado por Cordeiro, que trazia passageiros de Canavieiras. Foi uma alegria naquele tarde de inauguração.  Argemiro também esteve presente com a sua máquina, clicando e registrando o grande acontecimento histórico.
 
BA 001 à Sta Rosa
 
No ano de 1951, Laudelino Marques da Silva ‘’Seu Lau – Pai de Beca’’ trabalhou como garimpeiros na construção da estrada da fazenda Nova Ipiranga ao Distrito de Santa Rosa. Os lajedos encontrados por onde a estrada estava passando, eram quebrados, sob a força do homem que utilizavam pesados marrões ou dinamites. Construíram várias pontes, e algumas passagens de gado (túneis). As pontes e as passagens foram construídas de cimento armado. Aloísio Rosa Muni transportava as pedras para a construção da estrada. Filadelfo Almeida da Silva, conhecido por ‘’Manga’’, também trabalhou como garimpeiro na construção da estrada. Muitos homens foram convocados para trabalhar. Foi totalmente construída por braços de homens de bastante força, energia e coragem.
 
Eles se utilizaram de “galinhotas” de madeira e carroças, para locomoção de terras, ou para fazer bancas de terra. Na construção da estrada chovia bastante, o que produziam vários atoleiros no trecho da estrada. Nesses locais foram obrigados a fazer calcetamento com quatro metros e meio de largura, com pedra bruta e depois forravam com cascalho, senão atolava até os animais que passavam transportando mercadorias ou a produção das fazendas. Era o progresso que estava chegando pela estrada.
 
Passaram-se os anos...
 
Os moradores e políticos do Distrito de Santa Rosa e da sede do município (Canavieiras), perceberam que Santa Rosa poderia sobreviver com as suas rendas. O cacau e o gado eram as principais culturas existentes e isso dava margem de respaldo para que a população se unisse para elevar Santa Rosa à categoria de Município. Em 18 de abril de 1963, o Governador do Estado da Bahia, Juracy Magalhães, assina a Lei Estadual n.º 1.681, publicada no D.O.E - Diário Oficial do Estado, em 19 de abril do mesmo ano, criando o Município de Pau Brasil. (Clique aqui e veja a Lei que cria o municipio de Pau Brasil)
 
As 10:00h, do dia 07 de abril do ano de 1963, José Veloso Viana, tomou posse como primeiro Prefeito eleito pelo voto direto do povo de Pau Brasil, empossado na Câmara de Vereadores juntamente com os vereadores: Nilson Alves de Almeida, João da Silva Café, Josafá Alves do Nascimento, Everaldo José do Nascimento, Ruy Guimarães Falcão, Pedro Alves dos Santos, Omar Lopes Pereira, Jobilho Teles de Oliveira e Lauro Marques de Carvalho. Para assumir a Presidência da Câmara de Vereadores foi eleito o empresário e fazendeiro Ruy Guimarães Falcão, para um mandato de 02 anos. 

Significado do Nome

 

Aniversário da Cidade:

 

Gentílico:


População:

10.853 habitantes 

hspace=0 CARACTERÍSTICAS:


Clima: 

 

Temperatura Média: 

 

hspace=0 COMO CHEGAR:


Localização:

Sul Baiano 

Limites:

 

Acesso Rodoviário:

 

Distâncias:

Da Capital: 

551 km 

Outras: 

Pau Brasil x BR 101: 30 Km.

Pau Brasil x Itabuna: 112 Km.

Pau Brasil x Ilhéus: BR 101/BA 001 144 Km.

Pau Brasil x Eunapolis: BR 101 - 157 Km.

Pau Brasil x Porto Seguro: BR 101 - 219 km.

Pau Brasil x  Itajú do Colônia, BA 120- 44 Km por estrada de chão;

Pau Brasil x  Itajú do Colônia, Itajú do Colônia para Santa Cruz da Vitória 27 Km, por Chão, ligando à BA. 263;

Pau Brasil x Itapetinga: 148 Km

Pau Brasil x Vitória da Conquista: 249 Km.

BA 978 X BR 251/BA 270 – Pratas (APA Vale das Cascatas): 6,2 Km

BA 974 Jacareci x Taquari: 16,5 Km. 

hspace=0 TURISMO:

Resumo:


Principais Pontos Turísticos:

 

hspace=0 EVENTOS:

Calendário de Janeiro a Dezembro:

 

hspace=0 INFORMAÇÕES ÚTEIS:

PREFEITURA MUNICIPAL PAU BRASIL

E-mail:

Telefones: (73) 3273-2175

Sites: http://www.paubrasil.ba.gov.br/

SUB-PREFEITURA:

E-mail:

Telefone:

INFORMAÇÕES AO TURISTA:

EMPRESAS DE ÔNIBUS DA REGIÃO:

Rota Transportes Rodoviários Ltda

Telefone: (73) 3634-3375

Viação Camacan

Telefone: (73) 3283-1741    

ENDEREÇO DO SITE OU PORTAL DA LOCALIDADE:

E-mail:

Telefone:

CARTÓRIOS: CIVIL, IMÓVEIS, TÍTULOS E DOCUMENTOS, OUTROS:

OFÍCIO DE REGISTRO CIVIL DAS PESSOAS NATURAIS:

E-mail:

Telefones: (73) 3273-2245

Sites: http://portal.mj.gov.br/

CARTÓRIO ELEITORAL:

E-mail:

Telefone:

OUTRAS INFORMAÇÕES DE TELEFONES E E-MAILS:

HOSPITAIS:

CORPO DE BOMBEIROS: 193

DELEGACIA DE POLÍCIA:

OUTROS:

E-mails e telefones:

Sites: http://pt.wikipedia.org

PESSOAS ILUSTRES NASCIDAS NA LOCALIDADE:

 

OUTRAS INFORMAÇÕES ÚTEIS DA LOCALIDADE: 

 

0
hotéis, pousadas e serviços encontrados em Pau Brasil

Não conheço muito bem mas meu irmão mora nessa cidade.Infelizmente perdi contato com ele e eu gostária de entar em contato com ele que se chama Érenilton Queiroz de Oliveira e sua esposa se chama Rita ele mora em uma fazenda perto da cidade de Pau Brasil essa fazenda foi invadida pelos sem terra; se alguem entrar em contato com ele mande um email para she.rodrigues@hotmail.com também gostária que anuciasem na radio de Pau Brasil que sua irmã e seu pai gostária de entrar em contato com ele ou ligue para (011) 4067-8489 se preferir mande uma carta com o endereço Rua:passagem do estádio da fonte nova,59 Cep:09963-570 Bairro:casa Grande cidade:Diadema-SP. Moro na cidade de Diadema no estado de SP com minha familia e meu Pai obrigada a todos pela à atenção.
Por: Edileuza

Pau Brasil é uma cidade ótima para passar as férias passei minhas lá é amei;Fui na castata maravilhosa , no Rio Pardo,...etc. Eu recomendo
Por: Silvana

Eu nasci e vivi lá, não me sai do pensamento. e sinto um calafrio só de ouvir ou ver este nome ( Pau Brasil).pois tem muita beleza e encantos ainda não divulgados.: A Cascata, a Gruta e outros lugares que só estando lá para mostrar. visite, conheça e divulgue esta linda cidade.
Por: gilvan dias de carvalho

morei muitos anos nesta bela cidade ate hoje não esqueço dos meus tempos de infancia que passei foram lindos e maravilhosos gostaria que se alguem conhecesse gilvan miranda de andrade helena sua esposa ou a familia de nelson lima sua esposa zina falasse pra eles sobre esse e-mail pra que eles entre em contato comigo desde de ja um beijão pra todos meu nome e julia
Por: julia

NASCE LÁ E POSSO GARATIR QUE É DEU UMA HOSPITALIDADE MUITO GRANDE E ENTRE OUTRAS COISAS , TEM CACHOEIRAS MARAVILHOSAS ; VÁ .
Por: MARCEL CONCEIÇÃO MOTA

como é bom ver a semente do pai ,frutificando na nossa terra !!!! Deus abençõe vocÊss.....
Por: MANOEL SANTOS SILVA

tenho vontade de conhecer,nasci lá mas não conheço pois vim para s.paulo aos seis anos de idade e hoje tenho quarenta e um e nunca mais voltei lá.
Por: eliete menezes

O que tenho pra dizer é amo muito este lugar que me pertence por direito pois sou bahiano e paubrasiliense de coraçao.
Por: Gileno Santos

Sou filho desta cidade,moro em Teresina Pi. sair de Pau Brasil a muito tempo, mas tenho muita saudade e até sonho indo em Pau Brasil.
Por: Valdecy José Oliveira

Cidade maravilhosa para se viver, é o lugar ideial para relaxar e se livrar da correria da cidade grande, tem cascatas, o rio pardo e bares é o que não falta, venha visitar, o povo daqui sabe se divertir.
Por: Joice

Nasci nesta cidade, hoje moro em SP, mas tenho muitas saudades deste lugar. Beijos a todos!!!
Por: DERIO FARLON GUIMARÃES

a cidade mais linda do estado da bahia sou nascido nesta cidade com muito orgulho
Por: edilson goncalves viana

sou nascido nesta cidade maravilhosa moro atulmente em sao paulo 29 anos mais amo esse lugar preciso e visita-lo o mais rapido possivel
Por: edilson gonçalves viana

hoje tenho 32 anos,há 23 sai de Pau Brasil,mas ainda recordo de algumas coisas daí,espero um dia visita-la novamente!
Por: cleiton Ramos da SILVA

pau brasil é uma cidade maravilhosa,nasci lá e tenho muito orgulho,conheça pau brasil vc tambem vai se apaixonar
Por: clarice

Sou filho dessa terra maravilhosa. Estou com muita saudade pois já faz vinte anos que estive aí, tenho muitos amigos aí só fico um pouco triste pois minha mãe está sepultada em Pau Brasil, mas mesmo assim amo a minha cidade!!
Por: Valdecy José Oliveira

PARABENS PAU BRASIL PELO SEU ANIVERSARIO.ESSE SAO OS VOTOS DE RAIMUNDO LINO DE SOUZA E FAMILIA. SOU DE PALMIRA MAIS TRABALHO EM PAU BRASIL.ADAB E TAMBEM A ADAB TE PARABENIZA.
Por: RAIMUNDO L. DE SOUZA

PAU BRASIL E UM LUGA MUITO LINDA PORQUE UM LUGA MUITO SUSEGADO DA GENTE MORA EU DANILO MORO EM PAUBRASIL E TEM ORGULHO DE MRA EM PAUBRASI
Por: DANILO SANTOS

Pau Brasil está situada no sul da bahia, é dotada de belezas naturais como belas cachoeiras,fazendas de cacau e etc...é uma cidade com pouco mais de 10 mil habitantes porem acolhedora sempre de braços abertos a quem aqui chegar.
Por: jaque oliveira

pau brasil é uma cidadesinha contagiosa, e muito acolhedora quem uma vez passa por la sempre volta,tem muitas opções de lazer e é um lugar agradavel.
Por: sandro vinicius

conheço bastante pau brasil sou filha da terra nasci e cresci ai. meus pais moram ai sou irma de gilvana santana vivo em cariacica no es mas gosto da minha terra e tenho saudades da minha gente querida. um abraço a tods vcs.
Por: maria claudivane santana dos santos

esta e a cidade que amo e é para mim a melhor cidade entre todas do brasil para viver "com dinhero" o nosso povo é maravilhoso.infelismente hoje estou distante mas um dia voltarei para os braços do meu amor,Pau Brasil...
Por: cop

ja morei ai ums cinco mes gostei muito dai ja tem ums vinte treis anos que sair dai sou mineiro da cidade de itacarambi mg deixei ums amigos ai eles soir nando da loja beti do bazinho emfrente o clube ai meu apelido ai era mineiro mas si chamo galego
Por: OLVERANDI NUNES DA SILVA

ja conheco a vinte e treis anos estivo ai sou mineiro da cidade itacarambi embreve quero passar ai pra rever os amigos que ai deixei um grande abraco aquem ler este recado thau thau
Por: OLVERANDI NUNES DA SILVA

amei! pois além de conhcer, morei, estudei e passei uma das melhores partes da minha vida nesta cidade maravilhosa um beijo para todos vocês.
Por: ana maria alcantara cruz sagioro

Nasci e cresci nesta cidade, saí aos 17 anos. moro em Guarapari ES, o povo é o melhor que existe, mesmo na dificuldade somos felizes... lugares bonitos no campo. Nunca me sai do pensamento. ainda volto... Amo Pau Brasil, Gilvan
Por: Gilvan Dias de Carvalho

Estou morando no estado do para, mas passei toda a minha infancia em pau brasil, cidade maravilhosa; com suas cascatas e nao podemos esquecer do rio pardo, sinto muitas saudades,
Por: FABIANO BARBOSA DE JESUS

Sou filha desta terra, e atualmente moro em Salvador, mas morro de saudades de minha Terrinha querida. Vivi ali, as melhores faces de minha vida!
Por: Sandra

conheço sim e uma cidade maravilhosa cheia de encantos. um lugar calmo com pouca violencia além dos lugares lindo que encanta. eu amo Pau Brasil e tenho maior respeito por essa cidade.
Por: Lucas Santos Alves

nasci nesta bela cidade porisso a amo meus pais ainda residem ai... mais hoje moro em são paulo recentemente estive ai no micareta 2010 e não tem coisa melhor voltar a pau brasil ainda curti o micareta
Por: francislei

Pau Brasil! De nascimento sou de Potiraguá, onde nasci em 1962, mas de coraç~/ao sou de Pau Brasil onde cheguei em 1969. Não posso esquecê-la, pois foi lá que nasci da água do Espírito, batizado no dia 25 de setembro de 1975, no gostoso Rio Água Preta, fazendo me então membro da Igreja Adventista do Sétimo Dia. No dia 15 de dezembro de 1980, deixei aquele torão querido para estuda no IAENE, em Cachoeira de São Félix, onde formei em teologia. Hoje estou pastor em Caruaru, mas não esqueço aquela cidade. Faz mais de ano que lá estive. Olho a casa onde fui recebido como membro, na rua Sóstenes almeida, hoje residência, e gostaria de ter dinheiro para comprá-la e ale colocar de voltas minha querida igreja. quanta saudade! Quantos banhos nas enchentes! Quantas pedaladas até a cachoeiras das Pratas. pastorqueiros@hotmail.com.
Por: Pr. Paulo Roberto de Queiros

EU MOREI NESTA CIDADE E TENHO SAUDADES os meus filhos nasrao todos ai sao muitas lembranças ruins e boas
Por: CIRLENE

gostaria de conhecer mais da cidade !achei poucas fotos......mais parece ser uma cidade confortavel...poi isso queria conhecer mais da cidade
Por: sara pereirara

nasci em pau brasil e não tenho oq reclamar é uma cida de maravilhosa cheias de aventuda é d+++++++++
Por: lais

EU NASCI E MORO NA CIDADE DE PAU BRASIL SOU MUITO FAMOSA NESTA CIDADE MORO PROXIMO A PRREFEITURA TODOS ME CONHECE E ME CHAMA POR BARBIE. TE AMO PAU BRASIL. AlexksandrA $ $ ouza ou BARBIE
Por: AlexksandrA

eu adorei esse lugar beijos para todos. desejo muitas coisas boas para todos os habitantes desta pquena e linda cidade!!!!!!!!!!!!!
Por: kaly

pau brasil lindo sou filha dela atualmente estou lonje mas morro de saudade
Por: alzinete de jesus baltazar

sou nacido criado em paubrasil hoje morro em são paulo mais sou muito apaxonado por pau brasil
Por: robson

a cidade em si não há muito o que ver devido a inercia de seu governo porem, ha belisimas cachoeiras e lugares paradisiacos lindos,e matas ainda virgens, e um povo muito receptivos,editarei fotos assim que posivel.
Por: valdiney nascimento

Pau brasil e uma cidade q eu adoro muito amo minha cidade pois ai que vivir maior oarte da minha vida Pau brasil e tudo de bom
Por: Joalisson Trindade Chaves

Pau brasil e uma cidade q eu adoro muito amo minha cidade pois ai que vivir maior oarte da minha vida Pau brasil e tudo de bom
Por: Joalisson Trindade Chaves

P.Brasil é a cidade que nasci pra mim e o lugar mas maravilhoso que existe porque lá esta minha familia sinto falta da tranquilidade que esa cidade oferereçe e tambem suas cachoeiras beijos pra todos ....
Por: juceleide

nao conheso a cidade mas meu pai mora ai eu nao conheso ele sei que onomedele e rafael espero pode conhe selo um dia
Por: filipe

AMO MINHA CIDADE TODOS DEVERISM PAU BRASIL ESTOU COM SALDADES BREVE VOLTAREI AMO ,MEU BERÇO QUERIDO
Por: jocimara oliveira santos

Conheço Pau Brasil sim morei lá por muitos anos passei toda a minha infância e juventude,estudei e me formei nesta linda cidade, tenho muitas recordações, deixei muitas amizades, é com muita saudades que fico lembrando das festas maravilhosa e da alegria desta turma que sabe muito bem aproveitar a vida. Fazem 25 anos que estou longe dai, morando em uma cidade chamada Itápolis em São Paulo. Olá turma qualquer dia desses eu apareço para matar as saudades se Deus assim me permitir.
Por: Ana Maria Alcantara Cruz Sagioro

nao conheco mas estou encantada com tanta beleza.atravez de fotos belissimas pude comtemplar tanta beleza.
Por: marilene santiago dacuhna silva

nasci neste cidade mas não a conheço,fazem exatos 43 anos que sair dai. estou com vontade visitala
Por: maria da conceição de oliveira santana

SOU FILHA DE DURVALZINHO E NIDI. NASCI E CRESCI COM NEUS IRMÃOS NESTA CIDADE.O QUE ELA TEM DE MELHOR É A HOSPITALIDADE DO POVO PAUBRASILIENSE. PARABÉNS PAU BRASIL ,POR SUPERARA AS DIFICULDADES E SE MANTER VIVA COM SUAS MEMÓRIAS. SAUD. DA MINHA INÂNCIA.
Por: elisangela pereira dos santos

Moro nesta cidade desde que nasci já sai algumas vezes e voltei porque este é o lugar para se viver onde podemos respira um ar puro, onde todos se conhece e ao passar uns aos outros se comprimentan. temos os nossos rios como rio pardo que é ótimo para passar os finais de semana cascata onde vc pode almoçar beber e se divertir com toda sua familia. este é o continho que Jesus batizou como o paraiso na terra.
Por: lindovaldo rodrigues lima

Pô estudei em Pau Brasil na verdade dei os primeiros passos na leitura neste municipio sou grato á esta cidade.Si no mundo existe um paraiso chama-se antiga vila de Santa Rosa ou Pau Brasil hoje.Saudadessssssss.
Por: Brunnu Sagatiba

Povo hospitaleiro com perfil que só a região cacaueira desenvolveu, a partilha da cultura que brota do caboclo (a) das suas diversas regiões com destaque aos ribeirinhos do rio pardo, das aguas cristalinas do rio das pratas, que na sua transparência e leveza, por se só justifica o nome. Um bom licor e a oportunidade de uma boa proza e descobrir as delicias que nosso país continental nos oferece. visite Pau Brasil!
Por: adalberto vieira barbosa

Eu sou natural de Pau Brasil e moro hoje em Porto Seguro, confesso pra vocês que pau Brasil e uma cidade pequena, simples e encantadora eu tenho muita saudade dos belos rios, cachueira, a cascata nem se fala é tudo de bom, sem falar ainda nas academias naturais que é algumas ladeiras generosas pra quem quer ficar bem com seu físico e psicológico, lá é muito bom, vale apena conferir
Por: Eliane

Envie seu comentário sobre Pau Brasil