Palhoça

Palhoça-SC

Bem-vindo a Palhoça!

Utilize o menu esquerdo para acessar os melhores hotéis em Palhoça e muitas outras opções de hospedagem na cidade Palhoça. Você vai encontrar desde camping e chalés, até os melhores resorts e pousadas em Palhoça.

A cidade de Palhoça, localizada no estado de Santa Catarina (SC), foi fundada no ano de 1894. A localidade está em uma altitude de 3m em relação ao nível do mar, e possui uma população estimada em 89.465 habitantes. A área total de Palhoça é de 322,7km², e sua densidade demográfica é de 277,24hab/km² (habitantes por km²). O CEP da região de Palhoça-SC é 88130-000. Caso você possua informações atualizadas, utilize a área de comentário logo acima para nos enviar a atualização.


O município de Palhoça, em Santa Catarina, está localizado em uma das regiões mais adoradas de todo o estado: na Grande Florianópolis.

Entre os atrativos, o destaque vai para os naturais, já que a cidade é caracterizada como uma das principais portas de entrada para o Parque Estadual da Serra do Tabuleiro, sendo esta a principal e maior reserva de toda a região sul do País.

Os cenários não são nada limitados no parque, que abriga muitas ilhas costeiras (sendo essas repletas de aves marinhas), além de florestas com presença predominante de araucárias, campos de altitude, cachoeiras, rios de água doce e muito mais.

O cartão postal, ou seja, uma das principais atrações, vai para o Morro da Cambirela, que só pode ser acessado por meio de uma trilha bem íngreme, mas que conta com a presença de bromélias e orquídeas para adocicar o trajeto. Lá em cima, a vista é panorâmica e se torna possível contar com a beleza das regiões de Palhoça e de São José, graças aos 1.043 m de altitude do local.

A cidade abriga também uma das mais conhecidas praias de todo o estado de Santa Catarina: a belíssima e paradisíaca Guarda do Embaú. A praia é um destaque para os amantes da prática de surf, sendo caracterizada como uma vila bem badalada durante as altas temporadas.

Além disso, outras praias que você não pode deixar de conhecer quando estiver de passeio à Palhoça certamente são as praias dos Papagaios, praia de Pinheira e do Tomé.

E, para os amantes de naturismo que querem aproveitar o passeio para relaxar, nada melhor do que apostar na praia dos Sonhos ou das Pedras Altas. Já na Enseada de Brito, os destaques ficam para a própria comunidade, que conta com grande preservação de tradições e costumes açorianos, por meio de casarões e gastronomia única, repleta principalmente com frutos do mar.

Por fim, é destacável que a região está composta por muitas ilhas, assim como a ilha de Nossa Senhora da Conceição de Araçatuba, uma das mais visitadas de toda a região, que conta ainda com uma fortaleza de mesmo nome.

Informações de Palhoça

ROTEIROS DO BRASIL

Região 

hspace=0 HISTÓRIA DA CIDADE:

O município de Palhoça localiza-se a 15 km de Florianópolis entre o litoral e a Serra do Mar. Sua história começa com a História do Brasil quando Santa Catarina era habitada por dois troncos indígenas: o Tupi-guarani e o Jê. No litoral e no extremo oeste catarinense se localizavam os Tupi-guarani e entre eles os Jê. Na Ilha de Santa Catarina e no litoral defronte a ela vivia o povo denominado Carijó do grupo tupi-guarani e mais para o interior os Xokleng e os Kaingang. Em 1651 quando Dias Velhos chegou à Ilha de Santa Catarina hoje Florianópolis chamou-a de Desterro. Em 1771 portugueses de São Vicente (São Paulo) fundaram Lages. Houve então a necessidade de ligação entre as duas localidades o que resultou na abertura de uma estrada que ligava a capital Desterro à Lages. Em 1777 a Ilha de Santa Catarina conseqüentemente a capital N.S. do Desterro foi invadida pelos espanhóis. Em consequência da invasão o governo decidiu tomar duas decisões ambas de caráter militar como fora a abertura da estrada que ia de Desterro a Lages: Construir duas povoações defronte à capital na terra firme como era então chamado o continente. Essas povoações tinham por principal papel dar guarida aos desterrenses além de servir de escudo militar a capital no caso de novas invasões; Povoar o sertão às margens do caminho de Lages com o mesmo fim militar visto que a maior parte do abastecimento da ilha por lá transitava. A necessidade de criar-se um refúgio no continente caso houvesse ataques inimigos a Ilha do Desterro como a invasão espanhola fez com que em 31 de julho de 1793 o então governador Cel João Alberto de Miranda Ribeiro enviase o Ofício nº 7 ao Conde Rezende Vice-Rei do Brasil. O nome do município se originou das casas construídas de pau-a-pique com cobertura de palha denominada palhoça (palavra derivada de palha) na localidade de Areas região sul do atual bairro de Ponte do Imaruim. Posteriormente outras construções permanentes de pescadores se localizaram ao redor deste núcleo tendo elas as mesmas características. Pela primeira povoação só passavam aqueles que subiam a serra e que ou tomavam o caminho beirando a praia ou o de Passa-Vinte procurando não passar pelo tirirical e atoleiros hoje parte da rua principal de Palhoça. Com o aumento de Desterro aumentou a demanda de alimentos provenientes do continente e a movimentação das tropas motivo pelo qual foi construída uma estrada atravessando o tirirical e os atoleiros. Também a povoação havia aumentado com construções aqui e ali inclusive próximas ao atual centro de Palhoça. Assim após a construção da estrada a povoação deslocou-se mais para o sul estabelecendo-se o centro definitivo de Palhoça onde é hoje. Palhoça pertencia ao Município de Florianópolis passando a pertencer ao de São José em 1833 quando esse foi criado. Entre sua fundação e 1873 quando foi elevada à condição de Distrito Policial Palhoça continuou como arraial ficando praticamente esquecida política e administrativamente neste período apesar do aumento de seus habitantes e do desenvolvimento de sua economia. Em 1882 atendendo ao pedido dos moradores de Palhoça a Assembléia Legislativa votou a Lei nº 949 datada de 8 de novembro elevando-a à categoria de freguesia. Em 1891 passa de Distrito Policial a Distrito de Paz. Durante o Governo de Floriano Peixoto depois de debelada a Revolta da Armada no Rio de Janeiro Desterro foi ocupada pelo Cel. Moreira César que dissolveu a Assembléia Legislativa e passou a governar interinamente o Estado. Como Palhoça durante o período revolucionário não apoiara o governo por não ser legal e de seu partido prontamente aderiu ao novo governo e como recompensa pelo apoio dado foi elevada à categoria de Município. Em 19 de outubro de 1906 Palhoça transforma-se em Comarca. Faziam parte dela os distritos de Palhoça - sede do município e da comarca- Santo Amaro do Cubatão Enseada de Brito Teresópolis São Bonifácio do Capivari Santa Isabel Anitápolis Santa Teresa e ainda Garopaba que de município se transformou em distrito de Palhoça. A vila de Palhoça foi elevada à categoria de cidade através da Lei 1245 de 22 de agosto de 1919.

Significado do Nome:

Povos indígenas habitavam o município, e, construiram “Ocas” feitas de “Palhas”, originando então o nome: “Palhoça”. Posteriormente ao redor deste núcleo, colônia de pescadores começaram a utilizavam a mesma técnica.

Aniversário da Cidade:

24 de Abril

Gentílico:

palhocense

População:

150.623 habitantes - censo IBGE/2013

hspace=0 CARACTERÍSTICAS:

As praias da Pinheira e do Sonho, a Guarda do Embaú, a Enseada do Brito e o Parque da Serra do Tabuleiro são apenas alguns dos atrativos dessa tímida e bela cidade, miscelânea de costumes, festas e etnias. 

Clima:

Temperado

Temperatura Média:

22.5ºC

hspace=0 COMO CHEGAR:

Rodovia BR-101

Localização:

-Mesorregião: Grande Florianópolis 

-Microrregião: Florianópolis

Limites:

Florianópolis, Tijucas, Antônio Carlos, São José, Biguaçu, Santo Amaro da Imperatriz, Águas Mornas, Rancho Queimado, Angelina.

Distâncias:

-Florianópolis/SC - 18 km

-Brasília/DF - 1.675 km

-São Paulo/SP - 691 km

hspace=0 TURISMO:

Resumo:

Principais Pontos Turísticos:

-Parque Estadual Serra do Tabuleiro (Zoológico)

  -É a maior Unidade de Conservação do sul do Brasil. Com quase 90.000 hectares abrange nove municípios e algumas ilhas costeiras estas constituem importantes refúgios de aves marinhas migratórias e fauna local.
O parque possui cinco tipos de paisagens: a Restinga com seus ricos campos litorâneos a exuberante Floresta Atlântica a peculiar Matinha Nebular com curiosos representantes andinos e antárticos o Campo de Altitude e a Floresta Araucária.
Decreto de criação – nº 1.260 de 01/1/75 publicado no Diário Oficial nº 10.359 de 07/11/75.

-Morro do Cambirela

  -Ponto culminante da região da Grande Florianópolis com 1.043m o Cambirela é um dos cartões postais do Parque.

-Morro da Pedra Branca

  -Localizado a 6 km do cento de Palhoça o Morro da Pedra Branca possui magnífica vegetação de mata nativa com belas trilhas que conduzem ao topo. Do alto dos seus 500 m é possível avistar os municípios vizinhos.

-Ilhas

  -Ilha dos Cardos Grande Ilha do Largo Ilha dos Papagaios Ilha Três Irmãs Ilha do Coral Ilha da Fortaleza Nossa senhora da Conceição de Araçatuba e Ilha dos Moleques.

-Praia do Tomé

  -A fartura do pescado e uma rica fauna somada a uma bela vista fez com que o então navegador Tomé de Souza fixasse residência nesse local sendo que a praia leva seu nome até hoje. O local oferece uma boa opção de bares e restaurantes. Vale a pena visitar a Praia do Tomé localizada na Barra do Aririú.

-Praia de Fora

  -Perto do morro mais alto do município - Cambirela estão as praias do Cedro Pontal e Marivone João Vieira que parecem receber a proteção do grande morro. Assim é a Praia de Fora com águas limpas e tranquilas e largas faixas de areia propiciando a prática de esportes.
As luzes da Ilha de Florianópolis oferecem um espetáculo a parte para quem curte a noite no balneário da Praia de Fora.

-Enseada de Brito

  -O único Distrito do município onde predomina a cultura açoriana através de seus casarios centenários e a maricultura como grande atrativo gastronômico.
Uma das três mais antigas comunidades de origem açoriana no litoral catarinense. Foi fundada em 1750 pelo navegador português Domingos de Brito Peixoto na mesma época em que surgiram as freguesias de Nossa Senhora da Conceição da Lagoa e São Miguel da Terra Firme.

-Pedras Altas ( naturismo)

  -Num lugar pequeno paradisíaco e de difícil acesso fica a segunda praia reconhecida como reduto naturista em Santa Catarina – Pedras Altas.
Está a 40 km de Florianópolis a praia é pública mas de acordo com a Legislação Federal não é permitida a entrada de pessoas com roupas neste local.
Quem quiser frequentá-la precisa despojar-se de outro item: a vergonha.
Pedras Altas divide-se em duas pequenas praias a cerca de 100m cada ambas cercadas por vegetação está localizada no Distrito da Enseada de Brito.

-Praia do Sonho

  -A Praia do Sonho é a única praia com duas frentes para o mar ( norte e leste) com opção de banhos em águas calmas e mar groso distante 34km do centro de Palhoça preferida por aqueles que procuram paz e sossego.
Da Praia do Sonho é possível avistar a ilhota de Araçatuba – onde fica a Fortaleza de Nossa Senhora da Conceição de Araçatuba e as Ilhas Três Irmãs.
Para fazer um passeio até as ilhas os pescadores da região alugam os barcos cobrando pequenas taxas.

-Praia Ponta dos Papagaios

  -O nome segundo depoimento dos moradores mais antigos originou-se porque antigamente o local era um viveiro natural de pássaros entre eles vários papagaios.
Hoje a Ponta dos Papagaios é uma praia com boas pousadas restaurantes e que além de sua tranquilidade e beleza destaca-se pela qualidade de seus empreendimentos como a Pousada Ilha dos Papagaios e a criação de ostras e mariscos cujo a qualidade é considerada a melhor do país.

-Praia da Pinheira

  -A Praia da Pinheira é uma das praias mais frequentada de Palhoça recebendo grande fluxo de turistas de outros estados.
Localizada numa enseada a 35km do centro do município e a 48km de Florianópolis.
É dividida em duas praias: Praia de Baixo e Praia de Cima situadas em oposição uma a outra.
Hoje a Praia da Pinheira não é só um povoado com pescadores de tradição açoriana lojas farmácias padarias e pousadas provam que o desenvolvimento chegou ali porém o progresso não apagou as marcas que caracterizam a praia: os ranchos dos pescadores e a paz da convivência entre os visitantes e nativos.
O Nome – conta-se que havia uma enseada muito linda que era coberta por árvores de madeira leve e resistente muito usada para a fabricação de bóias para as redes dos pescadores o fruto desta árvore parecia-se com uma pinha ( fruto do pinheiro) daí as árvores serem chamadas de pinheira. Como esta linda praia não tinha nome os nativos chamaram-na de Pinheira.
Praia de Cima – Praia do Engenho Praia da Cabras ou Praia de Cima são alguns dos nomes dessa pequena mas bela baía de águas limpas que completa-se com a ponta das andorinhas e o costão da Praia de Baixo.
A Praia de Cima é uma das poucas praias do município que além de sua rara beleza abriga banhistas do vento sul pela sua posição geográfica.

-Praia da Guarda do Embaú

  -Segundo pessoas antigas da Guarda do Embaú um tesouro teria sido enterrado na localidade por capitão de um navio perseguido por piratas.
O tesouro estaria na estrada de Camboatá guardado em baú.
Classificada por uma famosa revista como uma das 10 melhores parias do mundo para a prática do surf a Guarda faz jus ao título.
Bela ela é o paraíso dos surfistas que a escolheram para ser um dos pontos mais fervilhantes do litoral.
A Guarda é uma pequena vila de pescadores descoberta na década de 70 pelos hippies e pelos surfistas da época que corriam atrás de boas ondas.
Na Guarda desemboca o Rio da Madre e para chegar até a areia à beira mar é preciso atravessar o rio a nado ou numa canoa de pescador.

-Cachoeiras

  -Pontal
  -Enseada de Brito
  -Maciambú
  -Sertão do Campo

hspace=0 EVENTOS:

Calendário de Janeiro a Dezembro:

-Janeiro

  -Festa de Nossa Senhora dos Navegantes  Data móvel 

-Março

   -Festival de Músicas Inéditas - Snoopy Bar

  -Quaresma 

-Abril  

  -24 - Festa de Emancipação do Município  24

-Maio

   -10 a 12 -  Festa do Camarão  10 a 12

-Junho

  -05 a 08 - Festa da Tainha

  -13 a 16 - Festa do Divino Espírito Santo

 -Julho

   --2ª quinzena  - Festa Divino Espírito Santo Enseada do Brito

 -Agosto

  -Festa Senhor Bom Jesus de Nazaré

  -Colonifest – itinerante

-Setembro

  -05 a 08 - Festa do Siri

-Dezembro

  -Natal de Esperança e Luz

  -Reveillon da Natureza - Praia Ponta dos Papagaios Data Móvel

  -Festival de Músicas Inéditas 

hspace=0 INFORMAÇÕES ÚTEIS:

PREFEITURA MUNICIPAL DE PALHOÇA

E-mail:

Telefones:  (48) 242-3202

Sites: sict@iaccess.com.br

SUB-PREFEITURA:

E-mail:

Telefone:

INFORMAÇÕES AO TURISTA:

ENDEREÇO DO SITE OU PORTAL DA LOCALIDADE:

E-mail:

Telefone:

CARTÓRIOS: CIVIL, IMÓVEIS, TÍTULOS E DOCUMENTOS, OUTROS:

1º TABELIONATO DE NOTAS:

E-mail:

Telefones:

Sites:

CARTÓRIO ELEITORAL:

E-mail:

Telefone:

OUTRAS INFORMAÇÕES DE TELEFONES E E-MAILS:

HOSPITAIS:

CORPO DE BOMBEIROS: 193

DELEGACIA DE POLÍCIA:

OUTROS:

E-mails e telefones:

Sites de Fotos e Informações:

-http://pt.wikipedia.org

-http://www.cidades.ibge.gov.br

-http://www.panoramio.com

-www.palhoca.sc.gov.br

-www.guialitoralsul.com.br

-http://br.distanciacidades.com


PESSOAS ILUSTRES NASCIDAS NA LOCALIDADE:

 

OUTRAS INFORMAÇÕES ÚTEIS DA LOCALIDADE:

Comentários de Palhoça

Olá, Conheci palhoça em 2008, gostei muito, tanto que comprei um imóvel na cidade e em 2010 passarei a fazer parte do contigente populacional da cidade, Palhoça tem um charme especial, venha conhecer palhoça vc também!!
Por: Manoel Messias

eu conheco palhoca mais ou menos,pois eu vou pra la todo o ano,mas fico na praia da pinheira,la é tranguilo,bonito,e os donos pousadas são td como fossem parte da familia...muita gente legal lá,eu acho q palhoca é um lugar mais pras pessoas que gostam mais de cidade,shopping,e a praia de cima e a praia de baixo,são maravilhosas....bom,vou parando por aqui.tchau
Por: Hulda

Palhoça é tudo de bom. Quando estive aí me senti em casa. Adorei o comércio, Pedra Branca e muito mais. Gente que trabalha e se diverte ao mesmo tempo, há opções. Além da cultura. Amei. Parabéns a todos vocês que moram aí. Sinceridade, adoraria morar aí. Estarei pesquisando um imóvel que esteja a altura do salário de uma professora. Anelo um repleto de paz e realizações. Com muito afeto.
Por: Terezinha Andrighetti Nava

Favor corrigir: Faltou uma palavra na última frase: "Anelo um ano repleto de realizações... Obrigada!
Por: Terezinha Andrighetti Nava

0
hotéis, pousadas e serviços encontrados em Palhoça
Fundação:
1894
Altitude:
3m
População:
89.465 habitantes
Área:
322,7km²
Densidade Demográfica:
277,24hab/km²
CEP:
88130-000

Envie seu comentário sobre Palhoça