Venda Nova do Imigrante

Venda Nova do Imigrante-ES

Bem-vindo a Venda Nova do Imigrante!

As melhores pousadas em Venda Nova do Imigrante podem ser acessadas através do menu localizado na lateral esquerda dessa página. Ali você vai encontrar opções de pousadas, hotéis, fotos e muitas informações atualizadas pela nossa equipe.


Pequena no tamanho, mas grande na diversidade turística.

Venda Nova do Imigrante é uma pequena cidade das montanhas capixabas. Localizada no estado do Espírito Santo, encanta pela beleza natural ao seu redor e pelas raízes europeias. Mas o principal atrativo dessa cidade é o agroturismo, atividade de exploração agrícola aliada ao turismo rural, ao lazer, à visitação e à valorização do meio ambiente.

Essa nova forma de fazer turismo é bastante recente e tem encantado muitas pessoas. Como isso, o meio rural deixa de ser sinônimo de atraso de vida para ganhar o mundo com seus patrimônios culturais e paisagísticos. Assim, Venda Nova do Imigrante passou a ser a Capital Nacional do Agroturismo.

Mas nem só de turismo rural vive a cidade. Baseada na cultura europeia Venda Nova possui 17 Casas Coloniais, todas do século XIX. Feitas de estuque (argamassa, gesso, água e cal), assoalho de madeira, engradamento em palmito e telhado colonial. A mais antiga de todas é a casa dos Scabelo, que foi construída em 1825.

Outra opção é assistir uma missa na Igreja de Pindobas. Patrimônio centenário está muito bem conservado e é considerado o mais antigo do município. A padroeira é a Nossa Senhora da Penha.

Ainda, há diversas paisagens naturais como a Cachoeira do Alto Bananeira, com sete quedas entremeadas na Mata Atlântica; o Lago do Alto Bananeiras, barragem para captação de água que possui área para lazer e o Morro do Filleti, com 1.110 metros de altura, ideal para caminhadas e prática de asa delta e parapente.

Se você é fã de culinária, não pode perder a Festa da Polenta. Realizada sempre na segunda semana de Outubro, a festa dura três dias e é regada a danças, músicas e comidas típicas. Por ser conhecida nacionalmente pela forte influência da cultura italiana, resgata essa cultura durante todos os dias da festividade.

Agora, se você aprecia um passeio mais cultural, pode visitar a Casa da Cultura. O espaço fica aberto de segunda a sexta, das 8h às 17h. Lá, você encontra um museu com mais de 600 peças que contam toda a história da colonização italiana em Venda Nova, que teve início em 1892.

Comentários de Venda Nova do Imigrante

Essa cidade é maravilhosa! Tem um clima super agradável, as casinhas,, tudo estilo "cidadezinha de montanha" mesmo, sem falar na festa da polenta, que é uma atraçao a parte rsrs, amei esse lugar.
Por: valeria

adorei conheçer vni gosta da aqui nunca vou sair valeuuuuuuuuuuuu kau
Por: gabriela

otimo este site diz tudo que preciso adoreeeeeeeeeei otimo, maravilhoso. amei...adorooooooooooooooooo
Por: alice bira

assistindo o "Globo Reporter" interessei-me pela matéria da Fazenda Caliman. Estou com vontade de visitar e comer a polenta da vovó.Vou pequisar a forma mais prática de chegar a partir de são paulo.
Por: antonio castello

Venda Nova do Imigrante é uma cidade linda, sou do Rio mais quando posso vou visitar meu pai q mora na cidade. P.s VNI é uma cidade nota 1.000.00
Por: Joelma

A cidade dos sonhos. Isso se resume Venda Nova do Imigrante/ES com clima europeu, entre montanhas é uma dasmaisbelas regioes do nosso estado. Moro em Vitoria/ES mas sempre dou uma escapada para venda nova é realmente SONHAR.
Por: Regina Spavier Marinho

Venda Nova é uma linda cidade de gente trabalhado- ra, honesta e feliz.
Por: Maria da Penha

A cidade é linda , o clima maravilhoso, porém tenho notado muito desmatamento ultimamente. morei em Lavrinhas , no sitio do senhor ANSELMO ZANDONAIDE,até os onze anos , hoje estou com 48anos, mas sinto uma tremenda saudade dai. espero num futuro próximo voltar a residir ai por perto, pois tenho um pequeno terreno no sitio dos BRAMBILA, no entanto no momento estou sem condições de fazer uma casinha para morar no futuro e por enquanto seria para passar férias , já que ainda trabalho fora.Sou apaixonada por VENDA NOVA , se pudesse nunca teria saido dai . sinto muita saudade. NAZARETE
Por: NAZARETE MARQUES GUIMARÃES

Morei em Venda Nova por 3 anos,e posso dizer q nunca conheci um lugar tão maravilhoso pra se morar.A cidade é simplismente maravilhosa!
Por: Rafael Da mata Oliveira

participei da festa da polenta na cidade e adorei, a cidade e tambem muito bonita e acolhedora,saudades
Por: lourdes maria de melo

esta cidade e linda na? podia ser diferente cidade natal ate mais
Por: cidiney domingos de assis

Sou de Cariacica, conheço alguns estados e cidades ,decidi nesta feria 2011,conhecer cidades do ES,Começando por venda Nova e conceiçao do ca stelo onde pretendo ficar 03 dias, espero gostar.
Por: manoel rodrigues

SOU MINEIRA DE BH,MAS A 4 ANOS MORO EM PORTUGAL . TO CONHECENDO A CIDADE ATRAVEZ DA NET. - È LINDA QUERO CONHECE-LA.
Por: ROSANA

Realmente é uma linda cidade amei conhecer, o clima é maravilhoso.
Por: Drika Santana

Informações de Venda Nova do Imigrante

Roteiros do Brasil

Roteiro: Rota do Mar e das Montanhas - Natureza e Agroturismo com Cenários Inesquecíveis

hspace=0 HISTÓRIA DA CIDADE:

Na época do Império no Brasil (1822-1889) grandes fazendas de café floresceram no altiplano serrano onde mais tarde nasceria Venda Nova do Imigrante. Contudo com a abolição da escravatura essas fazendas caíram em abandono até que surgissem os colonos... imigrantes italianos originários da Região do Vêneto (na Itália). Buscando terras férteis para agricultura e um clima com temperaturas mais amenas cerca de 18 a 20 famílias imigraram para região entre elas: Perim Caliman Zandonadi Altoé Venturim Falcheto Brioschi Sossai Carnielli Cola Minetti Lorenzoni Delpupo Tonolli Ambrozim Scabello Mazzoco Fioreze e Mascarello. No começo do século XX estes imigrantes logo iniciaram o plantio de café e outras culturas como milho feijão e mandioca. Já na década de 60 o comércio se expandiu após a abertura de estradas principalmente a BR-262 ligando Vitória a Belo Horizonte. A agricultura também se expandiu com a produção de hortifrutigranjeiros e uma pecuária ascendente. Com a emancipação política em 1988 outra modalidade econômica começa a ser explorada: o Turismo. Venda Nova se destaca como pioneira no Agroturismo com várias propriedades rurais abertas aos turistas oferecendo uma enorme variedade de produtos típicos artesanais como queijos embutidos lingüiças massas doces geléias licores biscoitos além da tradicionalíssima polenta. Venda Nova é hoje um pedacinho da Itália enraizado entre as serras capixabas. Nesta cidade é possível vivenciar um pouco dos hábitos de nonnos e nonnas e de todo este povo acolhedor muito chegado aos festejos e cantigas regadas ao bom vinho e acompanhadas de deliciosos petiscos.  

Significado do Nome:

Venda Nova já tinha este nome antes de os imigrantes chegarem à região. No período em que os portugueses eram donos das grandes terras, havia um casarão antigo que funcionava como casa de comércio e armazém para mineradores. Essa casa, apesar de velha, era chamada de venda nova, já que havia uma outra venda, mais antiga, que ficava em outra localidade.Quando as pessoas queriam ir à região onde ficava a venda mais antiga, elas diziam que iam para a venda velha e quando iam para as redondezas da venda mais nova, falavam que estavam indo para venda nova, e assim surgiu o nome do lugar.

Aniversário da Cidade:


Gentílico:

vendanovense

População:

20.948 habitantes

hspace=0 CARACTERÍSTICAS:

Cidade maravilhosa de um povo receptivo, alegre e muito feliz. É também a oportunidade de desfrutar a natureza. Venha conferir.

Clima:

Tropical de altitude

Temperatura Média:

29º C

hspace=0 COMO CHEGAR:


Localização:

Central Espírito-santense

Limites:

Castelo (ao sul) Afonso Cláudio (ao norte) Domingos Martins (a leste) e Conceição do Castelo (a oeste).

Acesso Rodoviário:

BR-262 - BR-116 - ES-166 - ES-472

Distâncias:

Da Capital:

83 km

Outras:

 

hspace=0 TURISMO:

Resumo:

O Agroturismo surgiu em Venda  Nova do Imigrante a partir do costume dos imigrantes de receber pessoas em casa sejam elas  familiares ou amigos.  Essas pessoas além da  hospedagem podiam saborear vários produtos caseiros que eram feitos a princípio para uso doméstico e ao partirem a família que os hospedava oferecia esses produtos para que os visitantes pudessem levá-los como lembrança ou para presentear alguém na cidade. Sendo assim o tempero a arte e as tradições foram se difundindo. Mais tarde descobriu-se que esses produtos poderiam ser mais uma fonte de renda uma vez que eram apreciados e com isso os produtores começaram a vendê-los em suas residências dando início à indústria caseira que começava a contribuir com a renda da casa. Dentre estes produtos típicos destaca-se o tradicional vinho de jabuticaba fabricado há mais de 30 anos com a receita tradicional dos antigos imigrantes.
No Agroturismo objetiva-se a integração da atividade agrícola com a exploração turística buscando a valorização do homem do campo integrando-o com novos mercados.

Principais Pontos Turísticos:

Família Carnielli

Em 1986 a família Carnielli funda a  primeira agroindústria destinada à fabricação de queijos. Na Propriedade da Família Carnielli o turista pode presenciar desde a ordenha à produção final recebendo informações de como tirar o leite funcionamento do sistema de gado confinado além do beneficiamento de café arábica. Há degustação de queijos e café e venda de vários tipos de queijos lingüiças doces pó de café e o tempero dos queijos.
Como chegar: Rod. Pedro Cola KM 4  Horário de funcionamento: todos os dias de 7:00 h 17:30 h   Telefone: (28) 3546 1272

Fazenda Saúde ( Família Caliman)


Oferece Pesque-pague e restaurante com comidas típicas como a famosa polenta feitas no fogão à lenha área de lazer e fonte de água mineral. O turista pode adquirir vários produtos como: licor e vinho de jabuticaba tomate seco e polenta para fritar.
Como chegar: Rod. Pedro Cola Km 4 mais 02 km  Horário de funcionamento: sábados domingos e feriados 10:00 às 17:00 h Telefone: (28) 3546-1528  Grupos – marcar data caso queira durante a semana.

Fazenda Pindobas ( Família Cola)

A Fazenda é muito conhecida por seus queijos e iogurtes. O queijo parmesão já ganhou prêmio em concurso nacional em 2000. Oferece um roteiro de visita pela fazenda mostrando o manejo do gado Nelore e Pardo-Suíço e do moderníssimo laticínio com capacidade de processamento de até 12 mil/litros por dia. Vende vários tipos de queijos como: mussarela bolotinha minas frescal e padrão prato lanche e cobocó ricota e parmesão.
Como chegar: Rod. Pedro Cola km 08  Horário de funcionamento: Seg a Sex 08:00 às 17: 00 h  Telefone: (28) 3546-6111

Família Sossai Altoé

Nesta propriedade a maior atração é a  visita  ao alambique - fabricação artesanal da cachaça Venda Nova. Há também a venda de doces cristalizados geléias conservas picles mel açúcar mascavo pães e biscoitos. Além de fubá de moinho de pedra.
Como chegar: Rodovia Pedro Cola km 1 mais 600 metros de estrada de chão  Horário de funcionamento: todos os dias de 07:00 às 17:00h   Telefone: (28) 3546-1786

Sítio Lourenção (Família Lourenção)

Famosa no Estado dona Cacilda - personagem de Venda Nova recebe todos os visitantes com muita alegria e simpatia. O Socol (embutido feito com lombo de porco e envolvido numa pele que vem da Itália) tomate seco e cachaça com malte são algumas das delícias encontradas por lá. Visitas à plantação orgânica de brocólis goiaba e lixia ( fruta exótica saborosa originária da China)
Como chegar: BR 262 no km 102  Horário de funcionamento: todos os dias 07:00 às 17:00 h   Telefone: (28) 3546-1130

Sítio Busato (Família Busato)


Queijo tipo suíço parmesão ricota iogurte feijão pó de café fubá de moinho de pedra e açúcar mascavo podem ser encontrados nesta fazenda. Visita ao alambique de fabricação artesanal da Cachaça Teimosinha com produção de 12 mil litros por ano.
Como chegar: Rodovia Pedro Cola km 4 5  Horário de funcionamento: todos os dias 07:00 às17:00 h  Telefone: (28)  3546-1956

Sítio Retiro do Ipê (Família Brioschi)

Biscoitos caseiros vinho de jabuticaba e doces. Como chegar: Rodovia Pedro Cola km 06  Horário de funcionamento: Todos os dias 07:00 às 17:00 h  Telefone: (28) 3546-1024
Centro de Desenvolvimento Sustentável Guaçu Virá.
Métodos ecologicamente corretos e financeiramente viáveis. Produção de pizzas. Como chegar: BR 262 km 98 mais 10 km pela Rodovia dos Produtores – São José do Alto Viçosa Horário de funcionamento: Todos os dias 08 às 17:00 h  Telefone: (28) 3546-1436

Casa do Mel

Mel própolis bolos e pães. Acessórios para jardim. Como chegar: Av. Domingos Perim 1226. Horário de funcionamento: Todos os dias 08 as 17:00 h. Telefone: (28) 3546-1705

Associação das Voluntárias em Prol do Hospital Pe. Máximo

Artesanato em tecido em geral em benefício às atividades do Hospital. Como chegar:  Horário de funcionamento: Segunda  a Sexta das 12 às 17:00h. Telefone: (28) 3546-1470

Loja do Agroturismo

Venda de produtos variados de todos os associados do AGROTUR – VNI.  Como chegar: BR 262 km 103 – Anexo ao Hotel Alpes  Horário de funcionamento: Todos os dias 08 às 17:00 h  Telefone: (28) 3546-2317

Sitio  Altoé (Família Altoé)

Tia Cila pioneira na fabricação de biscoitos bolos doces e macarrão. Tia Cláudia – artesanato variado em tecido e madeira de café e doces biscoitos. Como chegar: Rod. Pedro Cola km 01 - Horário de funcionamento: todos os dias 07 às 17:00 h - Telefone: (28) 3546-1128

Sítio Capril  (Carmem Altoé)

Venda de leite de cabra e derivados (incluindo sabonete e licor) até 10 pessoas  Como chegar: Av. Domingos Perim 181 - Horário de funcionamento: todos os dias 07 às 17:00 h - Telefone: (28) 3546-1239

Orquidário Caliman (Sávio Caliman)

As orquídeas nativas do Espírito Santo são famosas no mundo por apresentarem rica microflora. São mais de 12 mil variedades de orquídeas e bromélias naturais e híbridas que podem ser visitadas em grupos de até 12 pessoas.
Como chegar: Estrada de Lavrinhas km 01 - Horário de funcionamento: todos os dias 08 às 17:00h - Telefone: (28)3546 1136 - Em todas as propriedades há necessidade de marcar data para grupos de turismo. Caso seja passeio individual ou familiar não há necessidade.

TURISMO DE AVENTURA

Venda Nova é conhecida pelas boas conhecida para a prática de esportes radicais. Conhecida como capital capixaba do motociclismo sedia a Etapa do Campeonato Brasileiro de Enduro de Regularidade e o campeonato estadual que acontecem durante o Enduro da Polenta em fevereiro.

A primeira versão do Enduro da Polenta aconteceu no ano de 1989 por iniciativa de um grupo de amigos esportistas. Estes motociclistas organizaram o Trail Clube da Mata Atlântica que organiza o evento todos os anos que a cada Enduro recebe mais competidores de todo Brasil.

O município possui bons locais também para o vôo livre - são quatro rampas. A Pedra do Já 7 no  km 108 da BR 262 é um mirante com rampa para vôo livre. O acesso é somente para veículos pequenos com tração.

A Pedra do rego símbolo da cidade é um dos pontos mais altos com 1.441 metros de altitude excelente para prática de trekking. O Morro do filete com 1.110 metros de altitude abriga mirante e rampa de vôo livre e também boa para rappel com visão privilegiada da Pedra Azul e Forno Grande.

Mirante da Torre de TV

Com 1.189 m vista panorâmica da cidade e ponto de decolagem de asa-delta.

Serra do Engano

Estrada sinuosa cercada por Mata Atlântica chegando a 1.548 m avista-se o Vale de Lavrinhas.

Cachoeira de Alto Bananeiras

Possui sete quedas dágua entremeadas à Mata Atlântica.

Formações Rochosas

Grandes paredões e maciços que circundam o município entre os quais a Pedra do Rego (símbolo do município) com 1.445 m a Pedra do Campo (1.548m) a Pedra do Já Sete (1.211m) as Serras da Povoação e do Rego.

Igreja de N. Sr.ª. de Penha

Localizada em Pindobas construída por volta de 1895 é a mais antiga do município.

Casa da Cultura

Seu museu conta com um acervo de 600 peças além de auditório e pequeno cinema. Telefone: (28) 3546-1425

Oficina de Artesanato

Exibe peças feitas em mármore e granito feitas por crianças carentes como águias tucanos peixes e outros. Telefone (28) 3546 3062.

hspace=0 EVENTOS:

Calendário de Janeiro a Dezembro:

 

- Além das belas paisagens e do agroturismo, a cidade de Venda Nova do Imigrante também é conhecida por seu vasto calendário de festas que atraem turistas de várias partes do Estado durante todo o ano. A mais tradicional é a festa da Polenta, a maior celebração da cultura italiana no Espírito Santo, realizada há 29 anos.

Programação e informções no site: http://www.festadapolenta.com.br/

hspace=0 INFORMAÇÕES ÚTEIS:

PREFEITURA MUNICIPAL DE VENDA NOVA DO IMIGRANTE

E-mail: gabinete@vendanova.com.br

Telefones: (28) 3546-2184 / 2362

Sites: http://www.vendanova.es.gov.br/

SUB-PREFEITURA:

E-mail:

Telefone:

 

INFORMAÇÕES AO TURISTA:

Terminal Rodoviário - Vitória-ES

Av. Alexandre Buarque, 350 - Ilha do Príncipe
Telefone: (27) 3222-3366 

ENDEREÇO DO SITE OU PORTAL DA LOCALIDADE:

E-mail:

Telefone:

 

CARTÓRIOS: CIVIL, IMÓVEIS, TÍTULOS E DOCUMENTOS, OUTROS:

1º OFÍCIO DO REGISTRO DE IMÓVEIS, TÍT. E DOCUMENTOS, PESSOAS JURÍDICAS E TABELIONATO DE PROTESTOS:

 

E-mail: cartorioprotestovni@bol.com.br

Telefones: (28) 3546-1547

Sites: http://portal.mj.gov.br/

CARTÓRIO ELEITORAL:

E-mail:

Telefone:

OUTRAS INFORMAÇÕES DE TELEFONES E E-MAILS:

HOSPITAIS:

CORPO DE BOMBEIROS: 193

DELEGACIA DE POLÍCIA:

OUTROS:

E-mails e telefones:

Sites: http://pt.wikipedia.org/

PESSOAS ILUSTRES NASCIDAS NA LOCALIDADE:

 

OUTRAS INFORMAÇÕES ÚTEIS DA LOCALIDADE:

0
hotéis, pousadas e serviços encontrados em Venda Nova do Imigrante

Envie seu comentário sobre Venda Nova do Imigrante