Rio Grande

Rio Grande-RS
banner

Bem-vindo a Rio Grande!

banner

Nessa página você vai encontrar muita informação e principalmente várias opções de pousadas em Rio Grande, além de fotos e outros serviços, incluindo camping e hotéis em Rio Grande.

A cidade de Rio Grande, localizada no estado de Rio Grande do Sul (RS), foi fundada no ano de 1809. A localidade está em uma altitude de 5m em relação ao nível do mar, e possui uma população estimada em 182.222 habitantes. A área total de Rio Grande é de 2.835,8km², e sua densidade demográfica é de 64,26hab/km² (habitantes por km²). O CEP da região de Rio Grande-RS é 96200-000. Caso você possua informações atualizadas, utilize a área de comentário logo acima para nos enviar a atualização.


Entre as cidades brasileiras de médio e grande porte, a mais meridional de todas é Rio Grande, localizada no Rio Grande do Sul. Foi fundada em 1737 e cresceu ao longo de história graças à atividade industrial, principalmente. Também tem um porto muito importante e é o município mais rico do sul do seu estado. E, para quem procura turismo, Rio Grande tem muito a oferecer.

Começando pela Ilha dos Marinheiros, fica afastada do centro da cidade e é uma das melhores opções para quem quer descansar um pouco aproveitando a natureza. Além de admirar a paisagem, os turistas podem tomar banho de lagoa, fazer piquenique, comer alguma coisa nas casas de lanches e até ficar no camping. É um local simples em que a cultura portuguesa fica evidente. As pessoas são extremamente acolhedoras.

Outro ponto que já é uma referência de Rio Grande é o Museu Oceanográfico Professor Eliézer de Carvalho Rios. Lá, o visitante pode presenciar diversas espécies de animais marinhos e saber mais até sobre operações realizadas na Antártida. Um passeio ótimo para a família toda, principalmente para quem quer ver coisas muito diferentes.

A Catedral de São Pedro é uma das igrejas mais antigas de todo o estado do Rio Grande do Sul e tem a sua bela arquitetura preservada. Nessa igreja, estão, inclusive, restos mortais de alguns dos homens que participaram da famosa Revolução Farroupilha. A arte sacra também é um show à parte da Catedral.

Nessa mesma linha de turismo cultural e religioso, Rio Grande abriga a Igreja Nossa Senhora do Carmo, que é maior e tem um estilo mais gótico. A arquitetura chama atenção de todos os que visitam, principalmente pela riqueza de detalhes. Não deixe de fazer uma visita e tirar muitas fotos!

Se você gosta de fazer uma caminhada no fim de tarde, o local perfeito para ir em Rio Grande é a Praça Xavier Ferreira. No centro dela fica o Chafariz das Três Graças e, ao redor, vários prédios históricos que, junto com a natureza, deixam a paisagem ainda mais agradável.

Passear e relaxar na terra dos gaúchos é em Rio Grande!

Informações de Rio Grande

Roteiros do Brasil

Região Costa Doce

Microrregião Sul 

 

hspace=0 HISTÓRIA DA CIDADE

Em 1680, Portugal funda a Colônia do Sacramento, na margem esquerda do estuário do Prata, defronte a Buenos Aires. Próximo a barra chamada do Rio Grande de São Pedro, único acesso oferecido à navegação na costa contínua, deveria estabelecer-se o núcleo pioneiro, de onde Portugal faria irradiar o povoamento, consolidando a posse da terra. Favorecendo a infiltração de seus súditos, através de Laguna (Santa Catarina) implantada em 1684, Portugal assentara a base de ocupação do Continente de São Pedro, através de estabelecimentos de criação de gado a ocupar grandes extensões de terra. Essa ocupação fez sentir a necessidade de assistência religiosa e, antes de qualquer ação oficial, que estendesse a soberania lusitana ao Continente cobiçado, uma Provisão de 6 de agosto de 1736 criava a Freguesia de São Pedro, a abranger todo o seu território. No dia 19 de fevereiro de 1737 o Brigadeiro José da Silva Paes, com homens de mar e homens de guerra, desembarcou na margem sul do Rio Grande de São Pedro para estabelecer as fortificações, pelas quais a soberania lusitana se implantaria na região. Na primeira fortaleza, levantada em local julgado mais propício a operações portuárias, erigiu-se o primeiro templo. O Brigadeiro Silva Paes, devoto da Sagrada Família, deu ao Estabelecimento Militar, classificado como Presídio, o nome Jesus, Maria e José. Em seguida, com o intento de defender aquele reduto de algum ataque pela retaguarda, determinou a construção de um Forte, cerca de 3 km adiante, lá onde se estreita a ponta de terra escolhida para implantação do Presídio, entre as águas do Canal do Rio Grande e as do Saco da Mangueira. Com o Estabelecimento Militar, deu-se consequentemente o início oficial da colonização desta região. A Freguesia transformou-se rapidamente em Povoado, graças ao impulso dado pelos colonos, provenientes das Ilhas dos Açores e Madeira, aqui chegados na década de 1750. Em 1751, o Povoado foi levado à condição de Vila do Rio Grande de São Pedro, tendo seus limites demarcados. Com o crescimento da Vila, em 1760 o Rio Grande, que até então estava sujeito a Capitania de Santa Catarina, passou a ser a Capital da nova Organização Administrativa, a Capitania do Rio Grande de São Pedro. Mas os conflitos entre Portugal e Espanha, por disputa de terras no extremo sul, ainda eram constantes. Assim, a Vila foi ocupada pelos Espanhóis em 1763, que aqui permaneceram por 13 anos, quando em abril de 1776, o Governo Português reconquistou a Vila, graças a ação do Sargento-Mor Rafael Pinto Bandeira. Em 1835, a Vila do Rio Grande de São Pedro, passou a denominação de Cidade do Rio Grande. Com a Revolução Farroupilha, Rio Grande retornou a condição de Capital da Província, devido a transferência da Sede do Governo Imperial de Porto Alegre, ameaçada pelos Farroupilhas para o nosso Município.

Significado do Nome

 

Aniversário da Cidade

 

 

hspace=0 CARACTERÍSTICAS

Rio Grande tem se destacado em âmbito estadual e nacional ao longo dos últimos anos. Com a ampliação do canal no poro da cidade, novos investimentos deram novo fôlego a economia do município. Um pólo naval está se desenvolvendo em Rio Grande, sendo a plataforma petrolífera P-53, da Petrobrás, a primeira grande operação na cidade. Além disso, Rio Grande tem uma economia extremamente competitiva e diversificada. A cidade é bem abastecida de bens e serviços em qualquer área.

 

Clima

Subtropical

Temperatura Média

22º C

 

hspace=0COMO CHEGAR

Localização

Sudeste Rio-Grandense

Limites

Capão do Leão, Arroio Grande (O), Pelotas (N) e Santa Vitória do Palmar (S)

Acesso Rodoviário

Acessos: De Porto Alegre, Br 116, no sentido sul, percorrendo 262 km até Pelotas. De Pelotas, BR 392, percorrendo 58 Km até Rio Grande. Do Chuí, Br 471, num trecho de 244 Km até Rio Grande
Localização: Planície Costeira sul do Estado A

Distâncias

 

309 Km da Capital

hspace=0 TURISMO

Principais Pontos Turísticos

Biblioteca Rio-Grandense

Prédio em estilo neoclássico, acolhe a mais antiga biblioteca do Estado, fundada em 1846, pelo português João Barbosa Coelho. Seu acervo sobre a história rio-grandina é reconhecido como o mais importante. Possui 200 mil títulos, dos quais 1.520 são obras raras. Localização: Rua General Osório, 454 em frente a Praça Xavier Ferreira.

Centro municipal de Cultura

Inaugurado em 1984, o Centro Municipal de Cultura Inah Emil Martensen fica situado na rua Marechal Floriano nº 91. Nele encontram-se o arquivo Histórico, o Núcleo de Arqueologia, e a Galeria Municipal de Arte. Localização: Marechal Floriano, 91.

Balneário Cassino

Está localizado no Balneário Cassino, a maior praia do mundo em extensão (212 Km), segundo o Guiness Book, o livro dos recordes. Possuindo uma infra-estrutura completa, é um dos atrativos turísticos do Município, recebendo na temporada de verão milhares de veranistas e visitantes de toda a Região Sul.

Canalete

Ponto de encontro de crianças, jovens e adultos para caminhar, conversar e fazer atividades físicas. E ainda visitar bares, pizzarias e fazer um gostoso lanche.
Localização: Rua Major Carlos Pinto.

Molhes da Barra

Construção de 4 km de pedras no mar adentro. Está classificada entre as maiores obras de engenharia do século XIX. Projetado para dar garantia e segurança a entrada do porto. É um local excelente para a pesca amadora e desportiva. Além de oferecer um atrativo passeio em vagonetas movidas a vela.

Navio Encalhado

Na Praia do Cassino, a 12 km do Monumento a Iemanjá, em direção ao Chuí, encontra-se um navio encalhado na beira da praia. Em 1975, após enfrentar uma forte tempestade, o navio Altair não conseguindo manter-se no curso, terminou sendo arrastado para a praia. O local além de ser um excelente ponto para pesca, favorece também a prática de surf.

Reserva Ecológica do Taim

Localizada no 4º Distrito do Município do Rio Grande, no extremo sul do Brasil, abrange uma área de 30 mil hectares, sendo considerada a maior área de preservação ambiental do Estado. Possui uma fauna de grande riqueza, com capiravas, lontras, preás, jacarés e uma enorme variedade de aves que por ali migram, destacando-se o Cisne de Pescoço Preto, ave símbolo do Município. Na flora têm destaque os repolhos dágua, juncos e aguapés. A visitação da Reserva só é permitida com autorização expressa do IBAMA. 
 
Praça do Tamandaré

Considerada a maior praça do interior do Estado, possui recantos de grande beleza. Nela existem várias obras de arte, destacando-se o Monumento Túmulo do General Bento Gonçalves da Silva, obra do escultor português Teixeira Lopes, inaugurada em 1909.
Localização: Centro da Cidade, entre as ruas General Neto e 24 de Maio.

Praça Xavier Ferreira

Possui um beleza singular por seus arbustos transformados em figuras diversas, trabalho paciente dos jardineiros. Dentre os monumentos, destacam-se a Estátua da Liberdade, inaugurada em 1889 e o Monumento ao Brigadeiro José da Silva Paes, obra do escultor Humberto Carpinelli, inaugurado em 1939.
Localização: No centro da cidade entre as ruas Marechal Floriano Peixoto e General Osório, em frente a Prefeitura Municipal de Rio Grande.

Sobrado dos Azulejos

O prédio situa-se nas esquinas das ruas Marechal Floriano e Francisco Marques, é o únioco sobrado urbado do século XIX, em estilo néo-clássico e todo revestido de azulejos portugueses, da regiao sul do país. Construído em 1862 por Antônio Benone Martins Viana, o sobrado caracteriza bem o uso de azulejos na fachada, o modismo brasileiro da época muito apreciado na região norte e no litoral nordeste do Brasil. O uso de azulejos foi adotado posteriormente em Portugal. O sobrado dos azulejos foi tombado como Patrimônio Histórico pela Sub-Secretaria de Cultura, da Secretaria Estadual de Educação e Cultura em 1986. Atualmente o prédio encontra-se em péssimo estado de conservação. O sistema de construção revela que a parte externa é composta de argamassa e tijolo de barro e internamente o estuque também foi usado. Os azulejos do revestimento externo não são todos com os mesmos desenhos, mas todos em azul e branco. Internamente encontramos azulejos na cor verde. Localização: Rua Marechal Floriano Peixoto esquina Rua Francisco Marquês.

Mercado Público Municipal

Construção neo-clássica de 1864. Em 1959, sofreu reformas que alteram o seu interior, coberturas e teve na parte externa removidos elementos significativos, que são usados em estudos e pesquisas para restauração. A cobertura em abóbodas de tijolo armado, que hoje só aparece externamente, é de grande importância histórica no processo evolutivo da tecnologia da construção civil, por ter sido um sistema pouco conhecido e utilizado, na época, nesta região.
Localização: General Osório, sem número, em frente a Praça Xavier Ferreira.

Catedral de São Pedro

É o mais antigo templo do Rio Grande do Sul. Construção em estilo barroco, foi erigido pelos colonizadores portugueses, no ano de 1755. Tombado pelo Patrimônio Histórico Nacional, em seu interior repousam os restos mortais de Rafael Pinto Bandeira e do 1º Bispo do Rio Grande, D. Frederico Didonet. 

Capela da Ordem 3ª de São Francisco

Tombada conjuntamente com a Catedral de são Pedro foi construída em 1792, pelo Brigadeiro Rafael Pinto Bandeira e doada à comunidade em 1797. Conhecida como a igreja dos Negros e Escravos, é uma construção atípica, por ser ligada pelos fundos da catedral. Expressa em suas linhas toda pureza e simplicidade do povo da época. Abriga hoje o Museu sacro da Cidade.
Localização: Rua Marechal Floriano Peixoto.

Capela do Taim

Capela do Taim, nome pelo qual é conhecida a Capela de Nossa Senhora da Conceição, situada no povoado do Taim, 4º Distrito do Rio Grande, próximo da Lagoa Mirim. Foi construída em 1785, sendo chamada pelos espanhóis Capela de São Pedro por estar no continente de São Pedro. Em 1844 foi reconstruída tendo entre seus patrocinadores o famoso Capitão Faustino Corrêa, fazendeiro da região. Foi concluída dois anos depois, quando foi criada a Freguesia do Taim. Embora o aspecto arquitetônico singelo representa a hegemonia da igreja durante o império. Em seu frontispício, encontra-se um Relógio de Sol, que constitui motivo de curiosidade para os turistas. Fonte: Projeto Cores da Cidade.

Igreja Nossa Senhora do Carmo

A pedra fundamental da Igreja Nossa senhora do carmo, grandioso templo em puro gótico, foi lançada em 16 de fevereiro de 1930. Pertence à Ordem dos Carmelitas Descalços, a igreja foi inaugurada em 22 de abril de 1938. Nesse mesmo dia, o neo-sacerdote, carmelita descalço Higino de Jesus maria, celebrou a primeira missa na nova igreja. O templo tem 38 metros de comprimento de 17 de largura. A Igreja do Carmo é projeto arquitetônico do Frei Cyríaco da Virgem do carmo, religioso carmelita de nacionalidade espanhola. Em 1983, constatou-se infiltrações de salitre e gases poluentes nas agulhas das torres. Com apoio da comunidade e o trabalho de um grupo de essoas, as torres foram reconstruídas, tendo a conclusão em 1991. Ao entrar na maior igreja da cidade, sentimos todo clima de introspecção e silêncio que o gótico nos proporciona. Localização: General Bacelar, final do calçadão.

Igreja do Salvador

É o único prédio religioso de nossa cidade construído com pedra em estilo néogótico inglês. O prédio apresenta-se conservado mantendo os detalhes da fachada. No tempo da Igreja Episcopal Brasileira, com origem anglicana, observa-se belíssimos vitrais e um painel de azulejos pintados a mão onde destacam-se a figura de Cristo caminhando sobre as águas, em grande proporção. Em seu jardim encontra-se o busto do Bispo Kinsolwing. Localização: General Neto esquina General Vitorino.

Igreja São Miguel

Em 22 de agosto de 1910, no clube Germania, em reunião com membros da diretoria do Colégio Alemão e o Consulado Alemão Real os quais decidiram a construção da Capela que recebeu o nome de São Miguel, em agradecimento ao apoio recebido da comunidade de Sanht Midiel de Hamburgo-Alemanha. Para edificação desta capela, contou-se também com ajuda financeira da comunidade luterana, residente em Rio Grande, onde com atenção múltipla teve sua inauguração em 3 de dezembro de 1911. A capela apresenta na sua construção estilo alemão. Com a entrada do Brasil na 2ª Guerra Mundial, a Igreja foi ocupada pela Liga de Defesa Nacional, sendo devolvida na década de 50 aos imigrantes alemães, em estado lastimável. A restauração da mesma aconteceu no ano de 1992 com apoio da comunidade luterana e Pescal S.A. Localização: Barão de Cotegipe.

Museu da Cidade do Rio Grande

O Museu da Cidade do Rio Grande foi instalado oficialmente em 19 de fevereiro de 1984, quando a cidade do Rio Grande completava 247 anos de fundação. Junto Junto ao monumento ao Brigadeiro José da Silva Paes existente na Praça Xavier Ferreira, as Empresas de Petróleo Ipiranga, Prefeitura Municipal e Fundação Cidade do Rio Grande firmaramo compromisso de resgatarem a antiga aspiração da comunidade riograndina - o Museu da Cidade. Mais de 7.000 peças compõem o acervo dos Museus. As peças existentes no Museu Histórico foram doadas pela comunidade e as peças existentes no Museu Sacro em sua maioria doadas pela Mitra Diocesana. Localização: Av. Riachuelo s/nº - Prédio da Alfândega. Horário de visitação: Terça à Sexta das 09:00 às 11:30 e das 14:00 ás 17:30.

Acervo Histórico do Porto de Rio Grande

É composto por vários aparelhos e instrumentos topográficos utilizados na construção do Porto e dos Molhes da Barra, além de diversas fotografias da época, mapas e documentos antigos. Localização: Rua Riachuelo, armazém 1 Porto Velho Horário de visitação: Segunda à sexta das 13:30 às 18:00.

Eco-Museu da Ilha da Pólvora

O Eco-Museu da Ilha da Pólvora possui sua exposição e os serviços de apoio aos visitantes instalados numa casa em estilo neocolonial, construída sobre a Ilha da Pólvora, uma ilha estuarina da Laguna dos Patos, a quatrocentos metros do Museu Oceanográfico, em 1856, para abrigar o paiol do Exército, agora totalmente recuperada. Através dele está consolidada uma ação ambiental, no sentido de uma proteção mais eficaz do patrimônio natural e cultural da região. Localização: Rua Capitão-Tenente Heitor Perdigão nº 10, ao lado do Rio Grande Yacht Club, pier do Museu Oceanográfico. Horário de visitação: Sexta a Domingo das 12:00 às 18:00.

Museu Antártico

Museu Antártico é uma instalação geminada, que amplia os horizontes da comunidade universitária e não universitária, levando-os mais além do Atlântico Sul, até as terras inóspitas da Antártica e oferecendo, de passo, uma visão detalhada da história da perseverante descoberta do sexto continente, na qual o Brasil tem a sua parte. Localização: Rua Capitão-Tenente Heitor Perdigão nº 10, ao lado do Rio Grande Yacht Club. Horário de visitação: Diariamente, exceto aos feriados, das 09:00 às 11:30 e das 13:30 às 18:00.

Museu Oceanofráfico

Centro de estudos e pesquisas, o Museu Oceanográfico é uma das maiores atrações turísticas da Cidade do Rio Grande. Mantido pela Fundação Universidade Federal do Rio Grande, deve a sua criação à dedicação e tenacidade do Prof. Elieser Rios e do Pesquisador Boaventura Barcellos. Possui um acervo variado de 150 mil exemplares, além de ser no gênero, o mais completo da América Latina. Localização: Rua Capitão-Tenente Heitor Perdigão nº 10, ao lado do Rio Grande Yacht Club. Horário de visitação: Diariamente das 09:00 às 12:00 e das 14:00 às 18:00.

Museu Sacro

Formado no início por cerca de 200 peças, na sua maioria doadas pela própria Mitra, o acervo de arte sacra do Museu da Cidade conta hoje com aproximadamente 2,5 mil peças. Entre as preciosidades que podem ser encontradas no Museu Sacro - como é denominado popularmente - destaca-se a imagem de São Francisco de Assis, do século XVIII, em madeira policromada e com estilo barroco legítimo, restaurada recentemente. Também é importante destacar a existência de vários livros de registro da Colônia de Sacramento; ostensórios, resplendores e cálices de ouro, prata e pedras preciosas; crucifixos de Jacarandá; móveis de devoção remanescentes dos séculos passados; e livros sagrados, como bíblias, livros de oração e missais. Localização: Rua Marechal Floriano s/n junto a Capela da Ordem 3ª de São Francisco Horário de visitação: Terça à domingo das 09:00 às 11:30 e das 14:00 às 17:30.

Porto do Rio Grande

Na cidade do Rio Grande está localizado o único porto marítmo do Rio Grande do Sul, estando colocado, a nível nacional como o segundo em movimentação de granéis e containers e o quarto em movimentação geral de cargas. Passam por ele anualmente, cerca de 11 milhões de toneladas das mais diversas mercadorias. Além de ser elemento básico dos corredores de exportação, pelo qual é escoada a maior parte da produção agrícola do Estado, o Porto de Rio Grande assume cada vez mais sua posição de elemento essencial na integração do MERCOSUL. Já na área de expansão portuária, que situa-se ao longo da Segunda e Quarta Secção da Barra, conhecida como Superporto, encontramos o Pier Petroleiro, o Terminal de Containers, e os grandes terminais graneleiros, com destaque para o Terminal de Trigo e Soja, o maior da América Latina. O Superporto está capacitado a receber navios de grande porte, já que possui um calado médio de 40 pés. Na retaguarda do Superporto está localizado o Distrito Industrial e encontra-se com a infraestrutura pronta, a ZPE - Zona de Processamento de Exportação do Rio Grande.

Estação Ferroviária

Southern Brazilian R. G. do Sul Ry. Co. Ltd. (1884-1905)
Cie. Auxiliaire des Chemins de Fer au Brésil (1905-1920)
V. F. Rio Grande do Sul (1920-1975)
RFFSA (1975-1996)

RIO GRANDE
Município de Rio Grande, RS
Linha Cacequi-Maritima-km 1.114,615 (1960)   RS-2218
Inauguração: 02.12.1884
Uso atual: Secretaria municipal    sem trilhos
Data de construção do prédio atual: 1884 
 
Histórico da Linha: A linha foi construída em partes: pela Southern Brazilian Rio Grande do Sul Railway Company Limited, sucessora de uma série de concessões anteriores, a Bagé-Marítima, em 1884. De Cacequi a São Gabriel, em meados de 1896 e de São Sebastião a Bagé, no final do mesmo ano, ambos pela pela E. F. Porto Alegre-Uruguaiana. Em 1900, a união São Sebastião-São Gabriel completaria o trecho Bagé-Rio Grande. Era uma linha de grande utilidade pois transportava gado e charque para o porto do Rio Grande, apesar de, no final do século 19, ter baixo movimento por causa dos altos preços do frete, dos maus serviços e da interrupção do serviço dos trens pela Revolução Federalista. Os trens de passageiros partiam de Livramento, em outra linha, chegavam a Cacequi e dali até Bagé. Em Bagé, havia que se trocar de trem para chegar a Rio Grande. Uma série de variantes foi entregue entre 1968 e os anos 1980 - Pedras Altas, Três Estradas, Pedro Osório, Pelotas - que encurtaram e melhoraram seu traçado, eliminando diversas das estações originais. Até 1982 as linhas ainda transportavam passageiros, quando o serviço foi interrompido devido ao desabamento de uma ponte em Pedro Osorio; uma nova linha foi construída logo depois. O transporte de passageiros retornou algum tempo depois mas com trens mistos, que duraram até meados dos anos 1990. 
 
A Estação: A estação de Rio Grande foi inaugurada em 1884. Ali ficava a sede da E. F. Rio Grande-Bagé até 1905, quando foi tudo centralizado em Santa Maria, com a fundação da VFRGS. As oficinas da linha ficaram ali até pelo menos os anos 1970. No início dos anos 1980 uma variante tirou a linha da cidade e da estação e oficinas: o próprio porto antigo, junto à ilha da Pólvora, ao norte da área urbana, foi substituído por um novo porto, ao sul da cidade, bem mais moderno, onde se instalaram diversos terminais e industrias. A variante hoje sai da estação de Quinta e segue pelo sul da cidade, até esse novo porto. Na verdade os trilhos ainda se mantiveram ali até 2004, quando foram retirados (alguns pedaços, junto à caixa dágua, ainda permanecem).

hspace=0 EVENTOS

Feira do Livro no Cassino
Janeiro/Fevereiro

Festa de Iemanjá
01 e 02 de Fevereiro

Procissão N. Sra. dos Navegantes
02 de Fevereiro

Super Maratona Cidade do Rio Grande - 50 KM
Fevereiro

Travessia a Nado São José do Norte/Rio Grande
Março

Festa do Mar
Semana Santa, nos anos ímpares

FEJUNCA- Festa Junina do Cassino
Junho

FEARG - Feira Estadual de Artezanato do Rio Grande
Junho/Julho

Exposição-Feira de Comércio e Serviços
Junho/Julho

Rústica de São Pedro - Festa do Pescador
29 de Junho

Romaria N. S. de Fátima
Outubro

Concerto Ondas de Natal
Dezembro

Eventos de Verão no Balneário

hspace=0 Informações Úteis

 

Prefeitura Municipal de Rio Grande.

hspace=0 [email protected]

hspace=0 Fone: (53) 3035-8400/8401 - Fax: (53) 3035-8418

Serviço de Informação ao Turista: Fones: (53) 3232-8444 / 3231-4753/3466/6858/7899
E-mail:
[email protected]

hspace=0 110 Volts

hspace=0

 

 

 

 

hspace=0 Hospital - Fone: (53) 3231-1588/3155/1222

hspace=0

 

hspace=0 Fone: (53) 3232-8444

 

Cartório:
Rua Carlos GOmes, 566 - Centro
RIo Grande-RS
Fone (53) 3232-9663

 

 

 

 

 

Créditos

Informações e Fotos

Sites:  www.riogrande.rs.gov.br

          www.riograndeturismo.com.br

          www.flickr.com.br

          www.riograndeemfotos.fot.br

          www.estacoesferroviarias.com.br

Comentários de Rio Grande

ADORO ESSA CIDADE NÃO PORQUE EU NASCI NELA, E SIM PORQUE ELA É TUDO DE BOM O MAR A PRAIA O POR DO SOL NA LAGUNA DOS PATOS, AS PESSOAS A CULTURA E O TURISMO. JÁ VAI FASER UM ANO QUE EU SAI DE RIO GRANDE /RS PARA MORAR EM SANTOS/SP MAIS JA NÃO AGUENTO MAIS DE TANTA SAÚDADES
Por: ELIZANDRO PEREIRA PIVA

O QUE TEM DE MELHOR,NESSA PEQUENA E CHARMOZA CIDADE! È HOSPITAL SANTA CASA! FOI ALI DENTRO QUE EU ENTREI NO MUNDO! EM UMA MANHÃ DO INVERNO DO ANO 1952! ANTECIPADAMENTE, MUITO OBRIGADA. POR VOCES POSTAR ... A FOTO DA SANTA CASA!!! VERA REGINA HERÒINA. [email protected]ahoo.dk Copenhague,18/3/2009- Danmark
Por: Vera Regina Heróina

Rio Grande é uma cidade muito querida. Tenho orgulho de dizer que nasci nesta terra. Embora esteja há muitos anos morando em Brasília não esqueço a minha terra natal. Cidade histórica, com a maior extensão de praia do mundo, Rio Grande sempre nos acolhe. A beleza de suas praças, a cultura gaúcha, o frio, as hortências no verão, no Canalete, tudo deixa uma imensa saudade. O centro da cidade com seus prédios antigos, o comércio com suas lojas inesquecíveis, os doces das confeitarias, a tainha assada, o peixe rei. Ah ! Que saudade o Rio Grande me traz.
Por: Suzette Bittencourt Calderon

amo rio grande,sou carioica,servi na capitania dos portos em 1963,casei na igraja do carmo,acho rio grande muito linda e sempre que posso vou passear por ai.atualmente moro em d.caxias rj, todas as noites escuto a minuano.
Por: barbosa

Eu era feliz, e não sabia. Agora estou longe e cheio de saudades. Rio grande te amo muito.Ainda bem que o progresso chegou ai num ótimo momento, com os estaleiros e a Petrobrás. Você merece muito mais!
Por: Nadir Alves da Cunha

Vale a pena visitar e conhecer essa linda cidade pelo seu povo amigo e hospitaleiro e pelas suas lindas praças, praia, casario antigo e produtos do mar . Visitem também São José do Norte, vale a pena.
Por: Nadir cunha .

Moro em Rio Grande há mais de 40 anos, gosto muito da cidade, tem muitos pontos turísticos,muita história pra ser contada! Adoro a cidade! Amo de paixão!!
Por: Suzana Del Mestre

Realmente é muito bela essa nossa cidade parabens Rio Grande por todo esse esplendor!!!!!!!!
Por: lilian silveira furtado

bem eu nunca conhece rio grande mas a verdade gosto muito de conhecer este famoso rio grande com todo gosto e prazer
Por: joão aliu jabula

Rio grande, foi fundada em 1737 pelo brigadeiro josé da silva paes. Primeira cidade do rg do sul. Berço gaucho..
Por: Eltonbarbosa

Sou riograndino e tenho orgulho de minha cidade. Rio grande, provincia de são pedro berço do rgs. Fundada em 1737 e não em outra data como dizem. Primeira cidade do nosso estado. Aqui nasceu o Rio grande do sul.
Por: Elton barbosa

sou riograndina mas moro á 49anos em porto alegre mas não esqueço a minha cidade querida,ainda tenho parentes ai.agora com a internet quando fico com saudades olho as fotos e quase choro.tenho orgulho da cidade em que nasci.TE AMO RIO GRANDE sandra
Por: sandra Fochesato

0
hotéis, pousadas e serviços encontrados em Rio Grande
Fundação:
1809
Altitude:
5m
População:
182.222 habitantes
Área:
2.835,8km²
Densidade Demográfica:
64,26hab/km²
CEP:
96200-000

Envie seu comentário sobre Rio Grande

banner