Escolha uma cidade
HOME   |   CADASTRE-SE NO PORTAL   |   ÁREA PARA PARCEIROS   



Conhece Planaltina de Goiás?
seta piscando Deixe seu comentário!
Envie suas fotos!

Planaltina de Goiás

INFORMAÇÕES | FOTOS |VíDEOS | HOSPEDAGEM | RESTAURANTES | AGÊNCIA DE TURISMO | IMOBILIÁRIAS | LOCADORA DE VEÍCULOS | GUIAS DE TURISMO | OUTROS




Roteiros do Brasil

Região

 

hspace=0 HISTÓRIA DA CIDADE

A partir da primeira metade do século XVIII, inicia-se a exploração das minas de ouro e esmeralda e o povoamento do interior de Goiás pelos bandeirantes, desde então essa região passa a ser freqüentada como ponto de passagem da estrada real, utilizada para o escoamento de ouro e arrecadação de dízimos territoriais à coroa.
Os documentos existentes não indicam a data exata da fundação de Planaltina, embora acredita-se que seja 1790. Segundo a tradição oral, o primeiro nome do povoado foi Mestre Darmas, devido ao fato de que na região se instalara um ferreiro, perito na arte de concertar e manejar armas que recebeu o título de Mestre, expressão que passou a identificar o local.  Atribui-se, entretanto, a fundação do núcleo em que se originou Planaltina a José Gomes Rabelo, fazendeiro que se transferiu da então Capital da Província de Goiás para a Lagoa Bonita, estendendo posteriormente suas posses até à morada do Mestre Darmas .Construíram uma Capela de Taipa, em pagamento de voto feito a São Sebastião, para se livrarem de uma epidemia que os atacava na época. Dona Marta Carlos Alarcão encomendou de Portugal, uma imagem do Santo, trabalhada em madeira, para ser colocada na capela, sendo mais tarde substituída por outra maior, ao ampliarem a construção. A atual Igreja de São Sebastião conserva até hoje as mesmas características da sua criação. O território onde se situava Mestre Darmas pertenceu, de início, à Vila de Santa Luzia, hoje Luziânia, tendo-se transferido para o julgado de couros (Formosa) em 20 de junho de 1837. Sucessivas anexações e desanexações ocorreram, a partir de então, provocadas por manifestações da população local, levando o povoado a pertencer, de acordo com as preferências do poder dominante, ora a Vila de Santa Luzia, ora a Vila de Formosa. Em 19 de agosto de 1859 pela Lei nº 03 da Assembléia Provincial de Goiás, criou-se o Distrito de Mestre Darmas, nos termos da Lei ficou pertencendo ao município de Formosa. Esta mais tarde passou a ser a data oficial da fundação da Cidade de Planaltina, nos termos do disposto no artigo 2º do Decreto N nº 571, de 19 de janeiro de 1967.
Em 1891, o Arraial de São Sebastião de Mestre Darmas é elevado à categoria de Vila por decreto do Presidente da província, Antônio de Faria Albernaz, desmembrando-se de Formosa.
Em 1892 instala-se a Vila, após a doação de casas para estabelecimento da intendência, cadeia pública e escolas. Neste mesmo ano, acontece um fato que ligará definitivamente a história de Planaltina à de Brasília. Trata-se da vinda da Comissão Cruls que realizou os primeiros estudos para implantação da futura Capital Federal do Planalto Central. A Comissão era composta por astrônomos, médicos, farmacêuticos, geólogos, botânicos, etc. Como resultado de seu trabalho, foi demarcada a região do quadrilátero de 14.400 Km² onde se construiria a nova Capital, bem como se produziu um relatório detalhando o levantamento geral da região. Só mais tarde estes estudos foram retomados. Em 1910 a Vila de Mestre Darmas tem seu nome alterado, desta vez para Altamir devido à beleza do local visto do alto, pois Planaltina fica situada numa encosta de agradável vista panorâmica.
A partir de 1917, a Vila passa por uma transformação com o surgimento de indústrias e charqueadas, empresas de curtume, fábricas de calçado, usina hidrelétrica e a estrada de rodagem ligando Planaltina a Ipameri. Neste mesmo ano em 14 de julho pela lei nº 451, passa a denominar-se Planaltina.
Em 1922, no ano do Centenário da Independência do Brasil, o Deputado Americano do Brasil apresenta um projeto à Câmara incluindo entre as comemorações a serem celebradas o lançamento da Pedra Fundamental da futura Capital, no Planalto Central.
O então Presidente da República, Epitácio Pessoa, baixa o decreto nº 4.494 de 18 de janeiro de 1922, determinando o assentamento da Pedra Fundamental e designa para a realização desta missão, o engenheiro Balduino Ernesto de Almeida, Diretor da estrada de ferro de Goiás com sede em Araguari Minas Gerais.
No dia 7 de setembro de 1922, com uma caravana composta de 40 pessoas é assentada a Pedra Fundamental no Morro do Centenário, na Serra da Independência, situada a 9 Km da cidade de Planaltina. Na década de 30, houve um esfriamento na perspectiva mudancista, mas em 1945 a questão é retomada e Planaltina hospeda uma comissão designada pelo Presidente Eurico Gaspar Dutra e presidida pelo General Djalma Poli Coelho. O relatório de 1948 desta Comissão decide pela manutenção da mesma localização sugerida pela Comissão Cruls.
Em 1955, a Comissão chefiada pelo Marechal José Pessoa Cavalcante delimita definitivamente a área e o sítio de nova Capital. O quadrilátero do Distrito Federal passou então a ocupar uma área de 5.814 Km² e foi sobreposta a três municípios goianos, um dos quais Planaltina, que teve seu território dividido em duas partes ficando sua sede dentro da área do Distrito Federal, incorporando à estrutura administrativa que se implantou, ela perdeu então a condição de sede de município passando a funcionar como cidade Satélite.
A outra parte do município ficou fora do quadrilátero do Distrito Federal, passou a chamar-se Planaltina, recebendo na época o nome por questões de disputas políticas, o apelido de “Brasilinha”.
Em 1961 com a vitória política de um grupo contrário a fixação da nova cidade na Fazenda Brasília, a sede do município passou, provisoriamente, a ser sediado em São Gabriel.
Em 17/02/1967 o Prefeito Eloy Pinto de Araújo, retornou a sede para a Fazenda Brasília com toda estrutura administrativa temporariamente às margens do córrego paina.
Após alguns meses e com término da construção do Fórum, instalou-se a sede da prefeitura no local se encontra até hoje.

Significado do Nome:

 

Aniversário da Cidade

19 de Março

Gentílico:

planaltinense

População:

76.579 habitantes

hspace=0 CARACTERÍSTICAS:

Cidadezinha com cara de interior, confortável, linda e fácil de ser amada. Acesso fácil, endereços simples. Ótimo lugar pra se viver!

 

Clima:

Tropical

 

Temperatura Média


hspace=0 COMO CHEGAR

Localização

Leste Goiano

Limites

Formosa, Água Fria de Goiás, São João Aliança, Distrito Federal.

Acesso Rodoviário


Distâncias:

Da Capital:

56 km

Outras:

 

hspace=0 TURISMO:

Resumo:

Planaltina possui muitos pontos turísticos que encantam a todos que aqui vem para descansar do dia-a-dia atribulado.

Principais Pontos Turísticos:

Lagoa Formosa

Com um espelho dágua de 13 km quadrados a Lagoa Formosa é um dos principais pontos turísticos de Planaltina, que recebe semanalmente vários visitantes, principalmente dos proprietários das chácaras adjacentes a lagoa.

hspace=0 EVENTOS:

Calendário de Janeiro a Dezembro:

- Planaltina é uma cidade cheia de atividades culturais dentre elas a Catira pode ser considerada como autêntica dança brasileira. De nome e origem indígena . E uma espécie de sapateado brasileiro executado com bate-pé ao som de palmas e violas. Antes era uma Dança mais restrita aos homens, mas atualmente é praticado também só por mulheres ou acompanhadas pelos homens. Também conhecido como Cateretê é conhecido e praticado, largamente, no interior do Brasil, especialmente nos Estados de Minas Gerais, São Paulo, Goiás e, também, em menor escala no nordeste. A dança da Catira está sempre presente quando temos manifestações culturais como a Folia de Reis, a Festa do Divino assim em qualquer outra reunião festiva.- Com 16 anos de existência, o grupo Art Sacra realiza em Planaltina, a representação da via sacra ao vivo para toda a população e turistas durante o período da Semana Santa.
O grupo ensaia durante todo o ano para que o espetáculo possa ser o mais real e que impressione o todos os espectadores.

- Planaltina nos meses de julho e julho vira um grande arraiá... Com grupos como caipirada e matutos, nossa cidade está sempre bem representada nas competições de quadrilha na região, além das apresentações que acontecem durante todo o ano.
Esta tradição é fomentada nas escolas do município, desta forma manteremos nossas tradições para as futuras gerações.

hspace=0 INFORMAÇÕES ÚTEIS:

PREFEITURA MUNICIPAL DE PLANALTINA DE GOIÁS

E-mail:

Telefones: (61) 3637-1273

Sites:

SUB-PREFEITURA:

E-mail:

Telefone:

INFORMAÇÕES AO TURISTA:

Rodoviaria de Goiânia : Terminal Campinas

Rua 13, Quadra 11 Área e Lote 1 - Setor Norte Aeroviário  - Goiânia - GO
Telefone: (62) 3271-4588 

ENDEREÇO DO SITE OU PORTAL DA LOCALIDADE:

E-mail:

Telefone:

CARTÓRIOS: CIVIL, IMÓVEIS, TÍTULOS E DOCUMENTOS, OUTROS:

1º TABELIONATO DE NOTAS E OFÍCIO DO REGISTRO DE IMÓVEIS:

E-mail: cartorio1oficio@uol.com.br

Telefones: (61) 3637-1198 / 6337

Sites: http://www.cartorio1oficio.com.br

CARTÓRIO ELEITORAL:

E-mail:

Telefone:

OUTRAS INFORMAÇÕES DE TELEFONES E E-MAILS:

HOSPITAIS:

CORPO DE BOMBEIROS: 193

DELEGACIA DE POLÍCIA:

OUTROS:

E-mails e telefones:

Sites: http://pt.wikipedia.org/

PESSOAS ILUSTRES NASCIDAS NA LOCALIDADE:

 

OUTRAS INFORMAÇÕES ÚTEIS DA LOCALIDADE:


Conheça nossas opções de hotéis em Planaltina de Goiás e pousadas em Planaltina de Goiás para visitar Planaltina de Goiás.

Promova a cidade de Planaltina de Goiás no Férias. Envie-nos mais informações para alavancar sua cidade nesse novo contexto do turismo nacional!
Clique aqui.

 

 





 

HOME   |   CADASTRE-SE NO PORTAL   |   ÁREA PARA PARCEIROS   |   CONTATO

© Copyright 2014 - ferias.tur.br - Seu Portal de Turismo!