Escolha uma cidade
HOME   |   CADASTRE-SE NO PORTAL   |   ÁREA PARA PARCEIROS   



Conhece Ceilândia?
seta piscando Deixe seu comentário!
Envie suas fotos!

Ceilândia

INFORMAÇÕES | FOTOS |VíDEOS | HOSPEDAGEM | RESTAURANTES | AGÊNCIA DE TURISMO | IMOBILIÁRIAS | LOCADORA DE VEÍCULOS | GUIAS DE TURISMO | OUTROS




 

Roteiros do Brasil

Região Brasília - Patrimônio da Humanidade

hspace=0 HISTÓRIA DA CIDADE:

Em 1969, com apenas nove anos de fundação, Brasília já tinha 79.128 favelados, que moravam em 14. 607 barracos, para uma população de 500 mil habitantes em todo o Distrito Federal. Naquele ano, foi realizado em Brasília um seminário sobre problemas sociais no Distrito Federal. O favelamento foi o mais gritante. Reconhecendo a gravidade do problema e suas conseqüências, o governador Hélio Prates da Silveira (gaúcho de Passo Fundo) solicitou a erradicação das favelas à Secretaria de Serviços Sociais, comandada pelo potiguar Otamar Lopes Cardoso. No mesmo ano, foi criado um grupo de trabalho que mais tarde se transformou em Comissão de Erradicação de Favelas. Foi criada, então, a Campanha de Erradicação das Invasões – CEI, presidida pela primeira-dama, dona Vera de Almeida Silveira. Em 1971, já estavam demarcados 17.619 lotes, de 10x25 metros, numa área de 20 quilômetros quadrados – depois ampliada para 231,96 quilômetros quadrados, pelo Decreto n.º 2.842, de 10 de agosto de 1988, ao norte de Taguatinga nas antigas terras da Fazenda Guariroba, de Luziânia – GO, para a transferência dos moradores das invasões do IAPI; das Vilas Tenório, Esperança, Bernardo Sayão e Colombo; dos morros do Querosene e do Urubu; e Curral das Éguas e Placa das Mercedes, invasões com mais de 15 mil barracos e  mais de 80 mil moradores. A Novacap fez a demarcação em 97 dias, com início em 15 de outubro de 1970.
Em 27 de março de 1971, o governador Hélio Prates lançava a pedra fundamental da nova cidade, no local onde está a Caixa D’água. Às 09 horas daquele Sábado, tinha início também o processo de assentamento das vinte primeiras famílias da invasão do IAPI. Foi oficiado, na chegada das famílias ao assentamento, um culto ecumênico em ação de graças. A primeira família assentada na QNM23, Conjunto “P”, lote 12, Ceilândia Sul – é a da Sr.ª Edite Martins, mãe de três filhos menores e que recebia de salário 170 cruzeiros, atualmente morando na QNM 23 Conjunto “A” casa 20. A primeira vez que um ônibus fez a linha Ceilândia-Plano Piloto foi em 28 de março de 1971, um dia após a chegada da primeira família. Era um coletivo da TCB e a passagem custou 60 centavos. Em 02 de abril de 1971, nasceu de parto normal o primeiro ceilandense, Clébio Danton Melo Pontes, filho de Maria Eliete de Melo Pontes e Manuel da Ponte. Clébio se chamaria Ceilândio, mas graças a interferência do assistente social, Reinaldo Pitanga, o pai do menino mudou de idéia.
A primeira coleta de lixo foi feita pelos garis Sebastião José Lourenço, Armando Campos Sobral e Antônio da Silva Sobrinho, em 31 de março, sob a coordenação do Serviço de Limpeza Urbana, baseado em Taguatinga, e tendo como veículo de transporte o caminhão de placa 547, conduzido pôr Amadeu Pereira da Silva.
Em nove meses, a transferência das famílias estava concluída, com as ruas abertas em torno do projeto urbanístico de autoria do arquiteto Ney Gabriel de Souza – dois eixos cruzados em ângulo de 90 graus, formando a figura de um barril. Nos primeiros tempos foi um drama. A população carecia de água, de iluminação pública, de transporte coletivo, e lutava contra a poeira, a lama e as enxurradas.
Em 1972, entra em cena uma jovem formanda em Serviço Social pela Universidade de Brasília, Maria de Lourdes Abadia Bastos, convidada para trabalhar com a assistente social Julimar Mata Machado. Maria de Lourdes Abadia começou então a trabalhar no Centro de Desenvolvimento Social – CDS, responsável pela integração social dos moradores do novo núcleo habitacional. Logo foi convidada pelo Governador Hélio Prates para assumir a Administração de Ceilândia. Abadia continuou na Administração, nos Governos seguintes – o engenheiro Elmo Serejo, Aimé Lamison, o José Ornelas e José Aparecido – tendo sido, portanto, a responsável pelas bases da Ceilândia moderna.
Em 27 de junho de 1975, o Decreto n.º 2.842 definia a área dos setores M e N de Taguatinga, Dois dias depois, o Decreto n.º 2.943 criava a Administração de Ceilândia, vinculada a Administração Regional de Taguatinga. Em 25 de outubro de 1989, a Lei 11.921 criava a nova Região Administrativa do Distrito Federal, que virava, assim, a nova cidade-satélite de  Ceilândia. Por força do Decreto n.º 10.348, de 28 de abril de 1987. 

Significado do Nome:

O Secretário Otomar Lopes Cardoso deu à nova localidade o nome de Ceilândia, inspirado na sigla CEI e na palavra de origem norte-americana “landia”, que significa cidade (o sufixo inglês estava na moda).  

Aniversário da Cidade:

 

Gentílico:


População:

398.374 habitantes 

hspace=0 CARACTERÍSTICAS: 

É uma cidade que cativa pela simplicidade do seu povo hospitaleiro.

Clima:

Tropical semi-úmido

Temperatura Média:

21º C 

hspace=0 COMO CHEGAR:


Localização:

Distrito Federal  

Limites:

Ribeirão das Pedras e Lago Descoberto (ao norte), Córrego Taguatinga e Rio Melchior (ao sul), Córrego dos Currais (ao leste) e o Rio Descoberto (ao oeste, na divisa com o Estado de Goiás). 

Acesso Rodoviário:

Com acesso através da Via Estrutural e da EPTG (Estrada Parque Taguatinga) e Br 070. 

Distâncias:

Da Capital:

24 km do Plano Piloto 

Outras: 

 

hspace=0 TURISMO:

Resumo:


Principais Pontos Turísticos:

Caixa d'Água

Erguida no local onde foi fixada a pedra fundamental de Ceilândia, monumento histórico da Cidade e símbolo representativo de Ceilândia. Com uma arquitetura curiosa, foi erguida em 1973, hoje faz parte do cenário no cruzamento central de Ceilândia, nas vias da Avenida Hélio Prates.
 
Feira Permanente de Ceilândia - A Feira Central, com a caixa d'água ao fundo.Feira Central

Inaugurada em junho de 1984, com uma nova estrutura, a Feira Permanente de Ceilândia, administrada pelo serviço de Feiras da RA IX, possui uma associação (ASFEC), com serviço de som que atende aos 460 boxes e é o ponto de encontro e referência da comunidade local e das demais cidades do DF. É o lugar onde o Nordeste do Brasil se encontra com o Planalto Central.

Casa do Cantador do Brasil
 
Em uma instalação moderna projetada pelo arquiteto Oscar Niemeyer, inaugurada em 9 de novembro de 1986, conhecida como Palácio da Poesia e Literatura de cordel – palco dos grandes festivais de repente.promovidos pela FENACREP federação nacional de associações de cantadores repentistas.

Atualmente tem como Diretora Rosália Alves Bezerra (Rosa Alves).

Parque Ecológico e Vivencial do Rio Descoberto
 
Parque ainda não criado oficialmente. A Lei n.º 547/93, autoriza o poder executivo a criar o parque que se localiza na área delimitada pela rodovia BR-070, a leste pelo rio Descoberto, ao sul pelo leito do córrego Capão do Brejo e a oeste pela rodovia DF-190, na divisa com o estado de Goiás. Seus primeiros 500 metros são intensivamente utilizados pela população, a qual já chegou a atingir a marca de 5.000 pessoas nos finais de semana. Conhecido também popularmente como Parque da Barragem.

Centro Cultural de Ceilândia
 
Fundado em 20 de Setembro de 1998, tendo em suas instalações a Biblioteca Pública de Ceilândia Carlos Drummond de Andrade, a Divisão Regional de Cultura, a Divisão Regional de Desporto, Lazer e Turismo, a Brinquedoteca e o Conselho tutelar de Ceilândia, bem como disponibiliza salas onde são realizadas oficinas de Teatro, Coral, Capoeira, Dança de Rua (Hip-Hop) e Pintura Plástica. Infelizmente não foi totalmente concluído.

Centro Esportivo Recreativo Cultural Recanto do Nordeste - Parque de Vaquejada
 
Inaugurado em 1997, em uma área de 17 hectares, o parque é filiado à Federação Metropolitana de Vaquejada do Distrito Federal, possui 40 baias, um alojamento e um galpão para restaurantes e comidas típicas, nas festas que geralmente ocorrem nos meses de junho e julho.

Sítio arqueológico de Ceilândia
 
Descoberto em 1996 pelo arqueólogo Eurico Teófilo Miller, ainda não tombado pela união, recebe freqüentemente alunos universitários. Em 1997, foram encontrados os primeiros fósseis, pedras e pontas de flechas de cristal, que indicava que há cerca de 10 mil anos aquela região já era habitada por primitivos. O sítio possui uma área cercada de 4 hectares.

Museu da Memória Viva de Ceilândia
 
O museu tem um resumo da história dos primeiros moradores de Ceilândia — a maioria, nordestinos que fugiram da seca e participaram da construção da nova capital. O restante dos artigos encontrados são livros, objetos e informações sobre a saga dos pioneiros do Distrito Federal e dos primeiros moradores de Ceilândia.

Museu da Limpeza Urbana
 
Museu inaugurado em 1996 próximo à Usina de Lixo de Ceilândia. Surgiu da idéia que os funcionários do antigo SLU (Serviço de Limpeza Urbana) tiveram de juntar as peças que encontravam no decorrer de seu trabalho. Hoje o local costuma ter de tudo e principalmente equipamentos bem antigos, como TVs e computadores, além de artigos construídos a partir das sucatas encontradas; um bom exemplo é o boneco que fica na entrada da localidade.

Abadião
 
Estádio de futebol Maria de Lourdes Abadia, mais conhecido como Abadião. Os dois times representantes da cidade são o Ceilândia e A Ceilandense.

Praça do Cidadão
 
Local onde acontecem diversos movimentos/festas populares na cidade. Possui também diversos órgãos de atendimento ao cidadão, além de uma quadra de esportes com arquibancada.

CEP–Ceilândia
 
O Centro de Educação Profissional de Ceilândia é a escola técnica da região onde os jovens se preparam em diversos cursos (áreas de Sistemas de Informações e Gestão Empresarial e Pública, entre outros) e onde também se costuma ter as apresentações e ensaios da Orquestra Sinfônica da cidade.

Cruzeiro
 
Indica a grande diversidade religiosa da cidade. Foi fixado próximo a Administração Regional de Ceilândia; na Praça do Trabalhador.

Feira do Rolo
 
Local onde se vende e se troca de tudo. No princípio ela localizava-se em frente ao Quarentão (o atual Restaurante Comunitário da região), depois ficou ao lado da Regional de Ensino de Ceilândia, passou para a parte sul da cidade e hoje se encontra no Setor O. A maioria dos produtos tem origem duvidosa e é possível encontrar diversos tipos de produtos, com ou sem nota fiscal. É bastante movimentada aos domingos.

Praça dos Eucaliptos
 
Possui este nome pela presença de grande quantidade de árvores de eucalipto. No local há uma pista bem movimentada onde skatistas e ciclistas se encontram para a prática de esportes.

Feira do Produtor Rural e Atacadista de Ceilândia
 
A feira tem 48 mil metros quadrados e, depois do Ceasa, é a mais importante do Distrito Federal no que diz respeito à distribuição dos produtos (a maioria hortifrutigranjeiros). Funciona todos os dias da semana.

hspace=0 EVENTOS:

Calendário de Janeiro a Dezembro:


 

hspace=0 INFORMAÇÕES ÚTEIS:

REGIÃO ADMINISTRATIVA - DF - CEILÂNDIA RA IX

E-mail:

Telefones: (61) 3471-9801   

Sites: http://www.ceilandia.df.gov.br/

SUB-PREFEITURA:

E-mail:

Telefone:

INFORMAÇÕES AO TURISTA:

Terminal Rodoviário do Distrito Federal

Marco zero, s/nº

Telefone: (61) 3363-2281

EMPRESAS DE ÔNIBUS DA REGIÃO:

Terminal Rodoviário de Brasília

- Real Expresso

Telefone: (61) 2106-7100

- Expresso Guanabara S/A

Zona Industrial, Guará

Telefone: (61) 3234-5830

ENDEREÇO DO SITE OU PORTAL DA LOCALIDADE:

E-mail:

Telefone:

CARTÓRIOS: CIVIL, IMÓVEIS, TÍTULOS E DOCUMENTOS, OUTROS:

CARTÓRIO DO 10º OFÍCIO DE NOTAS E PROTESTO DE CEILÂNDIA:

E-mail:

Telefones: (61) 3371-9000

Sites: http://www.guiamais.com.br/

CARTÓRIO ELEITORAL:

E-mail:

Telefone:

OUTRAS INFORMAÇÕES DE TELEFONES E E-MAILS:

HOSPITAIS:

CORPO DE BOMBEIROS: 193

DELEGACIA DE POLÍCIA:

OUTROS:

E-mails e telefones:

Sites: http://pt.wikipedia.org/

PESSOAS ILUSTRES NASCIDAS NA LOCALIDADE:

 

OUTRAS INFORMAÇÕES ÚTEIS DA LOCALIDADE:  

 


Conheça nossas opções de hotéis em Ceilândia e pousadas em Ceilândia para visitar Ceilândia.

Promova a cidade de Ceilândia no Férias. Envie-nos mais informações para alavancar sua cidade nesse novo contexto do turismo nacional!
Clique aqui.

 

 





 

HOME   |   CADASTRE-SE NO PORTAL   |   ÁREA PARA PARCEIROS   |   CONTATO

© Copyright 2014 - ferias.tur.br - Seu Portal de Turismo!