Cotia

Cotia-SP

Bem-vindo a Cotia!

Aqui você vai encontrar excelentes opções de pousadas em Cotia, informações atualizadas sobre a cidade Cotia, incluindo fotos enviadas por internautas e os melhores hotéis de Cotia.

A cidade de Cotia, localizada no estado de São Paulo (SP), foi fundada no ano de 12/10/1580. A localidade está em uma altitude de 853m em relação ao nível do mar, e possui uma população estimada em 140.042 habitantes. A área total de Cotia é de 324,6km², e sua densidade demográfica é de 431,43hab/km² (habitantes por km²). O CEP da região de Cotia-SP é 06700-000. Caso você possua informações atualizadas, utilize a área de comentário logo acima para nos enviar a atualização.


É possível fazer um belo passeio turístico em uma cidade pequena como, por exemplo, Cotia, no estado de São Paulo. Só para se ter ideia de como o passeio pode se agradável, esta cidade é apelidada por muitos de “Cidade das Rosas”, graças ao bairro Roselândia, que fica um pouco afastado do centro e é conhecido pela plantação de rosas e de outras plantas com fins ornamentais.

Um dos pontos turísticos mais visitados de Cotia é o Kartódromo Internacional Granja Viana, uma pista que ocupa área de quase 50.000 m²! Uma das competições que acontece lá é uma das maiores do mundo quando se trata de corridas de kart, e se chama “500 milhas da Granja Viana”, reunindo pilotos nacionais e internacionais, um evento imperdível para quem adora velocidade.

Já para passar uma tarde tranquila e com ótima paisagem, o Parque Cemucam é perfeito, pois além da área verde extensa, possui também quiosques, churrasqueiras, campo de futebol, quadra poliesportiva, pista para a prática de Cooper e muito mais! O Templo Zu Lai também é muito visitado e representa um verdadeiro centro da religião e da cultura budista, com a presença dos símbolos que caracterizam esta filosofia. É um local tranquilo para se admirar e onde se pode aprender muito.

Você também não irá se arrepender de visitar o templo Chagdud Gonpa Odsal Ling, em estilo tibetano, em que você será acompanhado por um guia com quem aprenderá qual o sentido de cada uma das pinturas e esculturas consideradas sagradas, além de poder saborear o melhor da culinária vegetariana no próprio local.

Para quem gosta de sentir a magia da natureza bem de pertinho, uma ótima opção que Cotia oferece é o parque Cidade das Abelhas, onde você verá uma abelha e colmeia gigantes, um apiário, e poderá observar como se comporta um enxame, protegido por uma parede de vidro, é claro! Seus filhos vão se divertir com a prática do “abelhismo”, uma espécie de arvorismo pensado próprio para as crianças!

A infraestrutura de Cotia está pronta para receber os visitantes, com hotéis, pousadas, restaurantes e shoppings que garantirão o conforto da sua estada!

Comentários de Cotia

po achei a cidade linda, pelo que eu li , mas sao quantos quilometro de cotia a volta redonda ??? pode me informar
Por: Bruno

cotia é linda eu gostaria de morar la de novo curtir festas baladas namorar muito estudar em escolas novas tem cidades lindas e maeavilhosas
Por: Artur Borges dos Santos

Eu achei Cotia uma cidade linda. Em breve eu estarei ai.........
Por: Thaisa

Olá gostaria de ter visto aq no site, fotos da cidade de cotia antigas,como a que tem no surpermecado pedroso, é muito interesante ver a nossa cidade,como era na epoca de 60,etc...
Por: tales melo

moro aqui ja faz muito tempo essa cidade é muito bonita e aconchegante todos querem vir morar aqui por ser de facil acesso e ter muitas empresas gosto muito de morar aqui tenho certeza que no futoro ela vai me beneficiar muito com miha pofissão.
Por: maria do carmo de souza

cotia e uma cidade linda eu ja morei ai calma e aconjegante
Por: rafael souza pereira

Moro em Carapicuiba, cidade vizinha de cotia, que é uma das mais belas cidades da região. Cotia é bela...
Por: Antonio Cícero da Silva(Águia)

com certeza eu ainda nao conheço cotias mas pelas fotos sem duvida e uma bela cicade muito linda a pesar do meu amor mora ai vou ter que ir logo conhecer.
Por: maxwell soares cordeiro

Informações de Cotia

ROTEIROS DO BRASIL

Região Capital Expandida - Grande São Paulo

"Cidade das Rosas"

hspace=0 HISTÓRIA DA CIDADE:

Fundado em 1580, na oportunidade da concessão de sesmaria aos índios de Pinheiros, de acordo com os registros existentes no Arquivo do Estado de São Paulo e nos arquivos da Torre do Tombo, em Portugal, o município de Cotia foi participante ativo das Entradas e Bandeiras no Brasil. Vários bandeirantes, entre os quais citamos Fernão Dias, Manuel Esteves, Pero Dias e Antonio Bicudo, entre tantos outros capitães do mato são citados na história deste Município paulista. Data de 1626 a chegada de Raposo Tavares, com sua gente, aos domínios de Cotia. Desta época importante na história brasileira, são testemunhos os Sítios do Mandú e do Padre Inácio, as residências rurais do século XVII, construídas de taipa de Pilão, monumentos tombados pelo Instituto Brasileiro de Patrimônio Cultural, ainda hoje existentes no Município de Cotia. Além deste patrimônio histórico, Cotia mantém a preservação de seus recursos naturais e ecológicos, como é o caso da floresta do Morro Grande, a represa Pedro Beicht, além do Distrito de Caucaia do Alto, todas elas regiões de mananciais muito procuradas pelos adeptos do turismo ecológico. Um dos grandes potenciais turísticos do município está na Roselândia, área famosa na produção de flores, especialmente de rosas. A Praça Japonesa também é um marco importante da colonização nipônica na cidade. Cotia recebeu sua Emancipação Político-Administrativa em 2 de abril de 1856. Pelo censo demográfico de 1980, a cidade contava com mais de 62 mil habitantes, taxa essa que hoje deve estar por volta de 170 mil habitantes. Como a cidade de Santos, a cidade de Cotia tem como Padroeira a Nossa Senhora do Monte Serrat, cuja festa é comemorada em 8 de setembro.  

SIGNIFICADO DO NOME:

A origem do nome da cidade é indígena e se deve ao fato de seus caminhos serem sinuosos como o trajeto feito pelos animais do mesmo nome (Cutia).
Cotia era um ponto de passagem, próximo ao aldeamento de Akuti, no Caiapiá, que, mais tarde, passou a chamar-se Cuty e depois Acutia.
Apesar das várias denominações que lhe foram dadas pelos jesuítas e pelos primeiros habitantes do local, como Capela do Monte Serrat de Cotia e caminho de São Tomé, os indígenas continuavam a chamá-lo de Acoty. O primeiro registro em que a localidade é referida como Acutia foi feito pelo marujo alemão Hans Staden, no século XVI, quando publicou um livro sobre o Brasil. 

ANIVERSÁRIO DA CIDADE:

02 de Abril  

GENTÍLICO: 

cotiense ou cotiano 

POPULAÇÃO:

214.900 habitantes  - censo IBGE/2013

hspace=0 CARACTERÍSTICAS:

Uma cidade bonita e aconchegante. Seus Templos Religiosos e suas paisagens deixam o turista com vontade de voltar. Venha conhecer Cotia.

CLIMA:

Subtropical 

TEMPERATURA MÉDIA:

20º C 

hspace=0 COMO CHEGAR:

Rodovia Raposo Tavares (SP-270) Destinos: São Paulo - Sorocaba - Itapetininga - Presidente Prudente - Divisa Mato Grosso do Sul
Estrada da Roselândia (SP-29) Destinos: Roselândia - Itapevi
Rodoanel Mário Covas (SP-21) Destinos: Rodovias Régis Bittencourt, Castelo Branco, Bandeirantes e Anhangüera, além dos municípios de Embu, Osasco, Carapicuíba e Barueri.
SP-250 Destinos: Ibiúna

LOCALIZAÇÃO:

Metropolitana de São Paulo  

LIMITES:

Noroeste: São Roque e Vargem Grande Paulista
Norte: Itapevi, Jandira e Carapicuíba
Nordeste: Osasco
Leste: São Paulo
Sudeste: Itapecerica da Serra , Embu e Taboão da Serra
Sul: São Lourenço da Serra 

DISTÂNCIAS:

-Águas de Lindóia/SP - 198 km

-Aracaju/SE - 2.191 km

-Belo Horizonte/MG - 612 km

-Brasília/DF - 1.019 km

-Campinas/SP - 112 km

-Cuiabá/MT - 1.552 km

-Curitiba/PR - 399 km

-Fortaleza/CE - 2.939 km

-Foz do Iguaçu/PR - 1.022 km

-Guarujá/SP - 129 km

-Guarulhos/SP - 61,4 km

-Itu/SP -79,5 km

-Maceió/AL - 2.449 km

-Manaus/AM - 3.856 km

-Mangaratiba/RJ - 420 km

-Mata de São João/BA - 1.988 km

-Mogi das Cruzes/SP - 102 km

-Natal/RN - 2.958 km

-Porto Elegre/RS - 1.125 km

-Porto Feliz/SP - 96,4 km

-Porto Seguro/BA - 1.495 km

-Praia do Forte/BA - 2.031 km

-Recife/PE - 2.674 km

-Ribeirão Preto/SP - 327 km

-Rio de Janeiro/RJ - 472 km

-Salvador/BA - 1.997 km

-Santa Cruz Cabrália/BA - 1.518 km

-Santos/SP - 110 km

-São Paulo/SP - 34,7 km

-Sete Lagoas/MG - 664 km

-Sorocaba/SP - 77,3 km

-Teresópolis/RJ - 532 km

-Vespasiano/MG - 640 km

-Viamão/RS - 1.115 km

-Vitória/ES - 914 km

hspace=0 TURISMO:

Resumo:

  -Falar de turismo em Cotia, a 30 Km do centro da Capital, é falar da sua história e da sua envergadura enquanto sistema ecológico. É possível, aqui, um eco-turismo de dimensões histórica e cultural, e que pode captar recursos para o seu auto-sustento.
Inúmeras châcaras foram direcionadas para a captação de turismo ecológico. Na divisa com Itapevi, está a famosa Roselândia; e, na Rodovia Raposo Tavares (Km 25), que atravessa a cidade, está o remanescente da não menos famosa Cooperativa Agrícola de Cotia (CAC), onde se encontra o Obelisco da fundação da mesma.
O clima de montanha e a altitude (máx. de 820 m) ajudaram no incentivo para a montagem de clubes de campo com infraestrutura luxuosa (Alvorada Country Club, Santa Cruz Week End, Santa Paula Country Club, S. Fernando Golf Club), e parques como o Sítio do Tio Penkal, a Cia dos Bichos, o Recreio Cotia; e Pesqueiros.

Principais Pontos Turísticos:

-Cachoeira no Caputera

  -A Reserva do Morro Grande, no lado do Caputera, concentra riachos de pedras e cachoeiras pequenas que formam cenários deslumbrantes. O acesso à região é controlado pela SABESP.

-Reserva Florestal do Morro Grande

  -Local das matas que envolvem as represas da Cachoeira das Graças e Pedro Beicht, situada nas bacias inferiores e superiores do Rio Cotia.
Sistema de adução do Ribeirão Cotia foi iniciado por volta de 1898, conforme ante-projeto do Doutor Teodoro Ramos, para fazer face a expansão do sistema de abastecimento da capital que, naquela época, era realizado com a utilização dos mananciais da Cantareira, Água Funda, e a captação das águas do Rio Tietê, na altura do Belezinho.
As represas de Graça (1916) e Pedro Beicht (1929), foram construídas entre 1916 - 1933, o Sistema Baixo Cotia entrou em operação após janeiro de 1963, com a inclusão das Barragens de Isoline Superior e Inferior.
O reservatório Pedro Beicht foi projetado para regularizar a vazão do Rio Cotia com sua descarga dirigida para a barragem da Cachoeira da Graça, que por sua vez vai elevar o nível de água para captação e edução por gravidade até a Estrada de tratamento do Morro Grande.
A Reserva do Morro Grande foi criada pela lei 1949 de 04 de abril de 1979, compreendendo as matas ciliares, para destinação de preservação de fauna e flora e proteção aos mananciais.
A Reserva faz parte do município de Cotia, a sudoeste de São Paulo e distante 34 km da marca zero da capital, latitude S 23º 36 09 e longitude W 6 46º 55 53.
A região está situada na Província do Planalto Atlântico, na zona do planalto de Ibiúna.

-Trilha do Verde

  -A trilha do verde nasceu através do fechamento da reserva da SABESP, onde funcionários tiveram que se embrenhar na mata para demarcar todo território pertencente á empresa. Foi aí que, a princípio, surgiu o "PICADÂO", nome dado por funcionários e moradores do Morro Grande. A trilha é um circuito dividido em quatro partes, sendo separadas em trechos urbanos, totalizando aproximadamente 100 km de pura emoção e adrenalina! É considerada uma das mais completas pelos amantes do OFF ROAD, por ter todos os tipos de obstáculos e terrenos como, lama, terra, atoleiros, subidas e descidas muito íngremes, onde requer muita habilidade do piloto, seja ele jipeiro, motociclista ou ciclista. O maior volume de praticantes na trilha do Verde é de finais de semana, onde passam por ali amadores e profissionais procurando o aperfeiçoamento do esporte e também uma terapia contra o stress do dia-a-dia. As margens da trilha você também encontra construções de séculos passados, como o Museu do Padre Inácio, e a estação de trem de Caucaia do Alto e a barragem da Sabesp no Morro Grande e tantas outras maravilhas que a natureza fascinante do local proporciona.

-Casa do Sitio do Mandu 

  -Exemplar da arquitetura rural paulista do século XVII, distingue-se das outras ainda existentes por apresentar uma varanda posterior e sinais de piso assoalhado, coisa incomum nestas moradas. A capela interna possui pintura seiscentista na cúpula do altar-mor. - Arquitetura Rural

-Casa Grande no Sítio do Padre Inácio

  -Residência rural do início do século XVIII, é especialmente significativa por sua elegância de composição, pela excelência de decoração dos cachorros, colunas e alisares, pela qualidade da fatura da estrutura de seu telhado e pelo seu sótão que envolve a sala central, com acesso através de escada, recebendo iluminação e ventilação por janelas que abrem para as fachadas laterais e posterior.

-Praça Japonesa

  -Praça da Amizade Ino-Cotia (Praça Japonesa)
Quem sai do centro de São Paulo e apanha a Rodovia Raposo Tavares, encontra, aproximadamente no Km 31, logo na entrada da cidade de Cotia, uma estrutura arquitetônica de traço oriental, mais precisamente uma cópia das linhas que fundamentam a nipônica Casa de Chá, uma cultura desenvolvida pelos monges budistas no Período Kamakura, nos finais do Séc XV.
Mas, o que Cotia tem a ver com essa Cultura oriental?... Em tempos recentes Cotia teve um Prefeito de origem nipônica - Kenji Kira e, nos Anos 70, teve como Prefeito um dos representantes da Família Pires - Ivo. Antes da Administração Ivo cogitou-se a possibilidade de um Tratado de Amizade e Cooperação com a cidade japonesa de Ino, sendo assinado numa primeira fase um documento de Geminação entre Ino e Cotia. Depois, celebrando tal evento diplomático e com apoio de instituições nipônicas, o Prefeito Ivo imaginou um "Centro de Lazer, Educação e Cultura" desde logo denominado pelo povo cotiano como Praça Japonesa. O esboço e a maqueta da Praça da Amizade Ino-Cotia mostram-nos, hoje, algo diferente do que está construido, mas somente nas proporções, já que apenas se vê a área da Cerimônia do Chá e a Área de Lazer. Para os efeitos de uma Administração Municipal o objetivo foi conseguido: uma arquitetura oriental homenageia a Geminação entre Ino e Cotia. Qual a razão que levou Cotia a uma aproximação com a histórica capital do papel, do Japão?... Nos Anos 20, do Séc XX, Cotia recebeu várias famílias de emigrantes japoneses oriundas da região de Ino, famílias que geraram no oeste paulista uma nova cultura horti-fruti-granjeira e levantaram, com o seu trabalho exemplar, a Cooperativa Agrícola Cotia (CAC), que viria a transformar-se numa multinacional levando o nome de Cotia a todo o mundo. O primeiro núcleo familiar originou-se no Bairro Moinho Velho estendendo-se depois para Caucaia do Alto e Vargem Grande Paulista - aliás, foi a pujança e a riqueza da atividade camponesa que fez de Caucaia um distrito e de Vargem Grande um município. Essas famílias mandaram construir, no Moinho Velho, um monumento (infelizmente esquecido pelas autoridades cotianas) em honra dessa odisséia social. Também, naquele bairro funcionou, durante anos, a Escola Moinho Velho que ilustrou os filhos da emigração nipônica. Além de algumas visitas oficiais e troca de informações entre políticos de Ino e de Cotia nada mais foi feito em torno do Tratado de Amizade e Cooperação; por isso, até a Praça Japonesa ficou abandonada durante muito tempo, até que o Colégio Kosmos tomou a iniciativa de animar um pouco o local, e de ter colaborado com a Municipalidade em eventos com representantes das duas cidades.
Por que a arquitetura de uma Casa de Chá é tão importante para a emigração nipônica estabelecida em Cotia e no Brasil?
O chá era para os budistas uma "bebida medicinal" (tal qual a erva caiapiã o era para o Povo Carijó que deu origem à Aldeia Koty) e foi em torno dele que nasceu um cerimonial específico; essa cerimonial teve como mentor Murata Jukõ, um assessor com intimidade junto do shõgun Yoshimasa que, como era tradição, reunia-se com os militares e os comerciantes e políticos celebrando, ao mesmo tempo, o cerimonial do chá que aprendera com Jukõ. O evento acalmava os participantes, ligava-os intimamente entre si e a natureza: a própria água aquecendo introduzia a liberdade e o relaxamento espiritual. Deste ensinamento budista, que recusa qualquer tipo de ornamento, nasceu essa linha arquitetônica que passou a existir em todos os palácios do Japão - e, aos poucos, a Cerimônia do Chá (tai-an) deixou de ser reservada às élites: o Povo japonês transformou-a, então, em Cultura nacional. Por estas razões, a Praça da Amizade Ino-Cotia tem as características dessa arquitetura, que também está muito ligada (já desde essa época quatrocentista) ao Arranjo Floral introduzido na Sala do Chá por Ikenobõ Senkei, no Período Edo (em pleo seiscentos) sob o shogunato de Tokugawa. No que respeita à "praça japonesa" de Cotia, deve dizer-se que ela foi traçada por arquitetos conhecedores desse estilo oriental mesmo no uso das madeiras, e que no caso da Sala do Chá respeitaram os mínimos detalhes da sobriedade ao incorporarem material como bambu para as portas corrediças e pontos para lavagem de mãos com água corrida. Como se diz em Kyoto, antiga capital imperial, "a casa-de-chá deve ter um gosto tranquilo (wabi) ". O lago, os jardins e a área de lazer propriamente dita (com o palco de eventos sob uma tradicional entrada imperial) completam esse "gosto" tão imperial. Esse "gosto tranquilo" respresentou, historicamente, o refinamento da Cultura Zen que os chineses levaram para o Japão. Por isso, quem entra no espaço da Praça da Amizade Ino-Cotia deve ter em mente que pisa um espaço onde o supérfulo não tem valor algum, só o valor espiritual é ali re-encontrado. E talvez porque os administradores políticos de Cotia nunca se tenham dado conta desta característica, que faz parte da vida sociocultural de Ino, as relações entre as duas municipalidades não passam, infelizmente, de mera diplomacia...! (Do texto-base de uma palestra de João Barcellos, para estudantes do Colégio Kosmos, em 1998.)

-Templo Zu Lai

  -Desde o ano passado, o Brasil sedia a primeira universidade budista da América Latina, no município de Cotia, na Grande São Paulo. Localizada no Templo Zu Lai, da tradição Ch'an (Zen), a escola forma monges e monjas budistas e professores de Darma (professores de doutrina e práticas budistas não ordenados), de acordo com os princípios do Budismo Humanista do Monastério Fo Guang Shan. - Estrada Municipal Fernando Nobre, 1461.

-Mahatima Ghandi

  -A Associação Santuário Ecológico Rancho dos Gnomos (ASERG) abriga animais que tenham sido mau tratados, abandonados, desprezados ou cruelmente manejados pelo homem. É uma entidade não governamental, cujos objetivos são protejer e preservar os animais da fauna brasileira. A associação se empenha para que seja cumprida todas as leis municipais, estaduais e federais, decretos, constituições vigentes e atuantes em nosso país que digam respeito ao reino animal e ao meio ambiente.
O trabalho consiste na reabilitação e acomodação dos animais apreendidos pelas entidades oficiais e capturados durante o tráfico ilegal de espécies protegidas. Todos os bichos que chegam ao Rancho dos Gnomos são atendidos por veterinário, vacinados e esterilizados, no caso de cães e gatos.
Acreditamos que os direitos dos animais são tão preciosos quanto os do homem, afirma o casal Marcos e Silvia Pompeu, proprietários. Eles acham necessário a criação de um santuário, para que os animais possam viver em um ambiente mais natural possível e livres da exploração, da escravidão e dos maus tratos, tendo condições básicas de saúde, higiene, alimentação e bem estar. O Santuária serviria também como instrumento educacional para entidades de ensino, completam.
Continuaremos a fazer o possível para promover o bem estar e uma perfeita sintonia entre todos os reinos vivos e colaborar para a volução do planeta. Estamos fazendo a nossa parte. Embora sejamos minoria, somos diferenciados, finaliza o casal. Sendo uma associação sem fins lucrativos, a ASERG recebe doações para continuar esse trabalho de preservar a espécie animal. As doações podem ser feitas no Banco Itaú - agência 0253 - conta corrente 69280-0, em nome de: ASERG-Brasil.

-Igreja de Nossa Senhora do Monte Serrat

  -A imagem de Cotia já existia na primeira capela do MONTE SERRAT em 1684.Ficava onde é hoje a estrada do São Fernando Golfe Club.Como essa capela não era cuidada,o bispo do Rio de Janeiro,D.Lencar ordenou que se derrubasse a capela e que seus pertencentes fossem levados para então,Vila de Itu (hoje cidade ).
Havia em Cotia o coronel Estevão Lopes de Carmargo que era proprietário das terras está a igreja hoje.
Além de doar estas terras para a igreja,construiu uma capela que constava do altar mor e a duas laterais onde estão hoje o SAGRADO CORAÇÃO E NOSSA SENHORA DAS DORES.
Esta capela foi inaugurada no dia 8 de setembro de 1713,com a entrada solene da padroeira no altar mor.
Os degraus do altar,lembram o MONTE onde a Virgem foi encontrada.E todas as capelas erguidas em seu nome têm esta característica.
A Virgem está sentada em um trono com seu FILHO MENINO no joelho esquerdo.Com a mão direita ela abençoa os fieis e e com a esquerda segura o menino que tem na mão Romã,fruta abundante na região onde foi encontrada.Símbolo também do AMOR,pois o inverso da palavra Romã é AMOR.

-Paróquia de Santo Antônio

  -A existência da Paróquia, na localidade de Granja Vianna, está intrínsecamente ligada à família do fazendeiro Niso Vianna. Ela foi construída em 1949. Irmã Celina, lembra que, quando chegou aqui, a geografia do lugar era completamente diferente de hoje. Onde se localiza a Escola Rio Branco era uma várzea e o lugar era utilizado pela Escola Rural (Hoje, Escola Vinícius de Moraes) para plantar hortaliças. Toda produção agrícola da Escola Rural era vendida na beira da estrada e a renda era revertida para a manutenção da escola. O dinheiro que faltava para manter o projeto da escola o Sr. Niso colocava do bolso. A Capela, a escola e a Assa (Assistência Social Santo Antônio) são obras que foram realizadas pelo Sr. Niso e vão marcar profundamente a história da Fazenda Granja Vianna, na medida em que a filosofia adotada é a de valorização da vida.
A antiga administração da fazenda que ficava próxima ao Sítio São João e fazia divisa com a aldeia de Carapicuiba vai ser transferida para perto da Capela. A paróquia passa a ser um ponto referencial de organização religiosa e comunitária. Observe na foto as casas que vão aparecendo. A impressão que se tem, é a de que a paróquia Santo Antônio observa quem chega e quem sai da fazenda Granja Viana, além de olhar majestosamente para a Rodovia Raposo Tavares.
Vovó Catharina e Irmã Celina nas suas falas ressaltam a generosidade do Sr. Niso Vianna. Esta generosidade pode ser constatada nas suas obras que vão marcar pelo sentido humanitário. O Sr. Niso Vianna se alegrava em ver as Crianças bem atendidas na escola e na Capela onde faziam a Catequese. Para este trabalho árduo, que é o de estabelecer o direito de cidadania, vai contar com as irmãs camilianas, que prestam serviços à comunidade até hoje. Destaque para a Irmã Celina, Irmã Josefina e Irmã Virgínia. No ano de 1957 o cardeal Dom Carlos Carmelo Mota reconhece a capela como Paróquia. A paróquia vai atender os colonos da fazenda e seus filhos e muito rapidamente, vai ampliar sua atuação religiosa além das suas fronteiras, principalmente, recebendo trabalhadores das olarias e seus filhos. No detalhe da roupa e na expressão miúda dos seus rostos é visível de que a auto estima foi trabalhada neste período em que estiveram no curso de catequização. Lembra Irmã Celina, que as crianças que freqüentavam a catequese eram muito pobres. Mesmo escondida pelas arvores e pela arquitetura moderna que cresceu imponente ao seu lado a Paróquia Santo Antônio continua indo além dos limites da antiga Fazenda. Hoje estão agregadas à paróquia quinze comunidades. O objetivo humanitário do Sr. Niso Vianna está mantido. Santo Antônio, continue olhando por nós! 

hspace=0 EVENTOS:

Calendário de Janeiro a Dezembro:

-Janeiro

  -Dia 06 - Folia de Reis

-Fevereiro/Março

  -Carnaval

-Abril

  -Dia 02 - Festa de aniversário da cidade

-Maio

  -Congada de São Benedito

  -Festa do Divino

-Junho

  -Festas Juninas - Bairros e Escolas

  -Festa Junina no Hospital de Cotia

-Agosto

 -Festa Mineira

-Setembro

  -Dia 08- Festa de Nossa Senhora de Monte Serrate, Padroeira da Cidade

  -Festa Nordestina

  -Festa da Amizade

-Outubro
 
 -Festa das Nações - Granja Viana

 -Folia do Saci e sua Turma – criada pela EUROPAN – Nas escolas da Região.

-Novembro

 -Festa do Agricultor  

 -Semana da Consciência Negra

-Dezembro 

 -Festa de N. Sra. da Conceição

 -Corrida de Natal

hspace=0 Informações Úteis:

PREFEITURA MUNICIPAL DE COTIA

E-mail: gabinete@cotia.sp.gov.br

Telefones: (11) 4616-0466 Ramal 226

Sites: http://www.guiadecaucaia.com.br

SUB-PREFEITURA:

E-mail:

Telefone:

INFORMAÇÕES AO TURISTAS:

EMPRESAS DE ÔNIBUS DA REGIÃO:  

Viação Danúbio Azul Ltda.

SCA: (11) 3858-5566 / 3392-3424

Site: http://www.danubioazul.com.br

Expresso Regional:

Telefone: (11) 3392-1866

ENDEREÇO DO SITE OU PORTAL DA LOCALIDADE:

E-mail:

Telefone:

CARTÓRIOS: CIVIL, IMÓVEIS, TÍTULOS E DOCUMENTOS, OUTROS:

1º TABELIONATO DE NOTAS E PROTESTO DE LETRAS E TÍTULOS: 

Rua Santo Antônio, 327 - 1º e 2º Andar - Vila Santo Antônio de Carapicuíba
Bairro: Granja Viana 
Cotia-SP - CEP: 06708-370 

E-mail: tab@tabelionatogranjaviana.com.br
 
Telefone:
(11) 4702-0702 / 4702-0176/ 4612-3054 Fax: (0xx11) 4702-0702/4702-0176(R.203 e 215)
 
Obs:
Desde novembro de 1968, guarda o acervo de Notas do extinto Cartório de Paz e Tabelionato, por Lei de Cotia; desde 1987, guarda o acervo de Notas do extinto 1º Tabelionato de Notas e Anexos.
 
Horários:
De 2ª a 6ª feira, das 9h às 17h.
 
Área Abrangência:
Municípios de Cotia e Vargem Grande Paulista. 
 
Atribuições:
Notas, Protesto de Títulos.
  
OFÍCIO DE REGISTRO CIVIL DAS PESSOAS NATURAIS E DE INTERDIÇÕES E TUTELAS:
 
Av. Professor Manoel José Pedroso, 279 
Bairro: Parque Bahia
Cotia-SP - CEP: 06717-100
 
E-mail:
cartoriocivildecotia@terra.com.br
 
Telefone:
(11) 4243-1005 Fax: (11) 4243-1005
 
Obs: Notas:
autentiçações, reconhecimento de firmas e procurações.
 
Horários:
De 2ª a 6ª feira, das 8h às 16h30. Sábado, das 08h às 12h.
 
Área Abrangência:
Cidade de Cotia.
 
Atribuições:
Nascimentos, Casamentos, Óbitos, Interdições e Tutelas, Notas.
 

CARTÓRIO ELEITORAL:

227ª ZONA ELEITORAL:

R Jorge Caixe 306 - Jardim Nomura
Cotia, SP | CEP: 06716-690
Telefone: (11) 4703-3499

OUTRAS INFORMAÇÕES DE TELEFONES E E-MAILS:

HOSPITAIS:

CORPO DE BOMBEIROS: 193

DELEGACIA DE POLÍCIA:

OUTROS:

E-mails e telefones:

Sites de Fotos e Informações: 

-www.wikipedia.org

-www.cnm.org.br

-www.guiadecaucaia.com.br

-http://br.distanciacidades.com

-http://www.panoramio.com

-http://www.citybrazil.com.br

-http://www.portaldecotia.com.br


PESSOAS ILUSTRES NASCIDAS NA LOCALIDADE:

 

OUTRAS INFORMAÇÕES ÚTEIS DA LOCALIDADE:


 

0
hotéis, pousadas e serviços encontrados em Cotia
Fundação:
12/10/1580
Altitude:
853m
População:
140.042 habitantes
Área:
324,6km²
Densidade Demográfica:
431,43hab/km²
CEP:
06700-000

Envie seu comentário sobre Cotia