Uberlândia

Uberlândia-MG

Bem-vindo a Uberlândia!

Inúmeras opções de hotéis em Uberlândia e pousadas são uma das atrações desta seção do Portal Férias. Além dessas e outras opções de hospedagem, você terá acesso a informações atualizadas e fotos enviadas por internautas da cidade de Uberlândia.

A cidade de Uberlândia, localizada no estado de Minas Gerais (MG), foi fundada no ano de 1888. A localidade está em uma altitude de 863m em relação ao nível do mar, e possui uma população estimada em 487.222 habitantes. A área total de Uberlândia é de 4.115,9km², e sua densidade demográfica é de 118,38hab/km² (habitantes por km²). O CEP da região de Uberlândia-MG é 38400-000. Caso você possua informações atualizadas, utilize a área de comentário logo acima para nos enviar a atualização.


Localizada no Triângulo Mineiro e, inclusive, sendo a cidade que mais cresce nesse grupo, Uberlândia é o segundo município mais populoso de Minas Gerais, ficando atrás apenas da capital Belo Horizonte. É um ótimo destino turístico para quem quer tirar alguns dias para relaxar e se conectar com a natureza.

Entre os pontos que precisam ser visitados por quem vai a Uberlândia, um dos que mais se destaca é o Parque do Sabiá, um local tranquilo e perfeito para um passeio durante a tarde. É um zoológico com dezenas de espécies de animais, uma lagoa formada por sete lagos, quadras poliesportivas, quadra de areia, parque aquático, restaurante e muito mais!

Se você é um turista que aprecia as paisagens naturais mais incríveis, provavelmente vai se encantar com as Represas de Miranda, uma área de 50 quilômetros quadrados de espelho d’água! Contornando esse verdadeiro espetáculo da natureza, há várias chácaras e clubes de campo para os visitantes.

A Casa da Cultura de Uberlândia também é um local digno de ser visitado. Fundada no ano de 2008, o local reúne os acervos culturais da cidade, portanto, é excelente para que os turistas saibam um pouco mais a respeito da história da cidade em que estão.

No coração de Uberlândia localiza-se a praça Tubal Vilela. É um espaço bem iluminado para quem quiser fazer uma caminhada agradável à noite, tem um comércio forte em seu entorno, vendedores ambulantes e outros atrativos, sendo principalmente um local de passeio. A Igreja Matriz fica nessa praça e, por isso, quem for à cidade no mês de junho, pode aproveitar uma feira de comidas típicas.

Para quem gosta de arte, Uberlândia oferece o Teatro Palco de Arte, que frequentemente apresenta espetáculos de artistas amadores e profissionais, inclusive, incentivando aqueles que estão entrando nesse ramo. Para os turistas, essa é uma atração a mais para aproveitar na cidade mineira!

Além desses pontos que foram rapidamente descritos, Uberlândia tem vários outros locais para se visitar, como o Museu de Biodiversidade do Cerrado, a Oficina Cultural de Uberlândia, o Museu Municipal, além de SPAs e pousadas. É uma viagem inesquecível!

Informações de Uberlândia

Roteiros do Brasil

Região Turística Recanto de Minas

Circuito Turístico Caminhos do Cerrado

 

hspace=0 HISTÓRIA DA CIDADE

Uberlândia na década de 40

A ocupação da região do Triângulo Mineiro, antigo Sertão da Farinha Podre, efetivou-se no início do Séc.. XIX; antes, era apenas um ponto de passagem de tropeiros e mineradores. O Triângulo Mineiro pertenceu à Província de Goiás até 1816, passando então para a Província de Minas Gerais. No intuito de colonizar as terras situadas na região, o governo de Minas iniciou uma campanha visando intensificar a ocupação do Sertão da Farinha Podre. Nessa época, os índios Caiapós, primitivos habitantes da região, foram empurrados para as regiões de Goiás e Mato Grosso, facilitando a vinda dos desbravadores. Entre eles, encontrava-se João Pereira da Rocha que, atraído pela possibilidade de ocupar áreas imensas e férteis, chegou ao local onde se situa hoje o município de Uberlândia. Em 29 de junho de 1818 atingiu as margens de um ribeirão denominado Ribeirão São Pedro; local onde hoje passa a Av. Rondon Pacheco. Com a aquisição de Sesmaria e a incorporação de terras devolutas, fundou a Fazenda São Francisco, marco inicial da região.
Em 1832, procedente de Campo Belo do Oeste de Minas, chega à região a Família Carrejo. Adquirindo algumas terras e tomando posse de outras, formaram uma gleba assim distribuída: Fazenda Olhos d’Água para Luiz Alves Carrejo; Fazenda Lage, para Francisco Alves Carrejo; Fazenda Marimbondo, para Antônio Alves Carrejo e Fazenda Tenda para Felisberto Alves Carrejo.
Oriundas de várias regiões, aqui aportaram outras famílias aumentando o contingente de colonizadores. Para atender às necessidade imediatas, surgiram as oficinas, serrarias, olarias, engenhos de cana, teares, as rocas das fiandeiras e a tenda de ferreiro. Em 1835, Felisberto Alves Carrejo funda, na Fazenda da Tenda, a primeira escola da região, escrevendo, ele mesmo, as lições e os exercícios utilizados na alfabetização. Acredita-se que o contínuo funcionamento da escola foi uma contribuição decisiva para o nascimento da cidade. Felisberto, dotado de um espírito empreendedor, idealizou o início do povoado. Para tanto, em 1846 adquiriu 10 alqueires de terras, da Fazenda do Salto. à margem direita do Ribeirão São Pedro e Córrego Cajubá. Esse terreno, mais tarde ficou conhecido como Pasto da Santa - hoje, Bairro Tabajaras. Para que se efetivasse a criação do povoado, Felisberto projetou a construção de uma Capela. O local escolhido, onde hoje funciona a Biblioteca Pública Municipal, na Praça Cícero Macedo, era uma vasto Capão de mato, mas não tinha água. Para sanar o problema, Felisberto construiu um rego d’água que, saindo de Ribeirão São Pedro, próximo de onde hoje está instalada a Escola de Educação Física, acompanhava o declive do terreno, passando pela atual Av. Rio Branco, Rua Barão de Camargos, Rua Marechal Deodoro até a Praça Cícero Macedo. Resolvido o problema e com a devida autorização de bispado de Goiás, inicia-se a construção em 1846. Sete anos depois estava concluída a Capela que daria origem ao Arraial de Nossa Senhora do Carmo e São Sebastião da Barra de Uberabinha. Em 1861 foi reconstruída, passando a denominar-se Igreja Matriz de N. Senhora do Carmo.
Em 1943 a Matriz foi demolida, sendo construída no local a Estação Rodoviária, que ali permaneceu até a década de 70, quando foi transferida para o atual Terminal Rodoviário Castelo Branco. O prédio abriga hoje a Biblioteca Pública Municipal.
A Praça onde se situa o referido prédio, outrora foi conhecida como Largo da Matriz, posteriormente, Minas Gerais e a partir de 1951 - Cícero Macedo. Com o crescimento do Arraial, formou-se um núcleo de habitação denominado Fundinho e, em 1851, uma fazendeira local, Senhora Francisca Alves Rabelo, vendeu uma extensão de 100 alqueires de terra ao patrimônio da Capela de N. Srª. do Carmo e São Sebastião da Barra. A partir dessa transação de terras configurou-se então uma área pública onde, sob a proteção da Igreja e por concessão, foi se formando o povoado que era então uma extensão de campo. Nas circunvizinhanças da Igreja têm início construções de habitações destinadas a residência e comércio. Sem critério de urbanização, foram abertas ruas em terrenos irregulares e maltratados.
As primeiras denominações dadas aos logradouros públicos foram: Rua do Pasto (Tiradentes), Rua das Pitangas (Augusto César), Rua do Cota (Dom Barreto) Rua São Pedro (General Osório), Rua Boa Vista (Felisberto Carrejo), Rua Sertãozinho José Ayube), Praça das Cavalhadas (Coronel Carneiro), Praça da Matriz (Cícero Macedo). Com o crescimento demográfico, as lideranças políticas pleitearam a emancipação do povoado de São Pedro de Uberabinha do Têrmo de Uberaba, o que foi concretizada através da Lei nº 4643 de 31 de agosto de 1888. A Vila de São Pedro de Uberabinha foi elevada à categoria de Cidade pela Lei Nº 23 de 24 de Maio de 1892, instalando-se a primeira Câmara Municipal e sendo o Agente Executivo, que corresponde hoje ao cargo de Prefeito, o Sr. Augusto César Ferreira e Souza.
O processo de urbanização se acelerou graças à atuação de alguns personagens idealistas. A construção da estrada de ferro foi de vital importância para o progresso da cidade e quem primeiro pensou em estabelecer aqui o transporte ferroviário foi o Coronel José Teófilo Carneiro. Como o projeto era arrojado, o Cel. Carneiro não mediu esforços em fazer com que a Cia. Mogiana de Estradas de Ferro passasse a operar em Uberabinha.
Ao descobrir que Uberabinha não fazia parte do roteiro originalmente traçado pela Cia. Mogiana, idealizou um novo trajeto incluindo nele a cidade. Em 21 de dezembro de 1895, foi inaugurada a Estação Ferroviária da Cia. Mogiana de Estradas de Ferro, localizada no final da hoje Av. João Pinheiro que, junto aos telégrafos, fez a ligação de Uberabinha com outras cidades mais desenvolvidas, inserindo-a no cenário nacional.
Na época, entretanto, a via férrea passava pelo meio do cerrado e os caminhos que ligavam a cidade eram conhecidos por Estradas. O crescimento de Uberabinha obrigou o desenvolvimento do parque ferroviário, com a construção de novas estações de embarque de passageiros e mercadorias. A primeira modificação se deu em 1941, sendo construída a nova estação onde hoje está o viaduto da Avenida João Naves de Ávila, sobre a Av. Afonso Pena.
Dessa forma, a estrada de ferro arrastou a cidade para o norte, sendo responsável pela urbanização do que hoje é o centro de Uberlândia e na época era apenas a cidade nova, mas acabou sendo a barreira de seu desenvolvimento urbanístico.
A cidade cresceu até as portas da Mogiana e ultrapassou seus limites, continuando a crescer para o norte, fazendo-se necessária a mudança da estação. Inaugurada em 1970, localiza-se nas proximidades do Aeroporto de Uberlândia, trevo da rodovia BR-050, que se dirige a Brasília e à Cidade Industrial. No ano seguinte deixou de ser Mogiana para ser FEPASA (Ferrovia Paulista S/A). Mudou de nome, mas sua importância ainda permanece. Nos caminhos do progresso a cidade se beneficiava com melhoramentos que foram condicionantes da urbanização. Em 1894, se deu a construção do primeiro matadouro e, em 1897, era editado o primeiro jornal da cidade, A Reforma; Em 1909, foi inaugurado o serviço de fornecimento de energia elétrica, construída a Ponte Afonso Pena, ligando Uberabinha a Goiás, inaugurada a primeira sala de exibição, o Cinema São Pedro, e construída a Praça da Liberdade, no local do antigo cemitério, onde, mais tarde, se edificou o Paço Municipal.
A partir da instalação da usina geradora de energia elétrica, várias fábricas se instalaram: marmorearia, ladrilhos, bebidas, artefatos de couro, tecelagens, etc., que deram início ao desenvolvimento industrial da cidade. Em 1912, graças à atuação de Fernando Vilela, Uberabinha consolidou sua inserção na economia nacional com a instalação da Companhia Mineira Intermunicipal de Auto-Viação, estabelecendo as bases da comunicação necessárias para efetivar o desenvolvimento econômico da cidade. A inauguração de novos e diversificados empreendimentos dão continuidade ao processo de urbanização. De um campo de futebol surge, no início do século, a Praça da República. Graças à quantidade de bambus ali plantados foi chamada pela população de Praça dos Bambus. .
No início da década de 40, na gestão do Prefeito Vasco Gifone, a praça foi remodelada pelo paisagista Júlio Steinmetz passando a chamar-se Praça Benedito Valadares, nome que não foi bem aceito pela população, retornando, após o final do mandato de Vasco Gifone, seu antigo nome. Em 1959, passa a chamar-se Tubal Vilela, sendo remodelada pelo projetista e engenheiro uberlandense João Jorge Cury, com uma concepção mais voltada para um espaço de convívio e de encontro.
A Praça Tubal Vilela, além de ser um conjunto arquitetônico representativo na identidade cultural da cidade, abrigou ao seu redor construções, como: Hotel Zardo e Colombo; edifício do Fórum (1922); Escola Estadual Bueno Brandão, construída em 1915, demolida e reconstruída em 1967; a Igreja Matriz de Santa Terezinha, de 1941. A praça constituiu-se também, em um importante referencial para a comunidade.
Em 1929, através de um plebiscito, Uberabinha passou a chamar-se Uberlândia, nome sugerido por João de Deus Faria. Ao longo do caminho do desenvolvimento procurou-se reavivar a memória recuperando alguns elementos do núcleo urbano.

Antiga Câmara Municipal e Coreto

Situado na Praça Clarimundo Carneiro, foi inaugurado, em 1917, o prédio que abrigava a antiga Câmara Municipal. Foi a primeira construção de dois pavimentos edificada na cidade. De estilo eclético, foi projetado pelo engenheiro arquiteto Cipryano D’el Fávero.
Desde sua construção, seu objetivo era abrigar o Poder Legislativo de Uberlândia. Após sua transferência para o Centro Administrativo em 1993, o prédio foi restaurado, sendo destinado ao Museu Municipal. Foi tombado em 1985 através da Lei nº 4209.
Para compor o conjunto arquitetônico da Praça foi construído, provavelmente, entre 1926 e 1927 o Coreto, que representou importante papel na vida política e cultural da cidade. Apresenta ainda uma peculiaridade, é o único bem público da cidade construído com verbas particulares.

Significado do Nome

 

Aniversário da Cidade

31 de Agosto

Gentílico

uberlandense

População

611.903 habitantes

hspace=0 CARACTERÍSTICAS

O Produto interno bruto - PIB de Uberlândia é o 27º maior do Brasil, destacando-se na área de prestação de serviços.

Clima

Tropical

Temperatura Média

21,4º C

hspace=0 COMO CHEGAR

Localização

Município da Região do Triângulo Mineiro/ Alto Paranaíba no Estado de Minas Gerais

Limites

Prata, Monte Alegre de Minas, Tupaciguara, Araguari, Indianápolis, Eberaba e Varíssimo.

Acesso Rodoviário

BR- 452 e BR- 262

Distâncias:

Da Capital:

556 Km

Outras:


hspace=0 TURISMO:

Resumo:

Principais Pontos Turísticos

Igreja Nossa Senhora do Rosário

Situada à Praça Rui Barbosa é a construção religiosa mais antiga da cidade. A primeira edificação, em homenagem à Irmandade de N. Sra. do Rosário e São Benedito dos Homens de Cor, aconteceu provavelmente por volta de 1888 e situava-se à Praça Dr. Duarte, antigo Largo do Comércio.
Em 1891, foi transferida para a Praça Rui Barbosa, tendo sido demolida para dar lugar a uma nova capela com uma arquitetura mais condizente com a época; sua inauguração se deu em 15 de julho de 1931.
A Igreja de N. Sra. do Rosário abriga, hoje, a mais significativa manifestação religiosa e cultural de nossa cidade: a Festa do Congado.
Foi tombada como Patrimônio Histórico e Cultural da cidade em 09.12.1985, através da Lei nº 4263, tendo sido restaurada em 1987/88.

Casa da Cultura

Edificada na década de 20, a Casa da Cultura, tombada como Patrimônio Histórico através da Lei nº 4217 de 15 de outubro de 1985, caracteriza-se por ser um exemplar arquitetônico de incontestável beleza. Foi construída para ser residência do Sr. Eduardo Marquez, importante figura política da cidade na época. Anos mais tarde, adquirida pelo médico Laerte Vieira Gonçalves, foi transformada em Casa de Saúde e Maternidade.
Na década de 60, vendida ao Governo do Estado de Minas Gerais, passa a ser sede da Delegacia de Polícia Civil e, porteriormente, da Superintendência Regional da Fazenda Estadual, permanecendo até 1983. Em 1984, foi cedida ao município que, após restaurá-la, destinou-a a mais um espaço cultural da cidade transformando-a em Casa da Cultura.

Capela de N. Sra. do Rosário do Distrito de Miraponga

Construída entre os anos de 1850 e 1852 é a 15ª capela em ordem cronológica, erguida no antigo Sertão da Farinha Podre.
É uma construção de estilo colonial primitivo, característica das áreas rurais e pequenas cidades.
Foi tombada pelo Patrimônio Histórico através da Lei nº 1650 de 14 de outubro de 1968 e restaurada em 1985, devido à sua importância como referência de um estilo arquitetônico de época, praticamente inexistente hoje, e também devido à sua importância histórica para a região.

Oficina Cultural (Antigo Prédio da CEMIG)

Tombado através da Lei nº 4217 de 15 de outubro de 1985.
Foi construído em 1926, sendo projetado por Fernando Vilela e Cipryano D’el Fávero para abrigar a Cia. Força e Luz.
Foi reformado para ser sede da Oficina Cultural de Uberlândia.

Igreja do Espírito Santo do Cerrado

Localizada no Bairro Jaraguá, foi projetada pela arquiteta Lina Bo Bardi, construída pelo sistema de mutirão, coordenada pela Irmandade dos Frades Franciscanos.
Preservada através da Lei Municipal nº 5207 de 27 de fevereiro de 1991 foi tombada pelo Instituto Estadual de Patrimônio Histórico e Artístico Cultural de Minas Gerais (IEPHA) por constituir-se na única construção projetada pela renomada arquiteta, existente no Estado.

hspace=0 EVENTOS

Calendário de Janeiro a Dezembro:

- Cinema e Vídeo

Localização: Salão da Casa da Cultura
Data: Janeiro a Dezembro

- Festas de Santos Reis

Data: 6 de Janeiro

- Carnaval

Data:Fevereiro

- Moda Brasil Central

Data: Março

- Sábado Musical

Localização: Casa da Cultura- salão nobre
Data: Abril a Novembro, todo último sábado

- Feira e Congresso de Informática e Telecomunicação do Triângulo Mineiro e Alto Paraíba

Data: Abril

- Festa do 13 de Maio

Data: 13 de Maio

- Feira Nacional da Indústria de Uberlândia

Data: Maio e Junho

- Salão de Veículos Motores e Peças

Data: Junho

- Festival de Dança do Triângulo

Localização: Uberlândia Tênis Clube
Data: Primeira quinzena de Julho

- Salão de Turismo, Hotelaria e Alimentação

Data: Agosto

- Exposição Agropecuária de Uberlândia

Data: 31 de Agosto a 7 de Setembro

- Congresso das Tradições Afro

Data: 2º domingo de Setembro

- Salão de Móveis, Decoração e Acessórios para o Lar

Data: Dezembro

- Dia Nacional do Samba

Data: 2 de Dezembro

- Feira de Artesanato

Data: Todo mês de 1 a 10

- Aquarela

Localização: Teatro Rodon Pacheco
Data: Finais de semestres 

hspace=0 INFORMAÇÕES ÚTEIS:

PREFEITURA MUNICIPAL UBERLÂNDIA

E-mail:

Telefones: (34) 3239-2444 / 2800

Sites: http://www.uberlandia.mg.gov.br/

SUB-PREFEITURA:

E-mail:

Telefone:

INFORMAÇÕES AO TURISTA:

Rodoviária de Belo Horizonte-MG - Terminal Israel Pinheiro

Pça. Rio Branco, 100 - Centro
Telefone : (31) 3271-8933 / 3000

Aeroporto: (34) 3233-5400

Ferrovia: 
(34) 3212-3771

Rodoviária: 
(34) 3235-5050

Terminal Central (transporte urbano):
(34) 3210-2023

ENDEREÇO DO SITE OU PORTAL DA LOCALIDADE:

E-mail:

Telefone:

CARTÓRIOS: CIVIL, IMÓVEIS, TÍTULOS E DOCUMENTOS, OUTROS:

1º TABELIONATO DE NOTAS:

E-mail:

Telefones: (34) 3236-5624

Sites: http://portal.mj.gov.br/

CARTÓRIO ELEITORAL:

E-mail:

Telefone:

OUTRAS INFORMAÇÕES DE TELEFONES E E-MAILS:

HOSPITAIS:

CORPO DE BOMBEIROS: 193

DELEGACIA DE POLÍCIA:

OUTROS:

E-mails e telefones:

Sites: http://pt.wikipedia.org

www.citybrazil.com.br

www.prograd.ufu.br

PESSOAS ILUSTRES NASCIDAS NA LOCALIDADE:

 

OUTRAS INFORMAÇÕES ÚTEIS DA LOCALIDADE:

Comentários de Uberlândia

Conheço e amOOOO muito esta cidade linda e maravilhosa. Morei um tempo nela mas precisei voltar pra São Paulo. Mas se tem uma coisa que eu prometi a mim mesma é que um dia eu volto, oh se volto!!!! Saudades demais dessa Uberlândia deliciosa!
Por: Inês

eu conheço e moro em uberlandia é uma cidade maravilhoza é muito bonita!!! amull morar aqui!!!!!
Por: kamila

linda cidade gostei de mora ai, bjos!!!!!!!! sdads.........
Por: luzinete

Amo Uberlândia..e acredito que ela tenha o por-do-sol mais belo do mundo..não conheço o mundo mas Udia é parte de mim..eu sou parte de Udia e me emociono ao lembrar de todos os lugares e coisas que vivi aqui..cada canto uma beleza, cada beleza um encanto!! Uberlândia Joia da minha afeição..
Por: Leandro

Uberlândia amo demais esta cidade é uma cidade encantadora e, o povo desta cvidade é um povo muito acolhedor e amigo. Uberlândia é umas das melhores cidades de Minas gerais e ondee têm as mulheres mais bonitas do brasil. Uberlândia quem te conhece não esquece jamais
Por: Júlio Lara

Fiquei muito satisfeito por saber que ésite tudos isto e nuito mais. Porque eu confimo ? eu tambem sou moradot nesta cidade maravilhosa que é UBERLÁNDIA;;; PARABEMS. digo mais venha ver/ tem mais? assinado J J
Por: josejoao dos santos

bom posso dizer q uberlandia é uma das melhores cidades de minas pois além de ser bonita,é ótimo pra quem quer descansar e também para quem quer se divertir pois possui uma vasta area d lazer como o parque do sabia o ciqueroli e também é point de varias festas e agitações como o triangulo music fest folia e muito outros venha conferir vc não vai se arrepender
Por: jaqueline aparecida da silva

essa cidade nunca mais vai ser esquecida por mim,um lugar lindo,maravilhoso foram otimos momentos.....
Por: josiane

Uma das mais belas cidades que já conheci. Tenho parentes e amigos que moram em Uberlândia, povo hospitaleiro. Cidade de belas praças como a Tubal Vilela, lugares lindos como o Parque do Sabiá. Parabéns a todos de Uberlândia. Nasci em Morrinhos, Go, mas meu avô materno era mineiro, por isso ,tenho muito carinho pela mineirada UAI! Um abraço!
Por: Ercilio Barros

linda cidade ja tive o prazer de estar ai por 2 vezes minas gerais e demais
Por: AMARAI

eu tem vortader di comeisei a cidade uberlandia e um cidade tao bonita um dia eu vo
Por: geraldo alves ribeiro

e simplismente maravilhosa acho que nao existe outro nome para descrevela
Por: laiane

Olá pessoal, sou do Sul do Brasil, uma cidade bonita mas muito gelada no inverno, no verão é ótimo o clima. Sobre a cidade de Uberlândia, ainda não conheço, mas quem já teve a oportunidade de conhecer, faz excelentes elogios. Quero conhecer também, será que o clima daí é melhor do que aqui no Sul? Abraços, Suely Derevetzkei
Por: Suely Derevetzkei

passei 2 semanas no dao baum d+++++++++++++ vi o desfile tomei todas no camaru konhaci muita genty legal vou voltar ++++ vezes falou galeraaaaaaaa
Por: walmir

Estou em Uberlândia desde novembro/58.Eu e minha família, temos enorme saudade da tranquilidade daquela época, quando eu e meus amigos de juventude, deixava nossas bicicletas encostadas no meio-fio da praça NS Aparecida e íamos à pé, procurando bailes no bairro, e quando voltavamos, elas estam no mesmo lugar. Ninguém mexia. Ninguém roubava. Era uma tranquilidade! Aproveitando a oportudade, gostaria de saber se é possivel conseguir fotos antigas de v/arquivo para enviar para minha irmã que reside em Brasília e é fanática pela história de Uberlândia. Todas as quintas, eu recorto as fotos do jornal e as envio prá ela, via email. É um grande prazer falar com vocês e da Uberlândia do Cine Regente, Paratodos, Eden. Do bar Bramhar que apareceu em foto recente, onde eu, para fazer a esquina, entreva na porta da Floriano e saia na porta da Cel Antônio Alves e passava na porta da Alfaiataria Paganini e entreva na Escola de Datilografia da professora Maria Helena, anexa ao Liceu. Um abraço a todos.
Por: william magalhaes

Uberlândia, cidade que cresce em ritmo fenomenal, já é a segunda maior cidade do interior do Brasil, é o maior centro atacadista da América latina, é entroncamento de rodovias que ligam o Brasil a fora e distribuem as riquezas pelo país.Grande Uberlândia se destacando cada vez mais no cenário nacional.
Por: Marcelo

Terra maravilhosa muita gente boa e acolhedora amo esta cidade,quem mão conhece fale a pena vir.
Por: Marcos Machado

muito lugar bom pra passear , trabalhar e tomar uma geladinha.
Por: sidney do cerrado

0
hotéis, pousadas e serviços encontrados em Uberlândia
Fundação:
1888
Altitude:
863m
População:
487.222 habitantes
Área:
4.115,9km²
Densidade Demográfica:
118,38hab/km²
CEP:
38400-000

Envie seu comentário sobre Uberlândia