Escolha uma cidade
HOME   |   CADASTRE-SE NO PORTAL   |   ÁREA PARA PARCEIROS   



Conhece Mogi das Cruzes?
seta piscando Deixe seu comentário!
Envie suas fotos!

Mogi das Cruzes

INFORMAÇÕES | FOTOS |VíDEOS | HOSPEDAGEM | RESTAURANTES | AGÊNCIA DE TURISMO | IMOBILIÁRIAS | LOCADORA DE VEÍCULOS | GUIAS DE TURISMO | OUTROS




ROTEIROS DO BRASIL

Região Capital Expandida - Grande São Paulo


"Terra do Caqui"


"SUB-SEDE DA COPA 2014"

hspace=0 HISTÓRIA DA CIDADE:

Com o movimento das entradas e bandeiras, chegaram os primeiros povoadores nas terras que formariam o município de Mogi das Cruzes. Em 1561, Brás Cubas, após ter recebido uma sesmaria que começava ao pé da Serra do Mar e se estendia até Mboygi, fundou a fazenda Pequeri em um local provavelmente próximo da região onde, em 8 de agosto de 1611, sob aprovação do então governador D. Diniz de Souza, foi criada a Vila de Sant’Anna das Cruzes de Mogy-Mirim, por Gaspar Coqueiro, capitão-mor da capitania de São Vicente.
Localizada entre São Paulo e Rio de Janeiro, a vila costumava ser ponto de passagem obrigatória daqueles que se dirigiam para uma dessas capitanias. Caracterizou-se, também, como ponto de parada de bandeirantes e desempenhou importante papel na colonização do Estado de São Paulo.
No período do Império, compreendia as paróquias de Santa Ana de Mogi das Cruzes, Nossa Senhora da Ajuda de Itaquaquecetuba, Senhor do Bom Jesus do Arujá e Nossa Senhora da Escada, que correspondem, atualmente, aos municípios de Suzano, Poá, Ferraz de Vasconcelos, Itaquaquecetuba, Guararema e Arujá.
Em 13 de março de 1855, recebeu foros de cidade e sua atual denominação. Marcada por um desenvolvimento rápido, Mogi das Cruzes expandiu-se primeiramente com a lavoura do café e, depois, sob a influência da imigração japonesa, com as culturas de chá, frutas e hortaliças.

SIGNIFICADO DO NOME:

Quando a região era habitada somente por índios, o nome do lugar era MBogy, que significa rio das cobras como os selvagens se referiam ao Tietê. Com o decorrer dos anos o nome foi se alternando: passou primeiro a Boigy, depois a Mogy e finalmente a Mogi. Quando a Vila foi criada, em 1611, foi chamada de SantAnna porque era uso aduzir-se ao nome das vilas o seu padroeiro. E acrescentou-se, também Mirim que na língua dos índios queria dizer pequeno, obviamente porque o povoado era pequeno. A linguagem popular tratou de acrescentar o termo "Cruzes" ao nome oficial da Vila.

ANIVERSÁRIO DA CIDADE:

1º de Setembro

GENTÍLICO:

mogiano ou mogicruzense

POPULAÇÃO:

414.907 habitantes - censo IBGE/2013 

hspace=0 CARACTERÍSTICAS:

Mogi das Cruzes é uma cidade que possui alta qualidade de vida, uma das mais altas do estado, e também uma grande população de descendentes de japoneses. A qualidade de vida é muito agradável e relativa tranquilidade, sendo perto do agito da Capital São Paulo.

CLIMA:

Subtropical temperado 

TEMPERATURA MÉDIA:

21,5º C 

hspace=0 COMO CHEGAR:

SP-39 Estrada das Varinhas (Rodovia Engenheiro Cândido do Chaves);
SP-43 Estrada da Quinta Divisão;
SP-66 Estrada Velha São Paulo-Rio e Mogi-Guararema (Rodovia Henrique Eroles);
SP-70 Rodovia Ayrton Senna;
SP-88 Mogi-Dutra (Rodovia Pedro Eroles) e Mogi-Salesópolis (Rodovia Prof. Alfredo Rolim de Moura);
SP-98 Mogi-Bertioga (Rodovia Dom Paulo Rolim Loureiro);
SP-102 Rodovia Prefeito Francisco Ribeiro Nogueira.

LOCALIZAÇÃO:

Região Leste da Grande São Paulo 

LIMITES:

Arujá, Santa Isabel, Santos, Guararema, Santo André, Biritiba Mirim, Suzano e Itaquaquecetuba. 

DISTÂNCIAS:

-Águas de Lindóia/SP - 205 km

-Aracaju/SE - 2.211 km

-Belo Horizonte/MG - 631 km

-Brasília/DF - 1.060 km

-Campinas/SP - 152 km

-Cotia/SP - 99,5 km

-Cuiabá/MT - 1.593 km

-Curitiba/PR - 472 km

-Fortaleza/CE - 2.988 km

-Foz do Iguaçu/PR - 1.098 km

-Guarujá/SP - 91,6 km

-Guarulhos/SP - 47,8 km

-Itu/SP - 156 km

-Maceió/AL - 2.469 km

-Mangaratiba/RJ - 356 km

-Manaus/AM - 3.897 km

-Mata de São João/BA - 2.008 km

-Natal/RN - 2.978 km

-Porto Alegre/RS - 1.199 km

-Porto Feliz/SP - 173 km

-Porto Seguro/BA - 1.431 km

-Praia do Forte/BA - 2.050 km

-Recife/PE - 2.694 km

-Ribeirão Preto/SP - 368 km

-Rio de Janeiro/RJ - 408 km

-Salvador/BA - 2.017 km

-Santa Cruz Cabrália/BA - 1.454 km

-Santos/SP - 98,1 km

-São Paulo/SP - 61,8 km

-Sete Lagoas/MG - 683 km

-Sorocaba/SP - 154 km

-Teresópolis/RJ - 468 km

-Vespasiano/MG - 659 km

-Viamão/RS - 1.189 km

-Vitória/ES - 850 km

hspace=0 TURISMO:

Resumo:

O Governo do Estado de São Paulo, através das Jornadas de Desenvolvimento do Turismo Paulista, dividiu nosso Estado em 8 macrorregiões. Mogi das Cruzes faz parte, junto a outros 39 municípios, da Macrorregião Capital Expandida.
Este projeto tem como finalidade a interiorização e a descentralização das ações, a fim de desenvolver e melhor divulgar as potencialidades de cada município.
Nosso municípo também faz parte do Conselho Regional de Turismo, que visa orientar e promover o planejamento regional, para melhor uso dos recursos, bem como aprovar e encaminhar projetos.

Principais Pontos Turísticos:

-Parque Municipal Francisco Afonso de Mello 

  -Objetiva o desenvolvimento de programas de pesquisa, ensino e treinamento em manejo de Florestas Tropicais.
Sua área é de 3,5 milhões de metros quadrados, localizada na Serra do Itapeti.

-Gruta de Santa Terezinha

  -Localizada há cerca de 4 km da cidade, tem 870 m de altitude, na Serra do Itapeti.  Esta gruta é formada por três grandes pedras sobrepostas. Em seu topo há um altar de alvenaria com uma imagem de Santa Terezinha.

-Serra do Itapeti

  -A Serra tem uma extensão de 5.349,96 mil ha. Aí encontra-se a Cruz do Século ( altitude 1.100 metros )

-Igreja de São Benedito 

  -Data da fundação é incerta entre os anos de 1747 e 1869. O nome da igreja de São Benedito foi em 1879, com a introdução da imagem de São Benedito pois antes era Igreja do Bom Jesus do Matozinho.

-Colônia Itapeti-Circuito das Flores

  -Os produtores do bairro Itapeti, por meio de uma parceria com o SEBRAE, o Sindicato Rural e a Prefeitura Municipal de Mogi das Cruzes, desenvolveram o Circuito das Flores. Este Circuito possibilita ao visitante conhecer suas propriedades, assistir a palestras e comprar flores e hortaliças diretamente do produtor.
Existe em andamento, um projeto de Ampliação e Estruturação da sede do Circuito, a ACAI – Associação Cultural e Agrícola do Itapeti. Este projeto prevê a construção de um restaurante e um galpão para exposições.

-Pico do Urubu

  -Um dos pontos mais altos da Serra do Itapeti, estando a uma altitude de 1.166 metros. Integra o patrimônio ambiental do município. Oferece uma vista panorâmica espetacular da Serra da Mantiqueira, do Vale do Paraíba, da planície do Tietê, da cidade de Mogi das Cruzes e da Serra do Mar.

-Casario Colonial

  -O antigo casario, de taipa de pilão, em estilo colonial abriga um Oratório Caipira, com cerca de 75 anos. Em seu entorno encontramos também um alambique e uma roda dágua, que funciona há mais de 100 anos.

-Capela de Santo Alberto

  -Referências bibliográficas datam a sua construção do séc. XVII. Tombada pelo Iphan constitue-se em um dos raros vestígios do início da colonização do País e do desbravamento de nossa região no final do séc. XVI. Sua ornamentação, toda em relevo, apresenta folhas de videira, cachos de uva e ave fênix, além de uma pintura original de São João Batista.

-Barragem do Rio Biritiba-Mirim e a Barragem do Rio Jundiaí

  -O distrito é destino certo para o visitante que busca a natureza e um ambiente bucólico.
O local também é rico em tradições e de forte herança cultural. O visitante irá encontrar inúmeras capelas e igrejas construídas por fiéis em agradecimento à graças recebidas. Elas foram passadas às gerações posteriores como herança, para que fossem preservadas.

-Barragem do Rio Biritiba-Mirim

  -É uma das últimas barragens implantadas pelo DAEE na região das cabeceiras do Tietê. A água desta barragem alimenta o reservatório de Jundiaí, que por sua vez vai alimentar o reservatório de Taiaçupeba, onde é feita a captação pela SABESP.

-Barragem do Rio Jundiaí

  -Localizada no Bairro das Aroeiras, a barragem foi construída na década de 90 e, assim como a Barragem do Rio Taiaçupeba, que fica em Jundiapeba, tinha a finalidade de contenção de enchentes. Após alguns anos, passou a compor o Sistema Produtor Alto Tietê – SPAT, vindo a ter usos múltiplos.
Sua área de Inundação é de 18 Km², com Volume útil de 60 milhões de m³. Suas águas são transferidas por gravidade para a Barragem do Rio Taiaçupeba.

-Capelas e Igrejas

  -Capela de Santa Cruz
  -Capela do Bom Jesus
  -Capela de São Lázaro
  -Capela SantAna
  -Igreja de São João Batista
  -Igreja de Santa Cruz
  -Igreja do Santo Expedito
  -Igreja dos Cordeiros
  -Igreja São Horácio

-Parque Leon Feffer

  -Conhecido também como Parque da Areia, foi inaugurado em 07 de agosto de 2004. É composto por uma área total de 342 mil metros quadrados, com cerca de 100 mil metros de área construída. Possui, além de extensa área verde, pista de skate, ciclovia, campo de futebol com medidas oficiais, quadras poliesportivas, quiosques com churrasqueiras, playground e vestiários. Há também atrações voltadas ao turismo ecológico e à valorização do meio ambiente como estufas para exposição e reprodução de flores, lagos, trilha para caminhada, canteiros, palmeiras e outros bens naturais que, além do lazer, pretendem impulsionar a educação ambiental aos visitantes.

O local pode receber até três mil pessoas por dia. A área reservada para estacionamento tem capacidade para mais de 500 veículos. A entrada é gratuita e existem linhas circulares com saída do Terminal Integrado.

Localizado à Rua Valentina Mello Freire Borenstein, s/nº - Vl. São Francisco

-Pesqueiros e Sítios de Lazer

  -O bairro, predominantemente rural, abriga centenas de sítios de exploração agrícola e criação dos mais variados animais. Muitos deles são estruturados para receber visitantes à procura de descanso e contato com a natureza.
Neste ambiente encontramos também belíssimos pesqueiros. Todos regularizados, visando à preservação da natureza.

-Mãe Grávida

  -Esculpida por Manabu Mabe em blocos de pedra, a escultura forma um conjunto harmônico, estilizando a figura feminina grávida que, segundo o autor, simboliza a fertilidade do solo. Foi inaugurada na sede da Sociedade dos Agricultores do Cocuera, em julho de 1978, em homenagem aos príncipes Akihito e Michico (atualmente imperadores), que visitavam o município.

-Capela Rural de Santo Ângelo

  -Construída em taipa de pilão e pai-a-pique, foi fundada em 1738 pela Ordem dos Carmelitas. A imagem de Santo Ângelo, uma peça de madeira, é de origem portuguesa do século XVIII.

-Barragem do Rio Taiaçupeba

  -Na divisa de Mogi das Cruzes e Suzano, foi construída na década 70 com a finalidade de contenção de enchentes. Com os anos, passou a ter usos múltiplos, como irrigação, abastecimento e lazer.
É o ponto final do Sistema Produtor Alto Tietê - SPAT - fornecendo água para a SABESP, que abastece 3,5 milhões de habitantes da Região Leste da Grande São Paulo. Sua área de inundação é de 20 Km², com 87,9 milhões de m³ de água de boa qualidade, com generosa variedade de peixes, o que atrai pescadores, profissionais ou amadores. O DAEE mantém a qualidade da água através de ações de educação ambiental.

-Igreja de Nossa Sra da Piedade

  -Foi fundada na década de 50. No mês de setembro é realizada, no Distrito de Quatinga, a festa em homenagem à padroeira, com missa, quermesse e procissão.

-Pedra Grande

  -Localizada no distrito de Quatinga, tem aproximadamente 100 metros de altura, em granito encravado na Serra do Mar. Do seu topo podemos avistar todo o Litoral. Local apropriado para prática de rapel. Uma curiosidade é que, nos meses de julho, é realizada no local uma cerimônia japonesa.

-Trilha da Pedra Grande

  -Começa na estrada da adutora, em Taiaçupeba, segue por cima dos tubos gigantes de água e chega a Quatinga. Outros trajetos iniciam-se em Paranapiacaba ou em Ribeirão Pires. Enquanto é feita a subida pela mata fechada da Serra do Mar já é possível avistar a Pedra Grande.

-Vila de Taquarussu

  -Este vilarejo foi formado pela vinda de trabalhadores italianos, durante a segunda Guerra Mundial para a mineradora Fanti Belgiomini Ltda., que explorava carvão. Fica dentro da Fazenda de Taquarussu, propriedade particular, mas que é aberta à passagem. No local, encontramos a Igreja de Santa Luzia, um jardim com o coreto, o belo lago que contorna a Vila e uma trilha que vai para Paranapiacaba.

-Estação Ferroviária

  -Foi inaugurada em 1° de Janeiro de 1.893. Em seu entorno encontramos a casa do chefe da estação, a vila de casas dos funcionários e a caixa dágua que abastecia a Maria Fumaça.

-Antiga Pedreira de Sabaúna

  -Pedreira da Estrada de Ferro Central do Brasil, era a fonte de material para a construção de pontes e do leito ferroviário. Há no local uma cachoeira, uma nascente e um paredão de pedra natural, que pode ser utilizado para a prática de rapel.

-Comunidade de N. Sra. Aparecida e São Sebastião de Vila Mathias

  -Fundada em 1984, realiza há 14 anos a tradicional Festa do Divino. Em outubro de 2006, foi presenteada com uma nova Imagem da Santa, vinda de Aparecida, em procissão.

-Igreja de N. Sra. do Carmo

  -A antiga capela recebeu status de igreja após sua reforma em 68, quando sua torre foi construída. Possui notável acervo de imagens sacras de meados do século XIX. Entre elas estão: O Sagrado Coração de Jesus, Nossa Sra. dos Passos, Nossa Sra. das Dores e o Papa Pio X.
End.: Pç. Cap. Jesuino Franco, s/nº
Tel: 4761-9311

-Catedral de Santana

  -A velha capela foi construída por escravos, em taipa, por volta de 1580. A inauguração da igreja Matriz aconteceu em 1908. Parte da parede lateral começou a ruir em 1952. Em 25 de julho do mesmo ano iniciou-se a construção da catedral.
End.: Rua Dr. Paulo Frontin, 360

-Casa da Banda (Corporação Musical Santa Cecília)

  -Edifício construído em estilo eclético em 1933, para onde a banda, que foi fundada em 22 de Novembro de 1926, foi transferida e permanece até hoje.
End.: Rua Dr. Corrêa, 522

-Santuário e Largo do Senhor Bom Jesus de Matosinhos

  -Atual Igreja de São Benedito. Esta igreja, de 1781, deriva da antiga capela de taipa de pilão, conforme a tradição jesuítica. O altar-mór, entalhado em madeira, possui uma imagem do Senhor Bom Jesus Crucificado.
End.: No cruzamento das Ruas Dr. Ricardo Vilela e Dr. Corrêa

-Ilha Marabá

  -Possui uma área de 13.410 m2 e está localizada no maior e mais importante rio de nossa região, o Tietê. Abriga o Núcleo de Educação Ambiental da Ilha Marabá que, com o intuito de conscientizar a comunidade sobre a importância da preservação do meio ambiente, realiza palestras, passeios, plantio de mudas - principalmente de pau-brasil - entre outras atividades.
End.: Rua Delphino Alves Gregório, 790

-Mogi, os Esportes e o Lazer

  -A Prefeitura mantem 11 centros esportivos onde os freqüentadores praticam futebol (campo, salão e areia), vôlei, basquete, handebol, além de receber aulas de condicionamento físico, capoeira, ginástica olímpica, natação, judô e outras opções para pessoas de todas as idades. Crianças e adolescentes contam com escolinhas de diversos esportes. Futuros atletas poderão ser absorvidos em equipes de ponta da própria cidade, que destaca-se no beisebol e judô -com notoriedade internacional, e no basquete, entre outros.

O município conta com um ginásio poliesportivo, um dos mais modernos da América Latina e o estádio de futebol. O histórico do cenário esportivo local exibe ainda o bom desempenho de atletas em esportes como natação, atletismo e karatê.

-Entretenimento

  -A iniciativa privada responde pela farta rede de empreendimentos voltados ao lazer. São clubes, pesqueiros, restaurantes de alto gabarito e até um resort golf de padrão internacional, além do Parque Municipal, na Serra do Itapeti.

E mais: Mogi está a menos de 50 quilômetros das belas praias de Bertioga. Oferece fácil acesso também para o Litoral Norte e Sul do Estado.

Com iniciativas para multiplicar espaços para práticas esportivas e lazer, a Prefeitura procura levar os benefícios dessas atividades a todos os segmentos da população. Tudo, com a participação direta da comunidade.

-Modalidades de Destaques

  -Beisebol: Com fama internacional, o beisebol mogiano reúne cerca de 100 atletas. Vários jogadores do município foram contratados por equipes profissionais do Japão.

  -Judô: Nos últimos 20 anos, o judô mogiano faturou dezenas de títulos nacionais e internacionais. Cerca de 250 judocas treinam nas duas principais academias. Uma é comandada pela Prefeitura; a outra, pelo Judô Clube. 

hspace=0 EVENTOS:

Calendário de Janeiro a Dezembro:

-Janeiro

  -Após os fogos do ano novo, Mogi dá início ao seu calendário com as festas em homenagem a São Sebastião. Em dois distritos da cidade – Sabaúna e Taiaçupeba -, os visitantes podem conferir comemorações que ao longo do tempo mantiveram seu ar bucólico, com missas e quermesses. São as românticas festas à moda antiga, com sabor dos doces e salgados típicos e dos encontros na pracinha ao cair da tarde. Isso tudo embalado pelas apresentações folclóricas e populares, pelas bandas e fanfarras. Não deixe de conferir!

-Fevereiro

  -Passar o carnaval em Mogi das Cruzes é garantia de momentos de muita alegria e descontração. A festa começa com as bandas dos clubes da cidade. Animadas por trios elétricos, elas percorrem as principais ruas da cidade já na sexta-feira, arrastando uma multidão de alegres foliões e dando início à festa. A cidade preserva a tradição dos desfiles das escolas de samba. Mantidas pelas comunidades dos bairros e distritos com o apoio da Prefeitura, elas se apresentam na avenida Ismael Alves dos Santos, que nestes dias se transforma na Avenida do Samba, sob a supervisão do rei momo e de sua corte. Por fim, não deixe de conhecer os bailes carnavalescos nos clubes da cidade e o charmoso carnaval nos distritos, ideal para quem prefere uma folia com sabor dos velhos tempos.

-Março

  -A chegada do outono traz consigo o primeiro evento da colônia japonesa de Mogi das Cruzes: a Festa do Caqui e das Flores do Itapeti. A comemoração celebra dois dos principais produtos agrícolas de nossa cidade, já que Mogi é líder nacional no cultivo de orquídeas, com mais de um milhão de vasos por ano, e do caqui, além de ser a segunda maior produtora de flores e plantas ornamentais de todo o País.
A festa é realizada na comunidade, à margem da rodovia Ayrton Senna e costuma atrair uma média de 25 mil visitantes a cada ano, com praça de alimentação variada, ela conta com apresentações típicas, exposições, estandes variados e shows pirotécnicos.
O mês reserva ainda outras atrações interessantes, para todos os gostos.

-V Festa do Caqui e das Flores

  -Local: Estrada São Bento-Lambari, Km 25 - Bairro do Itapeti
Organização: ACAI - Associação Cultural Agrícola Itapeti
Tel.: 4727-7593
Data: de 23 a 25

-Abril

  -Em Abril os destaques da programação mogiana ficam por conta da Festa Poliesportiva Undokai, no Cocuera, e da tradicional Festa de São Gonçalo, promovida pelos moradores em Sabaúna. Promessa de muita cultura e diversão para todas as idades.

-Maio

  -Cinqüenta dias após a Páscoa, Mogi das Cruzes se veste de vermelho para celebrar a Festa do Divino Espírito Santo, sua principal festa religiosa. Com mais de 300 anos de tradição, o evento atrai visitantes de outras cidades e estados, que com os devotos da região totalizam uma média de público de 350 mil pessoas durante os dias de festejos. A programação é dividida no roteiro religioso, com missas, alvoradas e visitas às casas e empresas, e cultural, com quermesse e atrações tradicionais. O ponto alto da comemoração é a Entrada dos Palmitos: milhares de fiéis, incluindo dezenas de cavaleiros e carros de boi, desfilam pelas principais ruas da cidade. Já a quermesse, onde é servido o tradicional afogado, passou a ser realizada no Centro Municipal Integrado “Deputado Maurício Nagib Najar” (CIP), no bairro do Mogilar. A devoção ao Espírito Santo é expressa ainda em outras festas, em vários bairros e paróquias pela cidade. Maio reserva ainda outras importantes festas religiosas, como São Benedito, Santo Antônio e Santo Ângelo – roteiro privilegiado para fiéis e amantes da tradicional culinária mogiana.
 
-Festa do Divino Espirito Santo

  -Local: CIP (Centro de Integração Municipal Dep. Maurício Najar)
Organização: Associação Pró Festa do Divino Espírito Santo
Tel.: 4790-6835
Data: de 17/05 a 27/05

-Festa de Santo Ângelo

  -Local: Capela de Santo Ângelo - Estrada de Varinhas, Km 50
Tel.: 4724-8551/ 4727-4461
Data: dias 05 e 06

-Festa de Santo Antônio

  -Organização: Comunidade da Paróquia de Santo Antônio do bairro do Mogi Moderno
Local: Paróquia de Santo Antônio - Av. Brasil, 574
Tel.: 4799-4921
Data: de 26/05 a 13/06

-Junho

  -Além das animadas festas juninas, que se espalham por toda a cidade em homenagem a São Paulo, São Pedro e São João, o mês traz aos visitantes a oportunidade de conhecer um pouco da cultura milenar japonesa, expressa nas mais variadas formas pela grande colônia de Mogi das Cruzes, que como poucas soube preservar suas origens e honrar seus antepassados. Trata-se da Akimatsuri, a Festa do Outono. Realizado há mais de vinte anos, o festival é organizado pela associação Bunkyo, no Centro Esportivo Porteira Preta, e oferece culinária típica e inúmeras apresentações culturais.

-Festa do Outono - Akimatsuri

  -Local: Rua Pres. Campos Salles, 230
Organização: Bunkyo - Associação Cultural de Mogi das Cruzes
Tel.: 4791-2022/ 4722-6363

-Marcha para Jesus no Novo Milênio

  -Realizada no 3º sábado do mês
Local: Área central

-Julho

  -Festa de Santana

  -A tradicional Festa de Sant’Anna, padroeira de Mogi das Cruzes, é uma das principais atrações do mês, também marcado por vários eventos religiosos. Segundo a tradição católica, Sant’Anna era mãe de Nossa Senhora e avó de Jesus. Sua festa, celebrada no dia 26, é feriado municipal, e conta com missas na catedral diocesana e novenas que atraem milhares de fiéis, além da animada quermesse. A tradicional Festa de Nossa Senhora do Carmo, oportunidade para conhecer o complexo de igrejas centenárias tombado como patrimônio histórico, e outras comemorações religiosas completam a agenda do mês, com atrações para toda a família.

Local: Catedral Diocesana e Praça Cel. Benedito de Almeida

Organização: Paróquia de Santana
Tel.: 4799-3239

-Festa de Nossa Senhora do Carmo

  -Local: Largo do Carmo, Rua Otto Unger
Organização: Paróquia do Carmo
Tel.: 4799-3320

-Festividade Templo Ishizun do Brasil (Quatinga)

  -Local: Sítio do Sr. Tsuno - Estrada do Taquarussu s/n°
Organização: Comunidade
Tel.: 4722-1160

-Festa do Divino Espírito Santo do Itapeti

  -Local: Estrada do Beija Flor – Serra do Itapeti
Organização: Paróquia São Bento do Parateí
Tel.: 4794-3630

-Festa do Sagrado Coração de Jesus

  -Tel.: 4722-1413/ 4722-1339/ 4722-1356
Local: Distrito de Quatinga

-Festa de São Maximiliano

  -Local: Rua Francisco Vaz Coelho, 621 – Vila Lavínia
Tel.: 4738-3766

-Agosto

  -O mês de agosto em Mogi reserva novas opções interessantes para que os visitantes conheçam um pouco mais da cultura oriental e participem de tradicionais festas religiosas. Destaque para a animada Festa de Santo Alberto, que oferece as atrações de um típico evento do interior, emoldurado por uma natureza belíssima, em plena Região Metropolitana. Vale a pena conferir.

-Festa de Santo Alberto

  -Local: Estrada do Beija Flor, km 15
Organização: Paróquia São Bento do Parateí
Tel.: 4794-3630
  -Gincana da Associação Cultural Hinodi (Quatinga)
Local: Estrada Municipal Tomoki Hiramoto s/n° - Bairro do Barroco
Tel.: 4722-1108

-Confraternização para a Melhor Idade – Keirokai (Cocuera)

  -Local: Soc. dos Agricultores de Cocuera - Estrada Mogi-Salesopolis, Km 11
Tel.: 4792-2520/ 4792-2195
Data: dia 05

-Festa de Nossa Senhora da Paz

  -Local: Rua Frei Policarpo Van Leuuwen, s/nº – Vila da Prata
Organização: Paróquia Nossa Senhora da Paz
Tel.: 4796-4511

-Setembro

  -Aniversário de Mogi

  -Festejado com desfile cívico-militar e diversos eventos culturais e artísticos
Data: de 1 a 9Fundada por Gaspar Vaz em 1º de setembro de 1560, Mogi das Cruzes tem na comemoração de seu aniversário uma vasta programação que une civismo, cultura, artes e lazer. O calendário de festividades começa no final de agosto e se estende até 7 de setembro, possibilitando somar ao rol de eventos as atividades da Semana da Pátria. A média de público chega a 80 mil pessoas. Setembro também é mês da Festa de Nossa Senhora do Socorro, uma das mais tradicionais do município.

-Festa das Nações

  -Local: Centro Integrado Deputado Maurício Najar (CIP)
Dia 12 - Festa de Abertura, das 18 às 23 horas
De 13 a 16, das 10h às 23 horas.

  -Outra grande atração neste mês é a Festa das Nações. Tradicionalmente realizada entre os meses de novembro e dezembro, o evento fo antecipado para coincidir com o Fórum Mundial da Educação, que a cidade sedia de 12 a 16 deste mês.
A Festa das Nações é uma grande comemoração da diversidade de povos que formam a cultura brasileira aliada a uma causa nobre: ajudar os mais necessitados. Assim é a Festa das Nações, um festival anual promovido pela Prefeitura de Mogi por meio da Secretaria de Cidadania e Ação Social e pelo Fundo Social de Solidariedade. Danças e comidas típicas, mostras de arte, shows e muitas outras atrações marcam o evento, realizado no segundo semestre, no Centro Municipal Integrado “Deputado Maurício Nagib Najar” (Av. Pref. Carlos Ferreira Lopes, 540), no bairro do Mogilar.
A festa tem, como objetivo principal, reverter renda para ações sociais desenvolvidas por entidades filantrópicas do município, mas torna-se também uma grande celebração da convivência rica e pacífica das mais variadas culturas, etnias e religiões que foram recebidas de braços abertos e ajudaram a construir a nossa Nação. Não deixe de conhecer e prestigiar esta grande festa.

-Festa de Nossa Senhora do Socorro

  -Local: Praça 18 de julho, s/ nº
Organização: Paróquia
Tel.: 4799-4211/ 4799-1565

-Festa de Nossa Senhora da Piedade (Quatinga)

  -Local: Igreja N. Sra. da Piedade - Rua Antônio R. de Lima, s/nº
Organização: Comunidade
Tel.: 4794-1723

-Festa de Nossa Sra. da Piedade

  -Local: Estrada Mogi-Santa Isabel, km 18
Organização: Paróquia São Bento do Parateí
Tel.: 4794-3630
Data: dia 15

-Festa de São Vicente de Paulo

  -Local: Estrada Mogi-Santa Isabel, km 18
Organização: Comunidade

-Outubro

  -Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil, é festejada no mês de outubro em diversos locais de Mogi, como os distritos de Braz Cubas, Sabaúna e Biritiba Ussú. A programação também abre espaço para as crianças, com edições especiais do Projeto Recreio – A Rua Feliz.

-Festa de N. Sra. Aparecida

  -Organização: Paróquia de Braz Cubas
Data: de 02 a 12 de outubro

-Festa de Santa Teresa D’ávila

  -Local: Estrada do Beija Flor – Serra do Itapeti
Organização: Paróquia São Bento do Parateí
Tel.: 4794-3630

-Festa de N. Sra. de Rosário

  -Local: Paróquia de N. Sra. de Rosário – Vl. Industrial
Data: dia 7

-Novembro

  -Novembro é o mês do terceiro festival agrícola realizado pela grande colônia japonesa de Mogi das Cruzes: o “Furusato Matsuri”. A festa é realizada na sede da Associação dos Agricultores do Cocuera, onde os visitantes podem conferir uma exposição agrícola com o que de melhor é cultivado no município e saborear deliciosas comidas típicas. A festa homenageia os antigos moradores do primeiro bairro agrícola de Mogi – “furusato” em japonês significa “volta para casa”, simbolizando os filhos e netos dos fundadores que saíram do bairro e retornam nestes dias de festa.

-Festa de Nossa Senhora das Brotas (Quatinga)

  -Local: (SP - 39) Rod. Eng. Cândido do Rego Chaves, s/n – Barroso
Resp. pela Comunidade: Lourdes ou José Martins
Tel.: 4722-1446

-Dia da Imigração Libanesa

  -Data: dia 22

-Dezembro

  -As luzes de Natal tomam conta de Mogi no último mês do ano. Nas praças e centros comerciais, corais e grupos artísticos apresentam canções típicas em concertos alegres e envolventes. É tempo de confraternização e de espera pelo novo ano que se iniciará.

hspace=0 INFORMAÇÕES:

      COPA DO MUNDO DE 2014

      -De 12 de Junho à 13 de Julho de 2014 em 12 Capitais brasileiras.

      -26 Cidades do Brasil serão subsede e irão hospedar seleções na copa, Mogi das Cruzes é uma delas.

        -A seleção da Bélgica escolheu a cidade paulista de Mogi das Cruzes como base durante a Copa do Mundo de 2014.

        -A seleção ficará hospedada no Paradise Golf & Lake Resort, e treinará no CT do próprio Resort.

hspace=0 Informações Úteis:

PREFEITURA MUNICIPAL DE MOGI DAS CRUZES

E-mail: desenvolvimento@pmmc.com.br

Telefones: (11) 4798-5000 - Fax: (11) 4799-3067

Sites: http://www.mogidascruzes.sp.gov.br

SUB-PREFEITURA:

E-mail:

Telefone:

INFORMAÇÕES AO TURISTAS:

Trens:
 
Estação Mogi das CruzesO município é servido pelos trens da Linha 11 da CPTM da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) e conta com quatro estações ferroviárias:

Estação Jundiapeba (distrito de Jundiapeba);
Estação Brás Cubas (distrito de Brás Cubas);
Estação Mogi das Cruzes (centro);
Estação Estudantes (acesso às universidades mogicruzenses e ao terminal rodoviário).

Ônibus:

Atualmente duas empresas operam o sistema de ônibus urbano municipal, a CS Brasil e a Princesa do Norte, no Sistema Integrado Mogiano, o SIM, que é uma integração tarifária entre as linhas, através de um cartão eletrônico e dois terminais urbanos, o Terminal Central, que se interliga a Estação Mogi das Cruzes da CPTM e o Terminal Estudantes, que fica próximo da estação de mesmo nome, também da CPTM e das Universidades da cidade.

Também faz parte da Area 4 da EMTU, com o Consórcio Unileste, com linhas intermunicipais, que liga a cidade com as demais cidades da região do Alto Tietê e com a capital.

Há ainda os ônibus rodoviários que partem do Terminal Rodoviário Geraldo Scavone, para a capital e litoral, além de outros estados.

ENDEREÇO DO SITE OU PORTAL DA LOCALIDADE: 

E-mail:

Telefone:

CARTÓRIOS: CIVIL, IMÓVEIS, TÍTULOS E DOCUMENTOS, OUTROS:

OFICIAL DE REGISTRO CIVIL DAS PESSOAS NATURAIS E DE INTERDIÇÕES:

Av Vereador Narciso Yague Guimarães 766 - Centro Cívico
Mogi das Cruzes, SP | CEP: 08780-000
Telefone: (11) 4799-4773

2º OFICIAL DE REGISTRO DE IMÓVEIS TÍTULOS E DOC CIVIL:

Av Capitão Manoel Rudge 464 - Parque Monte Líbano
Mogi das Cruzes, SP | CEP: 08780-290
Telefone: (11) 4799-0020
 

CARTÓRIO ELEITORAL:

319ª ZONA ELEITORAL:

R Major Pinheiro Franco 17 T - Centro
Mogi das Cruzes, SP | CEP: 08710-220
Telefone: (11) 4726-2949

OUTRAS INFORMAÇÕES DE TELEFONES E E-MAILS:

HOSPITAIS:

CORPO DE BOMBEIROS: 193

DELEGACIA DE POLÍCIA:

OUTROS:

E-mails e telefones:

Sites de Fotos e Informações: 

-http://www.guiamais.com.br

-http://www.panoramio.com

-http://www.citybrazil.com.br

-http://br.distanciacidades.com


PESSOAS ILUSTRES NASCIDAS NA LOCALIDADE:

-Neymar - jogador de futebol

-Duca Rachid - escritora brasileira de telenovelas

-João Olavo Souza - tenista

-Luiz Bacci - jornalista e apresentador de TV

-Maikon Leite - jogador de futebol

-Nelson Freitas - ator e humorista

 

OUTRAS INFORMAÇÕES ÚTEIS DA LOCALIDADE:


 

 


Conheça nossas opções de hotéis em Mogi das Cruzes e pousadas em Mogi das Cruzes para visitar Mogi das Cruzes.

Promova a cidade de Mogi das Cruzes no Férias. Envie-nos mais informações para alavancar sua cidade nesse novo contexto do turismo nacional!
Clique aqui.

 

 





 

HOME   |   CADASTRE-SE NO PORTAL   |   ÁREA PARA PARCEIROS   |   CONTATO

© Copyright 2014 - ferias.tur.br - Seu Portal de Turismo!