Escolha uma cidade
HOME   |   CADASTRE-SE NO PORTAL   |   ÁREA PARA PARCEIROS   



Conhece Três Rios?
seta piscando Deixe seu comentário!
Envie suas fotos!

Três Rios

INFORMAÇÕES | FOTOS |VíDEOS | HOSPEDAGEM | RESTAURANTES | AGÊNCIA DE TURISMO | IMOBILIÁRIAS | LOCADORA DE VEÍCULOS | GUIAS DE TURISMO | OUTROS




Roteiros do Brasil

Região Serra Tropical

 

hspace=0 HISTÓRIA DA CIDADE

A região tem seu desbravamento ligado ao ciclo do ouro, que foi intensificado quando os bandeirantes atingiram o Rio Paraibuna.
Durante as primeiras décadas do séc. XVIII formaram-se os núcleos de N.S. de Monte Serrat, N. S. de Bemposta e São Sebastião de Entre Rios. A partir da inauguração da rodovia União e Indústria em 1858, a localidade de Entre Rios passou a ser beneficiada por vários melhoramentos. Em 1867, com a implantação da Estrada de Ferro D. Pedro II, cruzando com a estrada de rodagem no local, o núcleo também se tornou importante entroncamento rodoferroviário. Apesar do progresso, somente após o período republicano foi criado o distrito de Entre Rios (1890), que juntamente com o Monte Serrat, Areal e Bem-posta fazia parte do município de Paraíba do Sul com o decreto de 14 de dezembro de 1938, esses distritos foram desmembrados daquele município e constituíram o município de Entre Rios. Em 1943 o topônimo Entre Rios foi mudado pra Três Rios e o distrito de Monte Serrat foi extinto, passando o seu território a fazer parte do recém criado distrito de Afonso Arinos.  

Gentílico

Trirriense

Significado do Nome

 

Aniversário da Cidade

14 de Dezembro

População

77.503 habitantes

hspace=0 CARACTERÍSTICAS:

Venha conhecer Três Rios, uma cidade cheia de segredos, muita história e cultura. Um ótimo lugar para viver, passar férias e tirar um bom descanso com a família. Venha conhecer a cidade!

Clima 

Tropical de Altitude

Temperatura Média

 

hspace=0 COMO CHEGAR

Saindo do Rio de Janeiro 
Seguir pela Linha Vermelha até a saída para a Rod. Washington Luis, ou Rio - Juiz de Fora (BR-040) e continuar nela até as placas que indicam o centro do município de Três Rios.

Localização

Centro Fluminense

Limites

Areal ao Sul, Chiador (MG) e Comendador Levy Gasparian a Noroeste, Paraíba do Sul a Oeste, São José do Vale do Rio Preto a Sudeste e Sapucaia a Leste.

Acesso Rodoviário

BR-040

Distâncias:

Da Capital:

121 km

Outras:


hspace=0 TURISMO:

Resumo:

Principais Pontos Turísticos

Encontro dos Três Rios 

End: Rua Santa Catarina - Moura Brasil 
Horário: permanente
Do encontro dos três rios, Piabanha, Paraíbuna e Paraíba do Sul originou-se o nome da cidade. No local do encontro há ilhas e praias, porém suas águas não são propícias para o banho, devido a poluição do rio Paraíba do Sul e as fortes correntezas do local. O Encontro dos Três Rios, tão importantes de nosso estado, se dá em local amplo, onde encontramos em uma das margens uma construção rústica com instalação de um restaurante. É neste local também, que chegam os barcos do passeio das corredeiras do Rio Paraíbuna. Junto ao atrativo encontra-se vegetação rasteira e de médio porte, destacando-se o jequitibá rosa e bambuzais. Na paisagem predomina, os morros e vales, destacando-se as fazendas da redondeza.
 
Morro da TV
 

End: Serra da Boa Vista/Estrada da Boa Vista - Nova Niterói 
O atrativo possui altitude em torno de 800m.Em seu pico encontra-se os equipamentos da torre de televisão e um heliporto. De seu cume tem-se uma ampla vista de toda a cidade de Três Rios, o vale do Paraíba do Sul e o encontro do Rios Paraíba do Sul, Piabanha e Parapeúna.

Pedra de Paraíbuna 

End: Antiga Rod. União e Indústria - Monte Serrat - Afonso Arinos 
Horário: permanente
A pedra é composta por granito, com 900 m de altitude. Foi uma espécie de posto de observação da Patrulha do Imperador, que dava cobertura oficial aos carregamentos de ouro que procediam de Minas Gerais com destino ao Rio de Janeiro. Hoje o atrativo é utilizado para escalada e caminhada semi-pesada numa trilha de 3 km, encontrando com a nascente durante este percurso. De seu cume tem-se uma ampla vista de todo o distrito de Afonso Arinos; dos morros e vales; e do rio Paraíbuna cruzando o rio Preto. A sua vegetação é rasteira apresentando algumas árvores de médio porte e bambuzais.

Rio Paraíbuna 

End: Levy Gasparian - Monte Serrat - Afonso Arinos 
Horário: permanente
O Paraíbuna está localizado na divisa dos estados do Rio de Janeiro e Minas Gerais, onde nasce próximo à cidade de Juiz de Fora. Percorre o município de Com. Levy Gasparian, o distrito de Afonso Arinos e a localidade de Monte Serrat no município de Três Ris, desaguando nos Rios Paraíba do Sul e Piabanha, formando o encontro dos três rios, dando assim o nome ao município. Sua vegetação é constituída por árvores de médio porte destacando-se o roxinho. Suas águas são barrentas, de temperatura média, com profundidade variando de 5 a 30 m. Seu leito é bastante irregular, constituído quase que totalmente de rochas, que formam cavernas, dando um movimento de água bastante turbulento. O rio é pouco utilizado para pesca. No entanto, contém peixes de pequeno porte, tais como: bagre, cascudo, traíra e outros. A sua mata tropical abriga animais e aves, alguns bastante procurados por caçadores, tais como: pato selvagem, capivara, paca e outros mais raros. O pássaro desta região é o guache, também conhecido por japuíra, ou jocongo, ou João Congo, ou João Conguinho, pássaro de cor preta com dorso inferior escarlate e bico amarelo. Muito significativos são seus ninhos em forma de bolsa esguia e alongada, às vezes com 1 m de comprimento, dependurados, em grande número, na mesma árvore. O atrativo é de grande interesse turístico pelas suas corredeiras, onde são desenvolvidos, num percurso de 20 km, a prática de canoagem. Remadores treinados e turistas, embarcam no município de Com. Levy Gasparian, onde começa a aventura. No primeiro trecho o rio Paraíbuna é calmo, quando percorre-se aproximadamente 20 à 25 minutos de águas mansas, observando-se a beleza da região, até chegar nas corredeiras. Nesta ocasião, todos têm que estar vestindo coletes salva-vidas e capacetes, que foram entregues a cada um no embarque. Você passará pela Curva do S, Tobogã, Cachoeirão, Pirapora, Garganta do Diabo, Pedra da Francesa, e tantas outras.
 
Museu Rodoviário de Paraíbuna 

End: Antiga Estrada União e Indústria, km 147 s/nº - Monte Serrat - Afonso Arinos 
Horário: Terça à Domingo das 9h às 16h
O Museu está instalado no corpo central de uma das doze estações de Mudas, que data do tempo que as diligências faziam o percurso Petrópolis - Juiz de Fora. Funciona na 8ª Muda, uma das mais importantes, por sua situação de limite dos estados de Rio de Janeiro e Minas Gerais, tendo no entorno a Capela de Nossa Senhora de Monte Serrat e bares e nas proximidades do rio Paraíbuna e da Pedra do Paraíbuna. Não foi possível obter a data de inauguração do Museu Rodoviário de Paraíbuna. O Museu tem como finalidade mostrar, através de roteiro cronológico, a origem, a evolução dos caminhos e estradas, assim como dos transportes e meios de locomoção terrestre. Possui em seu acervo cerâmicas arqueológicas, selas para senhoras do século XIX, documentos históricos, fotos, mapas, chaveiros comemorativos, alguns exemplares de máquinas, tratores e carruagens, gradis, rolos compressores, fonte comemorativa construída por Mariano Procópio, bebedouro de animais datado de 1928, além do prédio da 8ª Muda que abriga o Museu, por ser a única existente no Brasil, tendo sido inaugurada em 23 de junho de 1861 com a estrada União e Indústria, pelo Imperador D. Pedro II. O prédio atualmente é tombado pela SPHAN e foi totalmente restaurado, em seu aspecto original, pelo DNER.
 
Capela de N. Srª. de Monte Serrat 

End: Rua Coronel João Werneck, 19 - Afonso Arinos 
Horário: somente com permissão do zelador
Situa-se na localidade de Monte Serrat, fazendo parte do seu entorno o Museu Rodoviário de Paraíbuna, o rio Paraíbuna e a Pedra do Paraíbuna. Sua construção data do século XVIII, não sendo possível obter dados acerca do histórico do atrativo. A fachada principal do atrativo compõe-se, no corpo principal, de duas portas justapostas em folha dupla de madeira, bandeira fixa de vidro colorido, verga ogival, encimadas por arco ogival. Ladeando-as, duas janelas tipo basculante, com caixilhos de vidro colorido, bandeira fixa de vidro também colorido e verga ogival. Acima dos vãos, cimalha trabalhada e frontão triangular encimado por cruz e com desenhos vazados. Na lateral à direita do corpo principal, torre mineira com campanário em verga ogival, coroada por elemento piramidal encimado por cruz. Nas laterais e entre os vãos da construção, colunas. Para se alcançar o edifício, pequena escadaria. O adro da capela é cercado por muro gradeado e o acesso a este é feito por portão gradeado ladeado por duas colunas encimadas por ornatos. No interior da capela, púlpito, coro e altar-mor e dois altares laterais.
 
Capela Nossa Senhora da Piedade 

End: Praça N. Srª. da Piedade, 246 - a 3 km do Centro 
Horário: diariamente das 9h às 17h / 1º e 3º domingos às 8h, durante as missas
A Capela de Nossa Senhora da Piedade está situada no centro da Praça N. Sr.ª da Piedade, arborizada, tendo no entorno casas residenciais e terrenos baldios. Foi construída no século XVIII, no ano de 1864. Única obra remanescente do que foi a Fazenda Cantagalo, propriedade rural do início do século XVIII, foi construída por ordem da primeira baronesa de Entre-Rios, D. Claudina Venância de Jesus, mãe de Mariana Claudina Pereira de Carvalho, Condessa do Rio Novo. Foi construída por artistas, pedreiros e ferreiros, oriundos de São João Del Rei (MG), especialmente para a construção do templo, chamados pela primeira baronesa de Entre-Rios, tendo também a colaboração do braço escravo da região. Tem como padroeira Nossa Senhora da Piedade, santa de devoção da família Barroso Pereira, cujo chefe era o primeiro barão de Entre-Rios. A capela, em estilo colonial, possui externamente um cemitério, hoje desativado, onde estão enterrados condes e barões das famílias Visconde de Entre-Rios, Barão Ribeiro de Sá e outros. Além do valiosíssimo acervo turístico, histórico, cultural, existe, atrás do altar-mor, um cômodo onde são encontrados grandes e artísticos mausoléus de mármore italiano, que guardam os restos mortais dos vultos famosos da região. Um desses mausoléus, em parte envidraçado, deixa ver a urna, conforme veio da Inglaterra há mais de 100 anos. Nesta urna, estão os despojos da ilustre dama, Claudina Pereira de Carvalho - Condessa do Rio Novo.

Igreja Matriz de São Sebastião 

End: Praça São Sebastião, s/nº - Centro 
Horário: diariamente das 9h às 17h
A Igreja Matriz de São Sebastião está situada na Praça São Sebastião, tendo no entorno casas residenciais, o antigo laticínio, hoje em ruínas, e o prédio do Fórum. Foi construída na primeira metade do século XX. A primeira capela de São Sebastião ficava onde hoje é a Estação Rodoviária Roberto Silveira e serviu de templo ao povo de Três Rios de 1890 a 1936. A 17 de abril de 1925, através de um movimento de católicos do distrito, a capela foi elevada à categoria de matriz pelo Administrador Apostólico de Barra do Piraí e em 3 de agosto do mesmo ano, chegava a Três Rios o primeiro vigário da recém-criada Paróquia de São Sebastião. Em 1930, em substituição ao primeiro vigário, chegava aqui o padre Antônio Rossi, que logo recebeu a reivindicação dos fiéis para a construção de uma igreja maior. Conseguindo a terreno da Casa de Caridade de Paraíba do Sul, o vigário e alguns fiéis conseguiram lançar as fundações e erguer algumas colunas. Em 1934, as obras continuaram sendo fundida o vigamento e a laje da grande nave e também a abóbada do altar-mor. Em 1936, o novo templo já estava em condições de nele se rezarem as missas dominicais, acontecendo no dia 25 de maio de 1942 a sagração solene da Igreja por S. Ex.a. Rev.ma. D. Rodolfo das Mercês de Oliveira Penna. O atrativo apresenta fachada principal composta de corpo central em avanço, com porta em folha de madeira e arco pleno. Nas laterais, dois corpos, em recuo, com uma janela em arco pleno. A torre encontra-se atrás, no eixo de simetria, com desenhos, vão em forma circular, ornatos nas extremidades e é coroada por elemento piramidal.

Biblioteca Municipal Castro Alves 

End: Praça Visconde de Entre-Rios, 39 - Centro 
Horário: Segunda à Sexta das 9h às 18h
A Biblioteca Municipal Castro Alves encontra-se instalada no andar superior da Rodoviária Governador Roberto Silveira, tendo em seu entorno a Praça da Autonomia e casas comerciais. A Biblioteca foi inaugurada em 19 de julho de 1950, mas neste prédio ela funciona desde 25 de setembro de 1973. O atual acervo da Biblioteca está constituído por 4.383 títulos e 8.341 exemplares, entre livros, folhetos e periódicos. Dentro das obras a que se destaca é a de 1889, sobre o título de Orlando, o Furioso, originária de Milão, Itália.
 
Casa-Sede da Fazenda Bem-posta 

End: Rod. Lúcio Meira (BR-393) e Rod. Rio - Juiz de Fora (BR-040) - Bem-posta 
Horário: somente com autorização do proprietário
O atrativo está situado na Fazenda Bem-posta, está localizada num vale, na estrada que liga Areal a Bem-posta, num percurso aproximado de 22 km, sendo 6 km nos limites da fazenda, que funciona como atalho entre as rodovias BR-393 e BR-040. Tem no entorno campos de plantação e uma escola pública. A fazenda que possui 400 alqueires geométricos, teve a construção de sua casa-sede datada do século XIX e foi reformada em 1938 pelo proprietário da época, Arnaldo Guinle. A fachada principal da casa-sede possui corpo principal, composto de porta em folha dupla de madeira, verga reta, ladeada por janelas em folha dupla de madeira. À direita deste corpo, outro composto de varanda com balaústres e guarda-corpo de mármore de carrara italiana. Nesta varanda, presença de porta em folha dupla de madeira, verga reta. A casa possui beiral com telhas de louça francesa e platibanda. Para se alcançar a edificação, pequena escadaria. A casa possui 42 cômodos, com paredes internas recobertas por tecido francês que data da época da reforma. Suas paredes São de tijolos maciços e pau-a-pique. A fazenda possui, além da casa-sede, 65 residências de empregados, 8 estábulos, 1.500 cabeças de gado mestiço, trabalha com touros reprodutores de sêmen importados. A produção diária de leite B é de 3.500 litros. Possui também piscina, cinema, salão de jogos, pátio de secar café, plantação de milho, feijão e frutas.

Estátua da Mãe Preta 
 
End: Praça Ambrozina Bastos - Vila Isabel 
Horário: permanente
O atrativo está situado na Praça Ambrozina Bastos, tendo no entorno casas residenciais e bar. Foi inaugurado em 13 de maio de 1962 e remodelado em meio de 1975. Está situado no local, onde, no período da escravatura, se localizava a senzala da fazenda Cantagalo. O atrativo, busto da mãe preta, em bronze, está sobre um pedestal de mármore.

Paróquia Imaculada Conceição de Bem-posta 

End: Praça Guilhermina Guinle, 20 - Bem-posta 
Horário: diariamente das 9h às 17h
Situa-se em frente à Praça Guilhermina Guinle, tendo em seu entorno casas residenciais. O atual prédio da matriz foi construído sob auspício do Dr. Arnaldo Guinle e entregue à comunidade no dia 08 de dezembro de 1947, não sendo possível obter dados acerca de seu histórico. A fachada frontal compõe-se de corpo principal com uma porta em folha dupla de madeira almofadada, molduras de madeira, tendo, no centro da verga, lanterna colonial pintada em grafite. Acima da porta, na altura do coro, duas janelas com vitrô em molduras de madeira. O corpo principal é coroado por frontão triangular encimado por cruz. Na lateral esquerda do prédio, torre com campanário, que possui três sinos, coroada por elemento piramidal, encimado por cruzeiro e este por galo de grimpa. Nas laterais do prédio, estereotomia aparente, sugerindo colunas. A cobertura do prédio é feita em telhas coloniais. No interior da Igreja, altar-mor em madeira, pintura do teto feita por artista francês e um painel da Assunção de Nossa Senhora. Foram usados na construção, peças barrocas, vindas de uma igreja demolida na Bahia, azulejos portugueses, e na composição dos altares foi utilizada mão-de-obra francesa.

Estação Ferroviária

E. F. Leopoldina (1900 -1975)
RFFSA (1975-1994) 
TRÊS RIOS-EFL
Município de Três Rios, RJ
Linha de Caratinga - km    MG-1811
Inauguração: 24.05.1900
Uso atual: Centro Cultural da Prefeitura de Três Rios   sem trilhos
Data de construção do prédio atual: n/d 
 
HISTÓRICO DA LINHA: Este trecho da Leopoldina na verdade era uma junção de várias linhas isoladas originalmente, construídas em épocas diferentes. O trecho entre Entre Rios (Três Rios e Silveira Lobo foi aberto em 1903 e 1904; o seguinte, até a estação de Guarani, ficou pronto em 1883 e havia sido construído e operado pela Cia. União Mineira, até a entrega à Leopoldina, em 1884; o trecho entre esse ponto e Ligação ficou pronto em 1886, enquanto daí para a frente, até Ponte Nova, foi entregue entre os anos de 1879 e 1886. Entre 1912 e 1926, entregou-se a linha até Matipoó (Raul Soares) e finalmente, em 1931, a linha chegou a Caratinga, de onde não passou. Havia um trem de Barão de Mauá, no centro do Rio de Janeiro, para Caratinga, via Petrópolis, todos os dias, desde que a linha completa foi entregue, em 1931. Sem trens de passageiros desde os anos 80 (em 1980 ainda existiam trtens mistos fazendo o serviço de passageiros entre Ubá e Caratinga, vindo de Recreio, na antiga linha-tronco da EFL), a linha foi erradicada em 1994 nos trechos Três Rios-Ligação e Ponte Nova-Caratinga; o trecho intermediário consta até hoje como tendo tráfego suspenso.
 
A ESTAÇÃO: A estação de Três Rios da Leopoldina - uma das estações de pedra - parecia ser apenas um posto auxiliar da estação maior, da Linha do Centro da Central do Brasil. A estação da Leopoldina ficava a uns dois quarteirões da estação da Central. Quem vinha pelo trem de passageiros do Rio pela Leopoldina, sairia da estação de Barão de Mauá, passaria por Caxias, subiria a cremalheira de Petrópolis e atingiria Três Rios, quase na divisa RJ/MG, onde o trem era partido em dois. Um pedaço ia para a linha de Manhuaçu, à direita, e o outro para a linha de Caratinga, à esquerda. (informação de Hugo Caramuru).

hspace=0 EVENTOS:

Calendário de Janeiro a Dezembro:

 

hspace=0 INFORMAÇÕES ÚTEIS:

PREFEITURA MUNICIPAL DE TRÊS RIOS

E-mail: administracao@tresrios.rj.gov.br

Telefones: (24) 3252-0662

Sites: http://www.tresrios.rj.gov.br/v2007/n/index.php

SUB-PREFEITURA:

E-mail:

Telefone:

INFORMAÇÕES AO TURISTA:

Terminal Rodoviário Arsonval Macedo - Três Rios-RJ
 
Av. Condessa do Rio Novo, s/nº 
(24) 252-0662 Ramal: 210

Terminal Rodoviário Novo Rio:

Av. Francisco Bicalho, 01 - Santo Cristo
Telefone: (21) 3213-1800
Rio de Janeiro-RJ
Funcionamento 24 horas

ENDEREÇO DO SITE OU PORTAL DA LOCALIDADE:

E-mail:

Telefone:

CARTÓRIOS: CIVIL, IMÓVEIS, TÍTULOS E DOCUMENTOS, OUTROS:

OFÍCIO DO REGISTRO CIVIL DAS PESSOAS NATURAIS E DE INTERDIÇÕES E TUTELAS:

E-mail: rcpn.tr@hotmail.com

Telefones: (24) 2252-1595 / 8831-5131

Sites: http://portal.mj.gov.br/

CARTÓRIO ELEITORAL:

E-mail:

Telefone:

OUTRAS INFORMAÇÕES DE TELEFONES E E-MAILS:

HOSPITAIS:

CORPO DE BOMBEIROS: 193

DELEGACIA DE POLÍCIA:

OUTROS:

E-mails e telefones:

Sites: http://pt.wikipedia.org

PESSOAS ILUSTRES NASCIDAS NA LOCALIDADE:

 

OUTRAS INFORMAÇÕES ÚTEIS DA LOCALIDADE:


Conheça nossas opções de hotéis em Três Rios e pousadas em Três Rios para visitar Três Rios.

Promova a cidade de Três Rios no Férias. Envie-nos mais informações para alavancar sua cidade nesse novo contexto do turismo nacional!
Clique aqui.

 

 





 

HOME   |   CADASTRE-SE NO PORTAL   |   ÁREA PARA PARCEIROS   |   CONTATO

© Copyright 2014 - ferias.tur.br - Seu Portal de Turismo!