Escolha uma cidade
HOME   |   CADASTRE-SE NO PORTAL   |   ÁREA PARA PARCEIROS   



Conhece Porto Real?
seta piscando Deixe seu comentário!
Envie suas fotos!

Porto Real

INFORMAÇÕES | FOTOS |VíDEOS | HOSPEDAGEM | RESTAURANTES | AGÊNCIA DE TURISMO | IMOBILIÁRIAS | LOCADORA DE VEÍCULOS | GUIAS DE TURISMO | OUTROS




Roteiros do Brasil

Região Agulhas Negras


 

hspace=0 HISTÓRIA DA CIDADE

D. João V concedeu ao capitão-mor Garcia Rodrigues Pais Leme uma vila onde lhe parecer conveniente, sobre a serra dos Órgãos para as Minas Gerais segundo o Alvará de 1715, registrado no livro II do Senado da Capital do Rio, em recompensa aos importantes serviços prestados à Coroa, e pelo conhecimento do Caminho Novo.
Não foi possível ao capitão-mor, nem ao seu filho Pedro Dias Pais Leme, efetuar o erguimento da vila. Quem executou foi o Coronel Fernão Dias Pais Leme, fazendo criar no arraial de Campo Alegre a vila de Resende, nome em homenagem ao Conde de Resende, em 1801.
O fato de ser dada essa honraria à família Pais Leme, não lhes dava automaticamente a posse da terra. Já existiam proprietários no local há muitos anos e alguns já plantavam café. Fato que teria sido bastante incentivado pelo Marquês de Lavradio, que isentou em 1772 do serviço militar, os habitantes dessa zona que plantassem um certo número de pés de café.
Porto Real pertencia a região de Resende. É difícil encontrar - nos dias de hoje - qualquer menção de Porto Real nos apontamentos históricos da Vila de Resende.
A referência encontrada é sobre um local conhecido como Minhocal, que em 1800 havia sido adquirido por um certo ajudante de nome José de Souza Marques. Que tipo de ajudante ou que pessoa seria esse José Marques não nos é dado conhecer. Por volta de 1822 herdeiros desse senhor entraram numa disputa sobre as linhas divisórias de suas terras. Solicitada a interferência do rei, este deu ganho de causa aos herdeiros, que em agradecimento doaram ao soberano uma grande porção dessa mesma terra.

Significado do Nome

Construção de um desembarcadouro no rio Paraíba que ficou denominado de Porto Real.

Aniversário da Cidade


Genílico

portorealense

População

16.574 habitantes

hspace=0 CARACTERÍSTICAS:

Porto Real, uma cidade ótima para morar e passar férias. Com belos locais para passear o turísta se encanta à primeira vista. Venha passar momentos agradáveis e inesquecíveis na cidade.

Clima 

Tropical de Altitude

Temperatura Média


hspace=0 COMO CHEGAR

Localização

Sul Fluminense

Limites

Barra Mansa, Quatis e Resende

Acesso Rodoviário

Saindo da Linha Vermelha, seguir a Rod. Presidente Dutra (BR-116) até Floriano. Entrar à direita na RJ-159 (que começa em Floriano e vai até a divisa do estado do RJ com MG) até o centro de Porto Real.

Distâncias:

Da Capital:

123 km

Outras:


hspace=0 TURISMO:

Resumo:

Principais Pontos Turísticos

Mirante da Peugeot 
 
Localizado na zona industrial - Vista da Serra da Mantiqueira, da Pedra Selada em Resende e Rio Paraíba.

Praça da Igreja/Praça Vitório Emanuelle 
 
Possui bancos, jardins e coreto.

Rio Paraíba 

O Rio Paraíba, cuja nascente fica na Serra da Bocaina, em São Paulo, atravessa quase todo o estado do Rio de Janeiro. Na cidade de Porto Real, o Rio Paraíba praticamente rodeia 2/3 do município. O seu leito já foi utilizado no século passado para o transporte de cana-de-açúcar - especialmente nessa região. Obviamente também havia o transporte de café, tendo em conta que toda a região em torno de Porto Real era grande produtora de café. Era utilizado também para o transporte de passageiros. D.Pedro II tinha o seu porto - daí o nome Porto Real - e casa nesse trecho próximo a atual cidade de Porto Real. Suas águas são calmas e a vegetação é baixa, ao longo das margens, no percurso que cruza Porto Real. A paisagem ao longo do Rio é linda, suas águas parecem um espelho e as margens compõem um cenário de paz e tranqüilidade. A pesca amadora é praticada no rio. Encontram-se no rio vários tipos de peixes como piau, dourado, bagre, traíra, etc. 

Igreja Matriz de N.S.das Dores 

Construção de 1910. Erigida pelos imigrantes italianos para abrigar imagem de N.S. das Dores trazida da Itália, quando da sua chegada em 1874. A construção foi comandada por Paschino Marassi, um dos colonos italianos. Seu estilo é neoclássico. Dentro da igreja seu altar é simples com duas imagens ao lado do altar central. Em frente a igreja pequena praça com imagem do Cristo Redentor e do Comendador Enrico Secchi - o homem que organizou a vinda dos colonos italianos ao Brasil.

Busto do Rei Vittório Emanuele II 
 
Em 1883 foi sugerido ao Sr.Enrico Sechhi mandar erguer um busto ao Rei Vittório Emanuele II. Vale lembrar que a Colonia era composta de italianos recém chegados de sua pátria e que consideravam este busto uma justa homenagem ao seu soberano. O Sr. Secchi consultou os outros italianos na cidade, o Cônsul no Rio de Janeiro e utilizou um jornal no Rio para divulgar a idéia. Dois pedreiros Maretti, pai e filho de Novi de Módena construíram a base de tijolos, e em cima uma coluna de 7 metros sobre a qual o escultor Ravagnelli modelou o busto. A inauguração foi um grande evento com a presença do cônsul e de todos os colonos seguido de festa e baile. O busto tinha um significado emocional para toda a colonia. Na 2a. guerra mundial o busto foi acusado de estar conspirando contra os aliados. O Chefe de Polícia de Resende, desse período, tirou o busto do pedestal e sumiu com ele. Algumas pessoas dizem que foi jogado dentro do rio Paraíba. Esse episódio que tem o seu lado bucólico conta um pouco das perseguições que os italianos sofreram na época da guerra e quantos desatinos foram cometidos por assuntos pouco importantes (levando-se em conta que os descendentes dos colonos e seu início de vida não tinham nada a ver com a guerra que aconteceu 70 anos depois de sua chegada ao Brasil) e que, nesse caso em particular, privaram a cidade de uma pequena parte de sua história. 

Roseira de Porto Real 

End: Av. André Luiz - Centro - Fone: (24) 3353-2505
Horário: Segunda à Sexta das 7h às 17h - Sábado das 7h às 11h
A Roseira de Porto Real fica a 1 km do centro. No local encontram-se 6 tipos de rosas, com cores diversas. É um local aprazível com bela paisagem ao redor.

Sítio Paraíba - Família Sabadini 

End: Av. André Luiz, s/nº - Zona Rural 
Horário: Ã tarde, diariamente.
É uma residência cuja construção é anterior a 1874, ou seja, anterior à chegada dos colonos italianos a Porto Real. Segundo consta a casa era utilizada por franceses que a teriam usado como morada e onde manufaturavam um conhaque feito de mandioca. Apesar da época a casa não é uma construção em estilo colonial, possui duas pequenas colunas integradas à construção em estilo neoclássico. Possuía pinturas á óleo no interior, que infelizmente foram revestidas com pintura normal. A casa não é feita de pau á pique, como era comum na época. Seus tijolos foram feitos de barro, capim , possivelmente, misturados com cal, para dar liga. A curiosidade a respeito do local são duas esculturas, dois rostos que estão presos à parede. Parecem ter sido esculpidos em barro, as feições são bem talhadas e eles parecem efígies de homens do mar, com suas barbas e suíças. A casa possui cinco troncos esculpidos - as cabeças se perderam - no que parece ser pedra ou algum tipo de barro com cal. Estes troncos teriam sido parte (cada um) de um busto e representavam homens vestidos de fraques, com suas camisas e gravatas claramente talhadas. É um trabalho de boa qualidade. Os moradores e seus antepassados encontraram esse material na casa e não sabem o que significa. 

Ruínas de Porto Real
 
End: Estrada entre as empresa Guardian e Peugeot - Área industrial 
Horário: Permanente
Este local foi o ponto inicial da cidade. Consta que no início de 1800 um comerciante de nome José de Souza Marques comprou terras no caminho do Minhocal, no Curato de N.S. da Conceição do Campo Alegre. Campo Alegre era o antigo nome de Resende. Herdeiros de Marques, por volta de 1820, numa disputa com vizinhos pelas linhas divisórias de suas terras, apelaram para um veredicto do Rei. Tendo o rei se decidido a favor dos Marques, a família
ofereceu, em agradecimento, uma grande porção de suas terras à Coroa. Nesse local foi construído um porto, que era utilizado pelo rei quando de suas passagens pelo Rio Paraíba. Para conforto do soberano foram construídas duas casas. O rei se hospedava em suas terras quando de passagem pela região. No local do porto havia um pequeno canal para a entrada do barco que levava a uma ponte com desembarcadouro e a um pequeno balneário. A ponte ficava de frente para as casas. No balneário haviam uma fonte coberta de azulejos portugueses, uma bomba dágua e uma pequena piscina. A água era bombeada de um poço por um carneiro (carneiro ou aríete é uma máquina para elevar água, acionada pela própria água, carneiro hidráulico). O pequeno balneário devia servir para os viajantes se refrescarem depois de sua viagem. No local existem ainda a fonte e a base da piscina, sem os azulejos. Só em tijolo, assim como a pequena ponte onde se fazia o desembarcadouro. Da bica apenas se tem um fio de água. Ao lado dessas construções ficava a fazenda do Conde Wilson. As construções de ambos os lados foram derrubadas pois estavam em estado de desabar. O Conde Wilson, do qual não se tem informações, foi a pessoa que assumiu a Usina de Açúcar, e as terras desse local, depois da Proclamação da República. Nessa data as terras deixaram de pertencer à Coroa. Na época dos colonos italianos uma das casas de D.Pedro II passou a ser um armazém onde os colonos se abasteciam.

hspace=0 EVENTOS:

Calendário de Janeiro a Dezembro:

 Fevereiro

Dias 1 a 5 - Carnaval - Bairro de Fátima

 Abril

1ª quinzena - Festa do Feijão

 Maio

2ª quinzena - Festa de São José - Bairro São José 2º domingo - Festa da Mulher - Centro 3ª semana - Festa de NS de Fátima - Bairro de Fátima

 Junho

1ª semana - Festa da Colônia Italiana - Centro Dia 13 - Festa de Santo Antônio - Bulhões

 Julho

2º quinzena - Fest Real - Centro

 Agosto

1º quinzena - Festival de Inverno 2ª quinzena - Festa da Chita - Bairro de Fátima Setembro Dia 15 - Festa NS das Dores - Centro

 Outubro

Dia 12 - Festa NS Aparecida - Jardim Real / Jardim das Acácias

 Novembro

Dia 5 - Expo Porto Real - Parque de Exposições Dia 20 - Festa da Consciência Negra - Parque de Exposições

 Dezembro

1ª quinzena - Festa de S. Francisco de Assis - Bairro Novo Horizonte 2ª quinzena - Festa do Mineiro - Bairro Jardim Real Dia 31 - Réveillon - Parque de Exposições * As festas das comunidades são organizadas por presidentes de associações de moradores.

hspace=0 INFORMAÇÕES ÚTEIS:

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO REAL

E-mail:

Telefones: (24) 3353-8240

Sites: http://www.portoreal.rj.gov.br/siteedit/site/pg_inicial.cfm

SUB-PREFEITURA:

E-mail:

Telefone:

INFORMAÇÕES AO TURISTA:

Terminal Rodoviário Novo Rio:

Av. Francisco Bicalho, 01 - Santo Cristo
Telefone: (21) 3213-1800
Rio de Janeiro-RJ
Funcionamento 24 horas 

ENDEREÇO DO SITE OU PORTAL DA LOCALIDADE:

E-mail:

Telefone:

CARTÓRIOS: CIVIL, IMÓVEIS, TÍTULOS E DOCUMENTOS, OUTROS:

TABELIONATO DE NOTAS E OFÍCIO DOS REGISTROS PÚBLICOS:

E-mail: cartorioportoreal@hotmail.com

Telefones: (24) 3353-1555 e 9256-3513

Sites: http://portal.mj.gov.br/

CARTÓRIO ELEITORAL:

E-mail:

Telefone:

OUTRAS INFORMAÇÕES DE TELEFONES E E-MAILS:

HOSPITAIS:

CORPO DE BOMBEIROS: 193

DELEGACIA DE POLÍCIA:

OUTROS:

E-mails e telefones:

Sites: http://pt.wikipedia.org

PESSOAS ILUSTRES NASCIDAS NA LOCALIDADE:

 

OUTRAS INFORMAÇÕES ÚTEIS DA LOCALIDADE:

 


Conheça nossas opções de hotéis em Porto Real e pousadas em Porto Real para visitar Porto Real.

Promova a cidade de Porto Real no Férias. Envie-nos mais informações para alavancar sua cidade nesse novo contexto do turismo nacional!
Clique aqui.

 

 





 

HOME   |   CADASTRE-SE NO PORTAL   |   ÁREA PARA PARCEIROS   |   CONTATO

© Copyright 2014 - ferias.tur.br - Seu Portal de Turismo!