Escolha uma cidade
HOME   |   CADASTRE-SE NO PORTAL   |   ÁREA PARA PARCEIROS   



Conhece Cardoso Moreira?
seta piscando Deixe seu comentário!
Envie suas fotos!

Cardoso Moreira

INFORMAÇÕES | FOTOS |VíDEOS | HOSPEDAGEM | RESTAURANTES | AGÊNCIA DE TURISMO | IMOBILIÁRIAS | LOCADORA DE VEÍCULOS | GUIAS DE TURISMO | OUTROS




Roteiros do Brasil

Região Costa Doce

hspace=0 HISTÓRIA DA CIDADE

Consta que na margem direita do rio Muriaé freis franciscanos de nomes Paulo e Jacques fundaram um agrupamento indígena por volta de 1672.
Nessa região habitavam os índios Puri, remanescentes da nação Goitacá que havia sido duramente perseguida pelos portugueses e índios Tamoio e havia escapado em migrações sucessivas através do rio Muriaé.
Em virtude de epidemia de febre o aldeamento foi praticamente dizimado e os seus habitantes se espalharam pelo leste dessa região.
Registra-se, num segundo momento, em fins de 1700 que mais de 20 engenhos já tinham se instalado em Cardoso Moreira para moagem e beneficiamento de açúcar e aguardente. Seu nome na época era Cachoeiras do Muriaé já que a cidade se localiza na altura do primeiro cachoeiro do rio Muriaé que corta o município de ponta a ponta.
Desse período até 1989, Cardoso Moreira pertenceu - como distrito - a Campos dos Goytacazes, que foi o grande centro de plantação de açúcar já a partir do século XVII.
Em Cardoso Moreira as fazendas mais importantes eram: Outeiro, da família Peixoto, Santana, dos Saturnino Braga, Santa Rosa, de Paulo Viana, Pau Brasil, dos Ribeiro da Rocha, São José, do Barão da Lagoa Dourada, Santa Helena, do Comendador Cardoso Moreira e Cachoeiras do Muriaé, pertencente ao Comendador Antônio José Ferreira Martins. Essas fazendas tiveram seu apogeu por volta de 1870 algumas enormes e com solares ricamente construídos.
Todos esses fazendeiros necessitavam escoar sua produção e se organizaram para construir um ramal da estrada de ferro até Carangola em Minas Gerais. Mais tarde a idéia passou a ser conectar esta linha com as estações construídas pela Leopoldina Railways de onde iriam até o Porto do Rio de Janeiro.
O escoamento havia sido feito e ainda se fazia por barco através dos rios Paraíba e Muriaé. Haviam trapiches localizados ao longo dos rios onde muitas tropas de animais de carga traziam seus produtos de Minas Gerais.
Houve até uma companhia a União Campista Fidelense que construiu barcos à vapor para o transportes dessas mercadorias. As embarcações tinham o nome de Muriaé, Cachoeiro e União.
O Comendador Cardoso Moreira, fazendeiro que havia feito grandes investimentos em suas fazendas e - como era comum na época - contribuído com obras que beneficiaram a cidade - tornou-se grande acionista da Estrada de Ferro .
Todos os fazendeiros acabavam por assumir obras que teriam - normalmente - de ter sido executadas pelo governo, como construção de estradas, das Câmaras Municipais (que funcionavam como prefeituras), hospitais para seus empregados dentro das fazendas, que acabavam servindo ao pessoal local, melhorias das vias públicas da área urbana, instalação de jardins e praças ao redor de suas casas na cidade e que acabavam por beneficiar o cidadão local, etc.
Devido, provavelmente, ao volume de investimentos do Comendador, seu nome foi dado à estação local que mais tarde se transformou no nome do município.
D. Pedro II e a princesa Izabel compareceram no dia 29 de Novembro de 1878 para a inauguração da estação.
D. Pedro II acompanhava de perto a construção das estradas de ferro e sua presença prestigiava essas iniciativas.
Havia grande colaboração entre o Império e esses fazendeiros já que o volume das exportações desses produtos primários - como o café e o açúcar - e o desenvolvimento do Brasil estavam intimamente ligados.
Consta que D. Pedro teria acompanhado a comitiva, depois do ato inaugural, até a margem do rio Muriaé e ficado a contemplar o panorama das águas do cachoeiro. Sendo esse panorama ainda hoje tão agradável de ser visto, fica-se a imaginar naquela época com sua mata nativa ainda existente e com o volume dágua que era muitas e muitas vezes maior que o de hoje, que espetáculo de grande beleza D. Pedro II deve ter presenciado.
Enquanto distrito sua sede ficava em um lugar chamado Taquarussu, depois denominado Trapiche.
Esse lugar - Trapiche - ficava perto dos 500 réis, um pequeno local junto ao rio onde existiam umas pedrinhas chatas e redondas que pareciam com essa moeda.
Nesse período supõe-se que o centro administrativo, para resolver os assuntos da cidade seria em Campos, mas o dia-a-dia ocorria à beira do rio.
A comunicação entre os dois lados do rio se fazia através de barcas.
Em 1920 o Coronel Antônio Salgueiro Júnior adquiriu uma propriedade entre a estrada de ferro e o rio Muriaé e organizou um loteamento.
Do outro lado do rio no local denominado Cachoeiro, foi Vicente Maiolino que iniciou o desenvolvimento desse pequeno povoado.
Para organizar o loteamento o Coronel Salgueiro trouxe um engenheiro do Rio de Janeiro.
Ainda se percebe hoje o traçado técnico e suas largas e bem dimensionadas.
Em 1943 passou de Vila à Distrito contando em 1949 com 1450 propriedades rurais. Produzia café, arroz e milho possuindo maquinário moderno - na época - para seu beneficiamento.
Até 1947 quando foi construída a ponte Dr. Salo Brand a travessia era feita por barco.
A partir de sua emancipação em 30 de Novembro de 1989 e a instalação de sua prefeitura em 1993 Cardoso Moreira começou a desenvolver uma política de proteção ao meio ambiente e reflorestamento.
Estão em andamento projetos com o governo federal e outros órgãos governamentais para a revitalização de suas áreas naturais.
O que continua com a mesma qualidade é a gentileza e simpatia de seu povo e a generosa acolhida que é dada ao visitante.

Significado do Nome

 

Aniversário da Cidade


29 de Novembro

Gentílico

cardosense

População

12.540 habitantes

hspace=0 CARACTERÍSTICAS:

Cardoso Moreira é de uma beleza encantadora, população muito acolhedora e o carnaval, o melhor. Venha fazer parte dessa festa pessoalmente. Será inesquicível!

Clima 

 

Temperatura Média


hspace=0 COMO CHEGAR

Localização

Norte Fluminense

Limites

Campos dos Goytacazes, Italva e São Fidélis

Acesso Rodoviário


Distâncias:

Da Capital:

330 km

Outras:


hspace=0 TURISMO:

Resumo:

Principais Pontos Turísticos

São Luís 

End: 19 km do Centro 
Localidade simples rodeada de montanhas, cobertas outrora de extensas florestas - hoje devastadas. Isso não impede a apreciação de altas montanhas e suas pedreiras e do belíssimo vale onde ela se localiza. Possui posto médico e telefônico nº (024) 723-5093.

Rio Muriaé 

Nasce em Miraí em Minas Gerais - percorre Muriaé, Patrocínio (ambas em MG) depois no RJ, Lajes do Muriaé, Itaperuna, Italva e Cardoso Moreira e deságua em Campos no Paraíba do Sul. O seu percurso passa pelo centro da cidade de Cardoso Moreira, formando corredeiras e cachoeiras de grande beleza. Margens: tem largura de 100 a 120 metros durante quase todo seu percurso em Cardoso Moreira. Vegetação: jamelão, ingá, aroeirinha, saboneteira, ibisias, pau-dalho e arbustos de médio porte. No centro da cidade, cachoeira e pequena praia (ocasionalmente) muito procurada por banhistas.
 
Igreja Matriz de São José 

End: Rua Coronel Salgueiro - Centro 
Tel: (22) 2785-1123 
Igreja construída na década de 30. Reformada várias vezes. Na última reforma foi executada pintura em seu altar com excelente trabalho em perspectiva de um altar em colunas. Na reforma dessa época foi instalada luz atrás do altar que reforça a ilusão de profundidade.
 
Câmara de Vereadores/Antiga Estação Ferroviária 

End: Rua Coronel Salgueiro - Centro 
Tel: (22) 2785-1228 
Horário: Pode ser vista externamente Antigo prédio da Estação Ferroviária de Cardoso Moreira. Ramal Carangola. Este prédio e o ramal foram construídos pela companhia em que o Comendador Cardoso Moreira era acionista. Para sua inauguração em 1878 vieram D. Pedro II e a Princesa Isabel. Para sua utilização como Câmara, o interior foi restaurado mantendo-se no atual plenário a porta de correr que pertencia ao armazém. No local onde se vendiam os bilhetes hoje é o escritório da Câmara e o local está descaracterizado. Externamente a construção foi restaurada e o prédio mantém as linhas graciosas das construções ferroviárias da época. Fazem parte do conjunto arquitetônico - do outro lado da rua - a caixa dágua que alimentava de água a Maria Fumaça e o prédio do rancho, construção da época em aço pré-moldado, com telhado do mesmo material onde funcionários da rede dormiam e tomavam suas refeições. Nesse local havia também um depósito de ferramentas. Hoje é o DPO da cidade. Vale observar que a construção das estações e os materiais utilizados para os ranchos acompanhavam a tecnologia que instalou a estrada e trouxe as máquinas.

hspace=0 EVENTOS:

Calendário de Janeiro a Dezembro:

 

hspace=0 INFORMAÇÕES ÚTEIS:

PREFEITURA MUNICIPAL DE CARDOSO MOREIRA

E-mail: gabinete@cardosomoreira.rj.gov.br

Telefones: (22) 2785-1928 / 1350

Sites: http://www.cardosomoreira.rj.gov.br/site/

SUB-PREFEITURA:

E-mail:

Telefone:

INFORMAÇÕES AO TURISTA:

Terminal Rodoviário Novo Rio:

Av. Francisco Bicalho, 01 - Santo Cristo
Telefone: (21) 3213-1800
Rio de Janeiro-RJ
Funcionamento 24 horas

ENDEREÇO DO SITE OU PORTAL DA LOCALIDADE:

E-mail:

Telefone:

CARTÓRIOS: CIVIL, IMÓVEIS, TÍTULOS E DOCUMENTOS, OUTROS:

TABELIONATO DE NOTAS E OFÍCIO DE REGISTROS PÚBLICOS:

E-mail: oficiodecardoso@ig.com.br

Telefones: (22) 2785-2372

Sites: http://portal.mj.gov.br

CARTÓRIO ELEITORAL:

E-mail:

Telefone:

OUTRAS INFORMAÇÕES DE TELEFONES E E-MAILS:

HOSPITAIS:

CORPO DE BOMBEIROS: 193

DELEGACIA DE POLÍCIA:

OUTROS:

E-mails e telefones:

Sites: http://pt.wikipedia.org/

www.turisrio.rj.gov.br

PESSOAS ILUSTRES NASCIDAS NA LOCALIDADE:

 

OUTRAS INFORMAÇÕES ÚTEIS DA LOCALIDADE:


Conheça nossas opções de hotéis em Cardoso Moreira e pousadas em Cardoso Moreira para visitar Cardoso Moreira.

Promova a cidade de Cardoso Moreira no Férias. Envie-nos mais informações para alavancar sua cidade nesse novo contexto do turismo nacional!
Clique aqui.

 

 





 

HOME   |   CADASTRE-SE NO PORTAL   |   ÁREA PARA PARCEIROS   |   CONTATO

© Copyright 2014 - ferias.tur.br - Seu Portal de Turismo!