Escolha uma cidade
HOME   |   CADASTRE-SE NO PORTAL   |   ÁREA PARA PARCEIROS   



Conhece Castanhal?
seta piscando Deixe seu comentário!
Envie suas fotos!

Castanhal

INFORMAÇÕES | FOTOS |VíDEOS | HOSPEDAGEM | RESTAURANTES | AGÊNCIA DE TURISMO | IMOBILIÁRIAS | LOCADORA DE VEÍCULOS | GUIAS DE TURISMO | OUTROS




 

Roteiros do Brasil

Região


 

hspace=0 HISTÓRIA DA CIDADE 

O desenvolvimento do Núcleo de Castanhal começou mesmo a partir do momento em que o Governo decidiu dar início à execução do tão discutido e até mesmo desacredita­do por alguns homens da Província, Projeto de construção da ferrovia que ligaria Belém e Bragança, cuja obra conforme a região passou a ser chamada de Estrada de Ferro de Bragança.
Em 1885, os trilhos chegaram à localidade de ITAQUI às proximidades de APEU, graças ao incansável trabalho desen­volvido por um dos heróis que para essa promissora terra se deslocara como parte integrante da imigração nordestina o coronel ANTONIO DE SOUZA LEAL, a quem o Governo confiara o comando de tão importante obra.
Levando-se em consideração alguns dos problemas que afetara a Província como, por exemplo, a falta de verbas, a epi­demia da febre amarela que se propagava por toda a região esta última, principalmente fizeram com que o Governo, suspendesse por tempo indeterminado a referida obra. Mesmo assim, sua paralisação não impediu o crescimento do núcleo, pois tanto o comércio como a sua agricultura mesmo rude e com toda essa crise, se desenvolviam aceleradamente isto, a proporção que aumentava o número de famílias as quais se fixavam na esperança de que os trilhos chegassem a esse lo­cal ou mesmo a conclusão total da estrada. Muitas dessas famílias, é claro, se refugiaram com medo da doença que se alastrava para as demais, preferiram correr o grande risco alimen­tando as esperanças de dias melhores.
Esse crescimento acelerado mesmo acompanhado dos maus momentos fez com que o então Núcleo, levasse pouco tempo para se transformar na próspera Vila.
A chegada dos trilhos, que muitos já não acreditavam mais, deu um impulso espetacular para esse acontecimento. Portanto, 76 anos depois da Proclamação da Adesão do Pará à Independência do Brasil e cinco meses antes da Proclamação da República, o Núcleo de Castanhal, por força da Lei nº. 646, de 06-06-1899, passou a categoria de Vila. Sua instalação solene só deu-se a 15-08-1901, justamente na data comemorativa a Adesão do Pará à Independência, como também, já no regime Republicano.
Em 1902, o então Governador Dr. AUGUSTO MONTENEGRO, certamente visando controlar melhor a produção da re­gião, achou que o melhor meio seria centralizar tudo e para isso, dividiu a área pertencente a Castanhal, em sete colônias: “José de Alencar” que corresponde hoje ao (centro da cidade), Anita Garibaldi, Ianetama, Iracema, Inhangapi, Antonio Baena e Marapanim. Mas, isso ainda não satisfazia o desejo do en­tão governo para ele, precisaria mais um pouco de mão-de-obra a fim de elevar a referida produção. Com esse objetivo, em 1903, foi firmado um acordo com o governo da Espanha que permitiu a vinda de famílias espanholas para dar melhor desenvolvimento à agricultura local. Essas famílias receberiam em troca toda a assistência técnica e material.
Tal iniciativa, não surtiu efeito, pois os espanhóis não se adaptaram as condições climáticas da região e com isso, voltaram ao seu país.
Mesmo diante de todas essas tentativas as quais sem êxito porque antes, se teve o exemplo dos americanos que também não se adaptaram ao clima e de outros povos que não tiveram sorte em suas aventuras no então núcleo. Castanhal continuava dando a prova de que teria condições de progredir com o esforço de sua própria gente, constituída sem dúvida em sua maioria, por aqueles que mesmo abatidos pelo sofrimento de uma terrível seca, se sujeitaram às condições lhes impostas, aceitaram o grande desafio e tudo deu certo, quando nessa promissora terra chegaram e confirmaram o título de verdadeiros heróis; referimo-nos aos Imigrantes nordestinos, os autênticos responsáveis por tudo que Castanhal hoje representa.
Eis alguns dos mais antigos que escolhemos como sím­bolos principais desse grande feito: Coronel Leal, Tenente Alfre­do Marques, Pompílio Jucá, Padre Luiz Leitão, Honório Bandeira, Miguel Florêncio, Francisco P. de Lima, Angelo Custódio, Joaquim Pismel, Pedro Leão Cardoso, João Coelho, Eufrasino Andrade Chagas Pereira. Esses, portanto, simbolizaram aproximadamente três centenas de nordestinos que ao chegarem a Castanhal (ain­da Núcleo), de princípio, encontraram bastante dificuldades para recomeçarem suas vidas. No entanto, com muito amor e dedicação a nova terra descoberta, garra e persistência, con­seguiram vencer todos os obstáculos dando início assim a um trabalho magnífico, que consumiu pouco tempo para surtir seu efeito.
Esse trabalho perfeito resultou na incorporação do então território de Castanhal, ao município de Belém, através da lei nº. 957, de 01-11-1905.

Significado do Nome

 

Aniversário da Cidade

28 de Janeiro

Gentílico

castanhalense

População

173.096 habitantes

hspace=0 CARACTERÍSTICAS:

São comercializados os produtos agropecuários excedentes produzidos no Município de Castanhal.

Clima 

Equatorial

Temperatura Média


hspace=0 COMO CHEGAR

Localização

Metropolitana de Belém

Limites

 

Acesso Rodoviário

BR 316 

Distâncias:

Da Capital:

65 km

Outras:


hspace=0 TURISMO:

Resumo:

Principais Pontos Turísticos

Monumento Cristo Redentor

É um dos mais belos pontos turisticos da cidade de castanhal, localizado na Av. Major Wilson, bairro do Cristo.

Praias

Sem falar das praias belíssimas do Pará, duas localizam-se na estrada de Curuçá, região metropolitana próxima à Castanhal, que são Marudá e Crispim. Mais a principal praia dos turistas paraense é Salinas que segue pela BR-316.

hspace=0 EVENTOS:

Calendário de Janeiro a Dezembro:

  - O Círio fluvial na agrovila de Macapazinho (Distrito de Castanhal) é um dos principais eventos religiosos da cidade, onde a cada ano, mais e mais pessoas participam desta festividade.

- Há também o círio do Apeú (uma vila Castanhalense) uma festividade em homenagem a Nossa Senhora de Nazaré, o percurso é feito da Igreja Matriz de Castanhal até a igreja da vila do Apeú.

 Setembro

- É realizada também na cidade a Expofac, a feira agropecuária, realizada todo o mês. A feira vem atraindo vários investidores agrícolas, e trazendo também mais desenvolvimento a cidade.

hspace=0 INFORMAÇÕES ÚTEIS:

PREFEITURA MUNICIPAL DE CASTANHAL

E-mail:

Telefones: (91) 3721-1445 / 1634 / 1990

Sites: http://www.castanhal.pa.gov.br/

SUB-PREFEITURA:

E-mail:

Telefone:

INFORMAÇÕES AO TURISTA:

Terminal Rodoviário de Belém-PA

Pça. do Operário, s/nº
Telefone: (91) 3266-2625

ENDEREÇO DO SITE OU PORTAL DA LOCALIDADE:

E-mail:

Telefone:

CARTÓRIOS: CIVIL, IMÓVEIS, TÍTULOS E DOCUMENTOS, OUTROS:

2º OFÍCIO DE REGISTROS PÚBLICOS E TABELIONATO DE NOTAS:

E-mail: nelcy@linknet.com.br

Telefones: (91) 3721-1989

Sites: http://portal.mj.gov.br/

CARTÓRIO ELEITORAL:

E-mail:

Telefone:

OUTRAS INFORMAÇÕES DE TELEFONES E E-MAILS:

HOSPITAIS:

CORPO DE BOMBEIROS: 193

DELEGACIA DE POLÍCIA:

OUTROS:

E-mails e telefones:

Sites: http://pt.wikipedia.org

http://www.cnm.org.br/

PESSOAS ILUSTRES NASCIDAS NA LOCALIDADE:

 

OUTRAS INFORMAÇÕES ÚTEIS DA LOCALIDADE:


Conheça nossas opções de hotéis em Castanhal e pousadas em Castanhal para visitar Castanhal.

Promova a cidade de Castanhal no Férias. Envie-nos mais informações para alavancar sua cidade nesse novo contexto do turismo nacional!
Clique aqui.

 

 





 

HOME   |   CADASTRE-SE NO PORTAL   |   ÁREA PARA PARCEIROS   |   CONTATO

© Copyright 2014 - ferias.tur.br - Seu Portal de Turismo!