Escolha uma cidade
HOME   |   CADASTRE-SE NO PORTAL   |   ÁREA PARA PARCEIROS   



Conhece Cachoeira do Campo?
seta piscando Deixe seu comentário!
Envie suas fotos!

Cachoeira do Campo

INFORMAÇÕES | FOTOS |VíDEOS | HOSPEDAGEM | RESTAURANTES | AGÊNCIA DE TURISMO | IMOBILIÁRIAS | LOCADORA DE VEÍCULOS | GUIAS DE TURISMO | OUTROS




Roteiros do Brasil

                                                             Região Turística Coração das Gerais

                                                 Circuito Turístico do Ouro

 

hspace=0 HISTÓRIA DA CIDADE

O distrito de Cachoeira do Campo foi descoberto em meados dos anos de 1674 a 1675, em pleno século XVII. A bandeira de Fernão Dias Paes, o caçador de esmeraldas, descobriu em meio aos campos a alta cascata, que posteriormente daria origem ao nome do povoado. No ano de 1680 o aventureiro Manuel de Mello teria se estabelecido em Cachoeira, tornando-se o primeiro morador. O povoado teve em 1700 seu desenvolvimento inicial, quando uma crise de fome atingiu Vila Rica fazendo com que um grande número de pessoas, que moravam nessa região mineradora, procurassem outras áreas para produzir alimentos. Este fator propiciou para que Cachoeira se tornasse um dos grandes centros de produção agrícola da época. Com o desenvolvimento agrícola da localidade houve interesse dos grandes fazendeiros, senhores de terra, que, ao lado dos pequenos agricultores acumularam riquezas através do comércio de alimentos na região. Iniciaram-se, então, as primeiras construções. Entre elas pode-se citar a Igreja Matriz de Nossa Senhora de Nazareth, símbolo de riqueza daquela época. As igrejas eram geralmente feitas de pau a pique, adobe ou pedra. No inicio as construções tinham apenas um andar, depois passaram a construir casarões de dois andares, divididos entre si por muros de pedra seca, que atualmente podem ser observados em vários pontos do distrito. No ano de 1708, na Guerra dos Emboabas, na Matriz de Nossa Senhora de Nazareth foi sagrado o primeiro governador eleito pelo povo da história das Américas, Manuel Nunes Viana. No século XIX o distrito também sofreu as conseqüências da decadência do ouro na região. Este período ficou extremamente marcado pelo tradicionalismo das principais famílias e por grandes disputas políticas que tiveram seu auge na formação das famosas bandas de música.Atualmente é o maior distrito do município de Ouro Preto, além de possuir um centro comercial e industrial em constante desenvolvimento. 

Gentílico

Cachoeirense 

Significado do Nome

Descoberta de águas límpidas no local, o qual se deu origem ao nome.

Aniversário da Cidade


População


hspace=0 CARACTERÍSTICAS

É um lugar maravilhoso, cheio de suspresas e cantinhos especiais como Glaura e São Bartolomeu, onde existe uma Igreja com um sino de madeira. Não deixe de conhecer mais este lugar maravilhoso de Minas Gerais!       

Clima

Tropical de Altitude

Temperatura Média

19º C

hspace=0 COMO CHEGAR

De carro: Saindo de Ouro Preto em direção à Belo Horizonte, na Rodovia dos Inconfidentes, percorrer 18 km até o distrito.

Localização

Belo Horizonte 

Limites

Amarantina, Ouro Preto. 

Acesso Rodoviário

BR 040 e Rodovia dos Inconfidentes (BR 356 MG)

Distâncias

Da Capital:

72 km

Outras:


hspace=0 TURISMO

Resumo:

Principais Pontos Turísticos:

Colégio Dom Bosco 

Descrição: Foi construído em 1779 por D. Antônio de Noronha para abrigar o recém formado Regimento Regular de Cavalaria de Minas, conforme está escrito na tarja de sua portada externa que, segundo se crê, é obra do Aleijadinho. O quartel, como era chamado na época, foi uma das sedes do movimento da Inconfidência, onde servia como alferes o Tiradentes. Em 1819 uma carta régia de D. João VI criou a Coudelaria Real, que se tornou famosa como o maior centro criador de cavalos de raça da província, partindo dali a gênese de algumas das raças mais apreciadas no Brasil e no exterior.
 
Cruzeiro de Pedra 

Descrição: Fica na praça da Matriz. A data provável de sua construção é o início do século XVIII. Trata-se de uma grande estrutura de pedra assentada numa base quadrangular formada por quatro degraus (um dos quais se acha soterrado sob o calçamento moderno). Na parte inferior do cruzeiro estão algumas inscrições semi-apagadas e vários instrumentos relativos ao martírio de Cristo.

Igreja de Nossa Senhora das Dores 

Descrição: Construída no ano de 1761 para as celebrações da Semana Santa. Os 15 painéis da nave são de inspiração medieval, e representam a paixão de Cristo, do Horto das Oliveiras até a ressurreição. A imagem de Nossa Senhora das Dores é de roca. Chegou em Cachoeira do Campo nos meados do século XVIII e possuía várias jóias, que desapareceram.

Igreja de Nossa Senhora das Mercês 

Descrição: Foi toda construída em tijolos, em estilo neogótico, e foi concluída em 1908. Seu teto desabou em 1980 e foi reconstruído sem levar em conta o plano original da igreja.

Igreja de Nossa Senhora do Bom Despacho 

Descrição: A data provável de construção é o primeiro quarto do século XVIII. A Igreja sofreu algumas modificações entre o final do século XIX e o início do século XX. O coro da igreja se perdeu. Seu interior possui três altares de madeira pintados e recortados, com execução provável no século XIX.

Igreja Matriz de Nossa Senhora de Nazaré 

Descrição: A igreja substitui uma antiga igreja ali erguida por volta de 1700. A decoração pertence ao estilo Nacional Português, a primeira fase do Barroco Mineiro, do qual a Matriz constitui o principal exemplo. A imagem de Nossa Senhora de Nazaré veio de Braga (Portugal) no começo do século XVIII. O teto da capela-mor, pintado por Antônio Rodrigues, inaugurou em Minas o estilo de pintura em perspectiva, abrindo caminho para a pintura Rococó.

Palácio do Campo e Ponte 

Descrição: As ruínas do Palácio do Campo estão onde hoje é o Colégio das Irmãs. Ali se vêem as imensas muralhas do lago do governador que foi considerado uma das principais obras de engenharia da época. Ainda em uso está a famosa Ponte do Palácio construída no século XVIII para dar acesso ao Palácio. Possui 30 metros de comprimento e é toda feita em pedra bruta, assentada em argamassa tendo o sangue de boi como coagulante. 

Palácio dos Governadores

Era onde residiam os governadores da Capitania das Minas Gerais. Segundo o historiador Augusto de Lima Júnior, foi construído em 1773 por D. Rodrigo de Menezes. Era dotado de todo conforto possível naquela é pouca, incluindo-se lago artificial. O Palácio do Governo era em Vila Rica, mas os governadores preferiam, para residência, o Palácio da Cachoeira. O clima úmido e chuvoso de Vila Rica, o burburinho da mineração (Vila Rica chegou a ser a segunda cidade mais populosa das Américas, perdendo somente para Nova Iorque, as constantes intrigas palacianas (até hoje), tudo isso empurrava os governadores para um clima mais ameno e longe do desassossego. Nada resta do antigo palácio. Quem entra no perímetro urbano de Cachoeira do Campo, ao fim da forte rampa, vindo de Belo Horizonte, vê à sua direita uma grande construção que abriga a Escola Nossa Senhora Auxiliadora, dirigida pelas freiras salesianas. Essa escola está edificada justamente onde foi o Palácio da Cachoeira, como o chamavam os vilariquenses.

Quartel dos Dragões

Para que houvesse um palácio-residência destinado aos governadores, era necessário antes de tudo, segurança. Em atendimento a essa necessidade, construiu-se um quartel. Era todo em madeira, e, mais tarde, em 1779, o governador D. Antônio de Noronha mandou erigir no lugar do original uma fortificação toda em pedra, onde foi instalado um regimento da cavalaria paga. No período imperial, ali funcionou uma coudelaria, ou haras, e, segundo consta, era intenção do imperador D. Pedro II transformar aquela propriedade numa escola agrícola. Proclamada a República, o governo cedeu aos salesianos o antigo quartel e todo o terreno adjacente, para ali instalar a escola que havia ficado apenas na intenção do imperador. Como estabelecimento de ensino agrícola, as Escolas D. Bosco funcionaram durante alguns anos, passando posteriormente a ministrar tão somente o curso ginasial. Hoje, no mesmo local, distante dois quilômetros do centro de Cachoeira do Campo, à margem direita da Rodovia dos Inconfidentes em direção a Ouro Preto, funciona o Centro D. Bosco, num misto de casa de retiro, centro de convenções e hospedaria.

Casarões

Mesmo sem a proteção do IEPHA ou do IPHAN, sobraram alguns poucos dos antigos casarões coloniais. São eles as últimas testemunhas do tempo em que Cachoeira do Campo era um recanto aprazível da Capital da Capitania e depois Província de Minas Gerais.

hspace=0 EVENTOS

Calendário de Janeiro a Dezembro:

- Festas Religiosas Tradicionais - Semana Santa, Festa de N.Sra. de Nazaré, Festa do Cavalo e da Jabuticaba, Festas Juninas, Semana da Inconfidência Mineira.

hspace=0 INFORMAÇÕES ÚTEIS:

PREFEITURA MUNICIPAL DE OURO PRETO - DISTRITO DE CACHOEIRA DO CAMPO

E-mail: atendimento@ouropreto.org.br

Telefones: (31) 3559-3285

Sites: http://www.ouropreto.org.br/

SUB-PREFEITURA:

E-mail:

Telefone:

INFORMAÇÕES AO TURISTA:

E-mail:

Telefones: (31) 3559-3287

Rodoviaria de Belo Horizonte-MG - Terminal Israel Pinheiro

Pça. Rio Branco, 100 - Centro
Telefone : (31) 3271-8933

Posto de Informações Turísticas da Rodoviária:

Horário: segunda a sexta, das 07:00 às 13:00 h
Telefone: (31) 3551-5552

Rodoviária Local

Rua Padre Rolim, 661.
Tel: (31) 3559-3252

ENDEREÇO DO SITE OU PORTAL DA LOCALIDADE:

E-mail:

Telefone:

CARTÓRIOS: CIVIL, IMÓVEIS, TÍTULOS E DOCUMENTOS, OUTROS:

E-mail:

Telefones: (31) 3551-7023

Sites: 

CARTÓRIO ELEITORAL:

E-mail:

Telefone:

OUTRAS INFORMAÇÕES DE TELEFONES E E-MAILS:

HOSPITAIS:

CORPO DE BOMBEIROS: 193

DELEGACIA DE POLÍCIA:

OUTROS:

E-mails e telefones:

Sites: http://pt.wikipedia.org/

PESSOAS ILUSTRES NASCIDAS NA LOCALIDADE:

 

OUTRAS INFORMAÇÕES ÚTEIS DA LOCALIDADE:


Conheça nossas opções de hotéis em Cachoeira do Campo e pousadas em Cachoeira do Campo para visitar Cachoeira do Campo.

Promova a cidade de Cachoeira do Campo no Férias. Envie-nos mais informações para alavancar sua cidade nesse novo contexto do turismo nacional!
Clique aqui.

 

 





 

HOME   |   CADASTRE-SE NO PORTAL   |   ÁREA PARA PARCEIROS   |   CONTATO

© Copyright 2014 - ferias.tur.br - Seu Portal de Turismo!