Escolha uma cidade
HOME   |   CADASTRE-SE NO PORTAL   |   ÁREA PARA PARCEIROS   



Conhece Goiânia?
seta piscando Deixe seu comentário!
Envie suas fotos!

Goiânia

INFORMAÇÕES | FOTOS |VíDEOS | HOSPEDAGEM | RESTAURANTES | AGÊNCIA DE TURISMO | IMOBILIÁRIAS | LOCADORA DE VEÍCULOS | GUIAS DE TURISMO | OUTROS




Roteiros do Brasil

Região dos Negócios

 

hspace=0 HISTÓRIA DA CIDADE

A idéia da mudança da capital do Estado surgiu da necessidade de localizá-la de acordo com os interesses econômicos goianos. A primeira capital goiana - Vila Boa hoje denominada Cidade de Goiás - tinha sido escolhida quando a província era aurífera. Posteriormente ficou demonstrado que a criação do gado e a agricultura passaram a ser fatores preponderantes no desenvolvimento. Legisladores sustentaram por algum tempo a idéia da mudança. A 1º de junho de 1891 os constituintes oficializaram a idéia da transferência da capital no texto constitucional ratificando-a na reforma de 1898 como na de 1918. A primeira constituição republicana em seu texto definitivo previa em seu artigo 5º: A Cidade de Goiás continuará a ser a capital do estado enquanto outra causa não deliberar o congresso.Vagamente abordada até 1930 a idéia mudancista só se firmou no governo de Pedro Ludovico que tomou a decisão de fazer a transferência para local mais apropriado. Em 1932 foi assinado o decreto nº 2.737 de 20 de dezembro nomeando uma comissão que sob a presidência de D. Emanuel Gomes de Oliveira então bispo de Goiás escolhesse o local onde seria edificada a nova capital do estado. O Coronel Antônio Pirineus de Souza sugeriu a escolha de três técnicos: João Argenta e Jerônimo Fleury Curado engenheiros e de Laudelino Gomes de Almeida médico para realizarem estudos das condições topográficas hidrológicas e climáticas das localidades de Bonfim hoje Silvânia; Pires do Rio; Ubatan atualmente Egerineu Teixeira; e Campinas hoje bairro goianiense a fim de que baseada no relatório dos técnicos a comissão se manifestasse. Reunida em 4 de março de 1933 a comissão concluiu pela escolha da região de Campinas. A 24 de outubro do mesmo ano houve o lançamento da pedra fundamental no local onde está a sede do governo estadual. Inicialmente a capital abrigou um grupo de casas de funcionários do governo à rua 20 próximo ao Córrego Botafogo e não tardou a sair do papel através de um traçado urbanístico do tipo radial concêntrico - ruas em forma de raio tendo como centro a Praça Cívica onde estão as sedes dos governos estadual e municipal - Palácio das Esmeraldas e Palácio das Campinas. O plano é de autoria do urbanista Atílio Correia Lima cabendo a sua execução aos engenheiros Jerônimo e Abelardo Coimbra Bueno. Finalmente a 23 de março de 1937 foi assinado o decreto nº 1816 transferindo definitivamente a capital estadual da Cidade de Goiás para a atual. O Batismo Cultural só ocorreu a 5 de julho de 1942 em solenidade oficial realizada no recinto do Cine-Teatro Goiânia com a presença de representantes do presidente da república governadores e ministros além de outras autoridades.

Um Projeto Europeu no Cerrado

O portal art-déco quase futurista da Exposição de 1942 se abre sobre o que de melhor tinha a oferecer a economia goiana. A nova capital e o mundo de oportunidades que se desvendava na nova fronteira deram a Goiás o impulso de que necessitava para romper o marasmo rural de séculos. Quando Pedro Ludovico decidiu levar a cabo a construção da nova capital de Goiás já existia um Plano Diretor da cidade criado em 1933 pelo arquiteto Atílio Corrêa Lima seguindo uma tendência urbanística já consagrada em diversas cidades importantes como Karlsruhe e Washington. Coube a outro arquiteto Armando de Godói dar forma final ao projeto radial que caracteriza o núcleo de Goiânia. Nesta foto de 1942 a Avenida Goiás se estende diante do Palácio das Esmeraldas sede do governo estadual. Apenas uns poucos prédios se erguem sob o sol causticante do cerrado.

Um Visionário Pragmático

Pedro Ludovico formou-se em medicina no Rio de Janeiro. Sua tese de doutorado abordou a histeria assunto avançado para a época. Retornou a Goiás para praticar a profissão inicialmente em Rio Verde. Mas a vida acadêmica ensinara-lhe também a arte da política que exerceu com maestria durante toda sua existência. Governou o estado por cinco mandatos três como Interventor e dois como Governador eleito. Foi Senador por três vezes e sua luta pela redemocratização do país levou à cassação de seu mandato em 1968. Sua vontade férrea fez erigir no centro esquecido do Brasil uma nova cidade abrindo caminho para para Juscelino e Brasília. Getúlio Vargas visitou o canteiro de obras em 1940 dando apoio político à ousadia do médico goiano. Pedro Ludovico morreu em 1979.

Significado do Nome

Em outubro de 1933 o semanário O Social havia instituído um curioso concurso a respeito da escolha do nome para a nova capital. Leitores de todo o estado contribuíram sendo interessante relembrar os nomes mais votados: Petrônia Americana Petrolândia Goianópolis Goiânia Bartolomeu Bueno Campanha Eldorado Anhanguera Liberdade Goianésia Pátria Nova entre outros. Em 2 de agosto de 1935 Pedro Ludovico usou pela primeira vez o nome Goiânia ao assinar o decreto nº 237 criando o município de Goiânia. O ganhador do concurso foi o Professor Alfredo de Castro com o pseudônimo Caramuru.

Aniversário da Cidade

24 de Outubro

Gentílico

goianiense 

População

1.348.148 habitantes

hspace=0 CARACTERÍSTICAS

Situada na região central do Brasil a apenas 209 km da capital federal e a 926 km de São Paulo Goiânia é considerada hoje uma das mais promissoras e saudáveis metrópoles do País. Impulsionada originalmente pela pecuária e pela agricultura a economia do município apoia-se hoje principalmente no comércio prestação de serviços e na indústria sobretudo de alimentos vestuário móveis e mineração.

Capital dos eventos  
 
Por dispor de um clima excelente e estar localizada no centro geográfico do Brasil próximo à capital federal Goiânia vem se preparando para ser a capital brasileira dos grandes concressos exposições e lançamentos de produtos. Para isso a cidade já conta com uma boa estrutura de serviços e de transporte excelente rede hoteleira e o Centro de Cultura e Convenções de Goiânia um dos mais modernos da América Latina onde é possível a realização simultânea de diversos eventos de grande porte com capacidade para 5 mil pessoas. A animada vida noturna é também marca registrada de Goiânia que atesta a diversidade de opções de lazer que incluem além dos parques feiras e museus quatro shopping centers de grande porte e extensa rede de bares e casas noturnas para atender mesmo o público mais exigente. O esporte é bastante cultivado e a cidade conta com o Autódromo Internacional Ayrton Senna e o Estádio Serra Dourada que se destacam sobremaneira no cenário nacional além do Estádio Olímpico o Hipódromo da Lagoinha e o Ginásio de Esportes Rio Vermelho.

Clima

Mesotérmico e úmido

Temperatura Média

22° C

hspace=0 COMO CHEGAR

Localização

Capital do Estado de Goiás

Limites

Goianira, Niterópolis, Goianópolis, abadia de Goiás, Aparecida de Goiânia, Aragoiânia, Santo Antônio de Goiás, Bela Vista de Goiás, Senador Canedo e Trindade.

Acesso Rodoviário

 

BR-153,  BR-060, BR-163 e BR-364

Distâncias:

Da Capital:

209 km

Outras:

201 km de Brasília-DF

hspace=0 TURISMO

Resumo:

Em Goiânia está o melhor autódromo brasileiro, o Autódromo Internacional e um dos mais belos estádios de futebol do país - o Serra Dourada. Ainda na área esportiva devemos destacar também o belo e funcional Ginásio Rio Vermelho.

 

Principais Pontos Turísticos

Museu Antropólogo da Universidade Federal de Goiás

No Museu Antropológico da Universidade Federal de Goiás o visitante encontrará quatro mil quatrocentas e quarenta e duas peças importantíssimo legado da cultura no Centro-Oeste. Tendo funcionado em vários locais ao longos dos seus vinte e oito anos de existência o museu inaugurado em 1970 está instalado na Praça Universitária pólo de faculdades tanto da UCG como UFG.
Lá estão abrigados grupos de pesquisa interdisciplinar com projetos em desenvolvimento atividades de ação educativa e cultural vinculadas a programas relativos a 1º e 2º graus das redes pública e privada de ensino ação museológica que assessora os programas de Museus do estado e exposição semi-permantente e outras temporárias.
Da exposição fazem parte artefatos confeccionados de matéria-prima vegetal: tronco colmo de gramínea estirpe palha raque e espinhos de palmeira frutos sementes e algodão; de origem animal: ossos dentes cerdas fios de cabelo conchas penas e plumas; e de origem mineral: argila e pedra. O acervo contém ainda material cerâmico objetos líticos pinturas rupestres material ósseo (humanos e restos alimentares) testemunhos antropológicos e material malacológico.
Estão representados os grupos indígenas: Apinayé Aweti Canela Cinta Larga Juruna Kalapalo Kamayurá Kayabí Krahó Kreen Akarore Kuikuru Karajá Mehináku Suyá Tapirapé Txikão Txukarramãe Xavante Xerente Yawalapiti Waurá. Para os que necessitam de recursos bibliográficos o Museu conta também com uma biblioteca especializada.

Endereço: Praça Universitária
Telefone: (62) 202-1322
Visitas:
De terça a sexta-feira - Das 9 às 17 horas
Quarta-feira - Das 19 às 22 horas

Museu Estadual Professor Zoroastro Artiaga

Com arquitetura em art-déco estilo que marcou as construções de sua época o Museu Estadual Professor Zoroastro Artiaga foi fundado em 1946 com acervo formado por documentos históricos utensílios antigos objetos relacionados aos índios do Brasil Central e peças artísticas. Seu nome presta justa homenagem ao primeiro diretor professor Zoroastro Artiaga que permaneceu no cargo até 1957 e posteriormente de 1964 a 1971 sendo responsável pela caracterização da instituição enquanto museu eclético.
Funcionando em prédio próprio o museu é freqüentado por um público bastante diferenciado que abrange estudantes turistas pesquisadores e a comunidade de um modo geral. Todos nas busca de informações específicas sobre aspectos históricos e culturais do Estado. Na parte térrea do prédio ficam as exposições; administração reserva técnica biblioteca e folclore se localizam na parte superior.
Em uma das alas encontram-se expostas coleção de arte sacra arte popular e objetos relacionados a história da Revolução Industrial institulada como Industrializados. Na outra ala fica amostra uma exposição de minerais e rochas característicos de regiões do Estado uma de artefatos indígenas além de dioramas.Um com aves nativas do cerrado outro sobre mineração e um terceiro referente a etnologia.
A seção de folclore estampa a riqueza da cultura do povo goiano. Registra-se a presença de material representativo das várias regiões do estado. O descaroçador de algodão a roda o tear remontam o visitante aos antigos mutirões de fiandeiras. Roupas e máscaras lembram as tradicionais cavalhadas de Pirinópolis e Santa Cruz. O departamento de imagem e som com mais de mil discos em 78 rpm completam o acervo do museu num importante resgate da história dos goianos.

Endereço: Praça Cívica 13 Centro
Telefone: (62) 223-1763
Visita: De Terça a Sexta-feira - Das 9 às 17 horas
Sábados Domingos e Feriados - Das 9 às 16 horas

Instituto Goiano de Pré-História e Antropologia

Vinculado à Vice-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa da Universidade Católica de Goiás o Instituto Goiano de Pré-História e Antropologia é muitas vezes confundido como o Museu de Antropologia. O Instituto nasceu do desejo da UCG de difundir o conhecimento sobre o índio brasileiro. Como tal coordena desenvolve orienta e executa estudos e pesquisas nas áreas de Antropologia Arqueologia Meio Ambiente e Educação.
O Instituto possui um fantástico acervo de fitas fotos vídeos filmes slides livros cartões postais e peças. O material compõe exposições da vida indígena através de sua cultura material e procura educar os visitantes sobre a importância das tradições culturais para a sobrevivência dos índios.
Na Exposição Etnológica observa-se adornos e ornamentos de índios do Xingu e Brasil Central. São 87 peças entre colares brincos tembetá pentes pulseiras batoques máscaras e ciciares acrescidas de mais 43 de instrumentos e utensílios como esteiras cestas arcos flechas e vasos de cerâmica.
Um destaque é a coleção de 52 peças de bonecas karajá retratando cenas da vida cotidiana daquela tribo. Sua expressão de arte se manifesta nas bonecas feitas em cerâmica denominadas ritxoò. A este acervo somam-se quinze outras coleções também de bonecas fabricadas por diferentes ceramistas aquiridas pelo Instituto perfazendo um total de 208 peças.
A Exposição Fotográfica dispõe de cem pôsteres coloridos sobre os índios da Amazônia e do Brasil Central. As Arqueológicas contém restos cerâmicos de alimentos pedaços de ossos de animais e humanos e peças fósseis. Eles contam a história dos caçadores coletores e horticultores em nosso Estado. Há ainda paineis de pinturas rupestres e fósseis de mamíferos e malacológicos.
O acervo do Meio Ambiente contém exemplares vegetais palinoteca com coleção de lâminas de polém e carpoteca contendo frascos de frutas do cerrado. A Biblioteca recentemente inaugurada é fruto de doações e intercâmbios com outras universidades museus institutos e produções científicas das áreas de Etnologia Arqueologia e ciências afins.

Endereço: Av. Pará 395 Setor Campinas
Telefone: (62) 824-1919/233-5773
Visita: Dias úteis Sábados e Domingos
Horário: Das 8 às 17:30 horas 

Fundação Museu de Ornitologia

Graça cor e beleza dão o tom à coleção de mais de cento e vinte mil peças da Fundação Museu de Ornitologia que possui acervo avaliado em quinze milhões de dólares. Considerado o maior do mundo o Museu fundado em 1968 é administrado por seu criador o cientista José Hidasi e tipificado como um bem cultural da cidade de Goiânia.
Quem visita o Museu de Ornitologia encontra uma biblioteca com livros e revistas científicas para consultas; um laboratório de Taxidermia onde há cursos de curta duração sobre empanamento de animais e um auditório para palestras sobre educação ambiental.
A exposição que conta com peças pré-históricas e curiosidades do mundo animal tem mamíferos dos mais primitivos(canguru equídea ornitorrinco coala) passando aos mais evoluídos (boto macacos) e os mais característicos (tamanduá preguiça tatu). Apresenta a coleção das mais belas e raras aves do mundo como quetzal - ave sagrada dos astecas pingüins albatroz apenas para destacar algumas.
Répteis peixes moluscos e os campeões da diversidade animal - artrópodes compõem a coleção onde se destacam as multicoloridas borboletas de grupos ecológicos da Austrália Estados Unidos Canadá Europa Nova Guiné Nova Zelândia África Cuba e espécimes animais brasileiros da Ilha do Bananal Beira Mar Pantanal e Cerrado.

Endereço: Av. Pará 395 Setor Campinas
Telefone: (062) 824-1919/ 233-5773
Visita : Dias úteis sábados e domingos
Horário : Das 8 às 17:30 horas.

Museu Pedro Ludovico Teixeira

A antiga rua 26 atualmente Dona Gersina Borges abriga uma casa que faz parte da história do povo goiano. Lá morou o fundador da capital Pedro Ludovico Teixeira que iniciou sua construção em 1934 tendo concluído a obra em 1937. A arquitetura em Art-Déco em voga n a época marca o prédio até hoje conservado assim como o deixou seu proprietário.
Tombado pelo Patrimônio Histórico Estadual foi transformada em museu em 1987. Distribuído por toda residência está o acervo constituído de 1836 peças. São porcelanas mobiliário vestuário cristais e objetos de uso pessoal. Dois mil livros e oitocentos documentos originais datados dos anos vinte até a década de setenta compõem a biblioteca particular de Pedro Ludovico. O acervo iconográfico contém um mil cento e quarenta e duas fotos formando importante registro histórico.
Há ainda outra biblioteca Antônio Borges Teixeira que com seus duzentos e setenta e oito livros contam a história de Goiânia e do estado. O Museu passou recentemente por ampla reforma conservando-se no entanto todo o seu acervo. O espaço permite a historiadores estudantes intelectuais pesquisadores jornalistas e curiosos fazer uma incursão nas décadas de 30 40 50 e 60.

Endereço: Rua 25 esq. com Av. Dona Gercina Borges Teixeira Centro
Telefone: (62) 224-3059
Visitas: De Terça a Sexta-feira - Das 9 às 17 horas
Sábados Domingos e feriados - Das 9 às 16 horas.

Shoppings

Flamboyant

Primeiro shopping de Goiânia apresenta cerca de 300 lojas e 10 cinemas. Abriga grandes magazines e lojas de departamentos. Dispõe de estacionamentos áreas de alimentação e lazer.
Endereço: Avenida Jamel Cecílio 3.300 - Jardim Goiás

Goiânia Shopping

Com mais de 150 lojas cinemas e áreas de alimentação. Situado em área privilegiada em frente ao Parque Vaca Branca que conta com um lago e pista de cooper.
Endereço: Av. t-10 1.300 - Setor Bueno

Parques

Parque Zoológico de Goiânia

Ocupa uma área de duzentos e oitenta e cinco mil metros quadrados onde espécimes animais e vegetais convivem em perfeita harmonia. Trata-se de uma grande área verde no centro da cidade na Avenida Anhanguera que limita o Parque Educativo ao norte e é o principal eixo viário de Goiânia. É de fácil acesso à comunidade devido a sua localização privilegiada estando a aproximadamente mil metros do centro.
O Zoológico foi criado em 1946 e conta com um mil e duzentos animais de cento e noventa e três espécimes entre aves mamíferos e repteis. Nascentes de cinco córregos fazem surgir na parte interna do Parque o Lago das aves aquáticas Lago dos Macacos Lago dos Cisnes. Na área existem três matas ciliares e a nascente do Córrego Capim Puba que forma o Lago das Rosas com criatório de peixe e pedalinhos para um belo passeio pelas águas. Tem ainda outros equipamentos de uso comunitário como pista de cooper iluminada estação de ginástica quadras de futebol de areia e futebol de salão.
O Parque abriga uma construção muito importante para os estudantes é o famoso Castelinho cuja área foi doada a União Municipal dos Estudantes Secundaristas em 1983 e que mantém lá a sede da entidade. O Castelinho foi palco de encontro da resistência estudantil no passado tendo sido destruído no Governo de regime militar.
Em espaço contíguo está a Rádio Universitária criada em 1962 pela Universidade Federal de Goiás. Sua programação é de conteúdo cultural e alternativo contemplando na parte cultural prioritariamente a música brasileira. A emissora cede horário para produções de diversas entidades que têm atuação na área cultural e científica.
 
Parque Vaca Brava

Todos os dias mal amanhece dezenas de pessoas iniciam suas atividades diárias percorrendo a calçada que margeia o Parque Vaca Brava. Delimitado pelas avenidas T-03 T-05 T-10 T-15 e T-63 no setor Bueno abrange uma área de dezoito mil metros quadrados contendo um lago onde são criados peixes ornamentais bosque onde há o reflorestamente de espécies nativas pista de caminhada interna pista de cooper iluminada e estações de ginástica.
Inúmeros olhos d água constituem as nascentes do Córrego Vaca Brava o que justificou logo de início a destinação da área para parque público. No entanto em 1974 ela foi indevidamente parcelada. No espaço público resultante desta ocupação imprópria vem sendo implantado o parque numa parceria entre o poder público e a empresa privada na tentativa de restituir à cidade um patrimônio natural.
Localizado vizinho ao Goiânia Shopping cercado por colégios e grandes edifícios é possível se assistir a perfeita interação entre homens flora e fauna. Nos fins de tarde a área ganha especial beleza com a presença da juventude goianiense ávida por bons papos e novas amizades.

Parque Ecológico de Preservação Ambiental e Florestal Ulisses Guimarães

A descoberta de um sítio arqueológico com aproximadamente quinze séculos e resquícios de ocupação indígena assim como a formação de um lago artificial proveniente da barragem de acumulação para abastecimento e água de Goiânia foram fatores determinantes para transformar a antiga fazenda Dois Irmão no Parque Ecológico de Preservação Ambiental e Florestal Ulysses Guimarães.
Criado em dezembro de 1992 pela lei 11.878 a área de 3.153.51 hectares localizada entre as cidades de Goiânia e Anápolis está inserida no domínio morfoclimático dos cerrados distante 18 quilômetros da capital. Na sede funciona o alojamento para o Batalhão Florestal responsável pelo patrulhamento do parque. Junto a ela há um pomar com diversas árvores frutíferas como mangueiras jaboticabeiras ameixeiras limoeiros laranjeiras e abacateiros.
Caminhando em direção ao Ribeirão João Leite encontra-se em uma das margens extensa área destinada à prática de camping. Na margem oposta é possível descansar em local arborizado com atividades de lazer onde é permitido banhos no rio fazer churrasco piqueniques e jogar futebol. Visitando a área de escavação de uma das casas que compõem antiga aldeia vê-se elementos científicos relacionados com a estrutura espacial do interior de uma oca indígena pré-histórica.
A recuperação de áreas degradas devolvendo ao meio ambiente as espécies vegetais nativas teve início em 1992 com o plantio de cento e setenta mil mudas características do cerrado utilizando o processo de revegetação ou seja devolvendo ao meio ambiente as espécies vegetais nativas que existiam e foram retiradas pelo homem. Núcleos e laboratórios comporão no futuro a Estação Ciência Binômio da Costa Lima um centro de referencia de estudos das nossas matas e que permitirá uma perfeita administração do Parque.

Endereço: BR. 153 à 18 Km de Goiânia.
Telefone: (62) 225-0337 Fax: (62) 229-4315
Visita: Somente com autorização da Supervisão do Parque
Horário: Das 8 às 17 horas

Parque Cobra Veiga

Um centro que se dedica a produção de toxinas voltado para projetos de educação cultura conhecimento ecológico e preservação de serpentes é a proposta do Cobra Veiga Centro de Pesquisas Ofídicas desenvolvido no Parque do mesmo nome. Lá em uma área preservada de quarenta e quatro mil metros quadrados existem setecentas e cinqüenta serpentes de várias espécies.
O Cobra Veiga foi fundado em janeiro de 1993 e autorizado pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente a promover a criação de serpentes e comercializar carne pele e veneno. Estes animais são alojados em baias e objetos para demonstrações práticas dos diversos cursos e palestras ministrados no local. Para completar a estrutura tem ainda laboratório e biotério ( viveiro de cobaias) de roedores.
O trabalho se justifica quando se lembra que os venenos das serpentes são utilizados na composição de muitos medicamentos disponíveis no mercado inclusive na preparação do próprio soro antiofídico fundamental no combate as picadas das cobras.

Endereço: Rua João da Silva Brandão Qd. 128
Parque Veiga Jardim - Aparecida de Goiânia
Telefone: (62) 224-3562
Visita: Das 8 as 17 horas

Parque dos Buritis

Situado no centro da cidade na Alameda dos Buritis Avenida Assis Chateaubriand com rua 1 Setor Oeste está o mais antigo patrimônio paisagístico de Goiânia o Bosque dos Buritis que ocupa uma área de aproximadamente cento e vinte e cinco mil metros quadrados. Dotado de estação de ginástica e pista de cooper tem três lagos artificiais abastecidos pelo Córrego Buriti.
Desde a ocupação da cidade até os dias atuais a área vem experimentando muitas interferências que desfiguram as características originais. A vegetação nativa por exemplo foi em parte substituída por plantas exóticas restando somente dez por cento da mata original. Já foram implantados no Bosque calçadão alambrado calçamento interno meios-fios lagos cascatas e lanchonete.
Na área se encontra edificado o Museu de Arte de Goiânia o Centro Livre de Artes e duas obras que muito agradam o gosto dos goianienses e porque não dizer dos turistas: o Monumento à Paz que abriga terras provenientes de vários países e uma fonte que chega a atingir cinqüenta metros de altura. Quiosques que servem água de coco e caldo de cana que vendem jornais e revistas bem como de flores e plantas ornamentais colaboram para fazer do local um recanto preferido da comunidade.

Jardim Botânico

O Jardim Botânico de Goiânia compõe uma das maiores reservas biológicas do Município possuindo um milhão de metros quadrados. Localiza-se ao sul da capital entre o setor Pedro Ludovico e o bairro Santo Antônio. Foi inaugurado em 1978 e recebeu a denominação de Chico Mendes em 1989. Sua manutenção busca preservar as áreas verdes as nascentes do Córrego Botafogo a propagação das espécies e a educação ambiental.
É dividido em duas partes uma destinada a visitação pública e a outra a uma reserva biológica. Possui três lagos sendo que um deles é reservado ao cultivo de plantas aquáticas. Tem extensa área gramada anfiteatro e deck com capacidade para trezentas pessoas orquidário e um moderno Centro de Visitação e Pesquisa.
A área fechada a visitação pública se localiza a sudeste do Jardim Botânico e tem aproximadamente quarenta hectares. O acesso a estudantes e pesquisadores é permitido desde que programado. Trata-se uma reserva biológica destinada a conservação das comunidades bióticas naturais. Pretende-se implantar na área do entorno uma praça de convivência com quiosques para venda de sucos frutas revistas souvenirs assim como equipamentos comunitários como bancos lixeiras e telefone público.

Endereço: Avenida Botafogo Setor Pedro Ludovico
Telefone: (62) 824-1757

Bosque Auguste de Sant-Hilare

Localizado no Campus II da Universidade Federal de Goiás está o Bosque Saint-Hilare fundado em 21 de setembro de 1978. O nome é uma homenagem ao botânico francês Saint – Hilare que percorreu a província de Goiás em 1819. Sua área inicial era de trinta e um mil metros quadrados tendo sido posteriormente ampliada.
Espaço reservado para estudos ensino pesquisa e a visitação da comunidade o que se objetiva é a conservação da fauna e flora. Ipê Amarelo Jatobá Garapa Pau Óleo Canela de Velho Gitó ou Marinheiro Mandiocão Jacarandá Escorrega-Macaco Angico e Cedro são árvores representativas da vegetação que contém várias formas arbustivas herbáceas cipós e epilitas.
O Parque ganha colorido especial nos meses de julho a setembro quando ocorre maior floração. Mas durante todo o ano o gorjear dos pássaros serve de fundo musical para alunos que buscam o espaço para estudos convivendo em perfeita harmonia com dóceis macacos e multicoloridas borboletas

Parque Areião

Na região sul da cidade ocupando uma área de cento e sessenta e cinco metros quadrados está o Parque Areião um braço do Córrego Botafogo situado entre a Alameda Coronel Eugênio Jardim Avenida Americano do Brasil Rua 90 Avenida Areião e Avenida 5ª Radial nos setores Marista e Pedro Ludovico.
A partir do traçado inicial da cidade há mais de sessenta anos esta área a exemplo de tantas outras consideradas reserva vêm sofrendo desgastes fato só minimizado quando retornou ao seu verdadeiro papel de parque público municipal.
Aliás o cuidado constante com a preservação de suas áreas verdes com a utilização racional dos recursos ambientais e as medidas de proteção foram fatores determinantes para que Goiânia recebesse o título de Cidade Modelo Ambiental conferido pela Sociedade Brasileira para a Valorização do Meio Ambiente entidade não governamental com sede no Rio de Janeiro.
O Parque possui pista de cooper iluminada duas estações de ginásticas lago na nascente do Córrego Areião e campo de futebol. Sua localização tem contribuído como forma de lazer e melhoria na qualidade de vida de vários bairros vizinhos.

Feiras

Feira da Lua

Cerca de novecentos e cinqüenta expositores fazem desta mostra a segunda maior da capital goiana. Realizada aos sábados na Praça Tamadaré é dividida ao meio pela Avenida Assis Chateaubriand. Existe desde 29 de dezembro de 1992 quando o poder público cedeu aos apelos de expositores que não conseguiam vagas na Feira da Praça do Sol.
A ala de vestuário é uma das mais procuradas já que é notório o extremo bom gosto e a qualidade das peças comercializadas. As barracas do setor de alimentos vêm em seguida. Doces tortas salgados sucos pratos típicos da cozinha goiana compõem o cardápio desta área cujas guloseimas são preparadas mediante rigoroso regulamento da vigilância sanitária municipal.
A setorização da Feira ocorre combinando cores das lonas das barracas com os produtos vendidos. A grande ala dos artistas plásticos ocupa uma das calçadas da avenida que a separa ao meio. Nela também se encontra uma enorme quantidade de produtos místicos.

Endereço: Praça Tamandaré Setor Oeste
Funcionamento: Aos sábados
Horário : Das 17 às 22 horas

Feira Hippie

A maior das feiras especiais acontece aos domingos na Praça do Trabalhador. É a Feira Hippie que tem mais de seis mil expositores. Nela se encontra de tudo. Sua história remota à década de sessenta quando os hippies expunham suas peças de artesanato no Parque Mutirama depois na Praça Universitária posteriormente Praça Cívica Avenida Goiás até o local atual. A feira tem portanto quase trinta anos de existência.
Merece destaque o setor de artesanato localizado em área própria em frente ao prédio histórico da antiga Estação Ferroviária. Peças feitas no tear tachos de cobre cerâmica pedra sabão crochê licores porcelanas pintadas à mãos são apenas alguns dos tantos itens comercializados pelos artesão. Junto a eles estão os artistas plásticos alguns inclusive reconhecidos internacionalmente com belas e coloridas telas.
As barracas de alimentos muitas de comida típica do estado se espalham por toda a Feira que tem no setor de vestuário seu ponto forte. Gente de toda parte do pais notadamente das regiões norte e nordeste lotam em média quarenta ônibus para compras no atacado.
Toda a Feira é coberta por um bem estalado serviço de som denominado Rádio Hippie e que presta serviço de utilidade pública anunciando desde documentos perdidos a crianças desaparecidas. A Rádio promove sorteios comunica aos visitantes as promoções enfim torna mais agradável a manhã de todos que prestigiam a Praça.

Endereço: Praça do Trabalhador Centro
Funcionamento: Aos Domingos
Horário: Das 7 às 14 horas

Feira do Entardecer

A primeira das feiras especiais que movimentam os finais de semana do goianiense acontece no entardecer de sexta-feira. Diferente das demais esta ocupa um espaço coberto denominado Cepal do setor Sul. São mais de duzentos expositores distribuídos em seções comuns às demais feiras seja confecção vestuário alimentos artesanato e bijuterias.
A idéia de distribuir feiras de arte e artesanato para lugares mais afastados do centro da cidade já era antiga e foi dentro deste contexto que a Feira do Entardecer foi criada. Suas primeiras exposições tiveram lugar no Cepal do Jardim América. A pouca freqüência popular foi fator determinante de sua mudança para uma região que abrangesse maior concentração urbana.
As áreas de alimentos e vestuário são o grande chamariz desta mostra que prima pelo bom gosto dos expositores eles próprios aliás os produtores das mercadorias. Este fato faz com que as peças tenham preços mais acessíveis ao bolso do consumidor.

Endereço: Cepal do Setor Sul Rua 115 Setor Sul
Funcionamento: Toda Sexta-feira
Horário: Das 16 às 21 horas

Feira Cora Coralina

Os mais tradicionais doces da culinária goiana têm endereço certo. Podem ser encontrados todos os sábados na Rua do Lazer ou Rua 8 no trecho compreendido entre a rua 3 e a avenida Anhanguera onde acontece a Feira Cora Coralina. O nome é uma homenagem a mais famosa doceira e poetisa do Estado de Goiás.
A Feira nasceu do ideário de alguma pessoas que juntas buscavam um processo de geração de emprego envolvendo famílias que trabalhariam na produção e comercialização de produtos caseiros. Rigoroso controle de qualidade fez com que a comunidade desse o respaldo necessário fazendo do local ponto de referência também para venda de tortas biscoitos e salgados.
Ela é também muito procurada por consumidores em busca de mel e seus derivados. Todos os expositores deste tipo de produto são filiados a Associação Goiana dos Apicultores. Todos os anos às vésperas do Dia das Mães a rua ganha decoração especial. O motivo é a comemoração do aniversário da Feira que este ano completou quinze anos.

Endereço: Rua 8 (Rua do Lazer) Centro
Funcionamento: Aos sábados
Horário: Das 8 às 13 horas

Feira do Sol

A idéia de trazer o produtor para junto da comunidade que assistiria a elaboração de peças artesanais e pinturas em tela ao ar livre foi o que motivou um grupo de artistas a solicitar a criação da Feira do Sol assim conhecida por estar localizada em praça do mesmo nome no setor Oeste.
A Feira que obedece rigoroso critério de fiscalização foi criada em 1º de abril de 1990 e dispõe de especial estrutura de lazer e diversão. É setorizada em áreas de alimentos vestuário bijuterias antigüidades flores sendo proibida a comercialização de produtos industrializados.
A área de comercialização de filhotes de cães é uma das mais movimentadas. A Secretaria Municipal de Turismo que é responsável por sua administração concede autorização por tempo determinado o que permite melhor rodízio de criadores impondo ainda condições para acomodação dos animais além da exigência do certificado de vacina.
Os brinquedos do playground e a realização do shows artísticos colaboram para fazer daquele espaço ponto de encontro da sociedade goianiense.

Endereço: Praça do Sol Setor Oeste
Funcionamento: Aos Domingos
Horário: Das 16 às 20 horas

Monumentos

Monumento à Paz

Em 1988 atendendo a solicitação da comunidade Bahai o artista plástico Siron Franco criou o monumento à paz mundial. Feita em forma de ampulheta a obra está localizada no Bosque dos Buritis setor Oeste. No centro existe espaço onde são colocadas terras de vários países. Até o presente estão representados dezesseis países.
O objetivo da obra é mostrar a possibilidade de união de todos os povos em torno de um projeto de paz para todo o mundo. O monumento tem cinco metros de altura e pesa cinqüenta toneladas. Constitui ponto de atração turística para todos os que visitam o Bosque compondo belíssimo cenário ao lado do lago.
Austrália Israel Holanda Ghana Portugal Suécia Uruguai e a ex-URSS foram os primeiros países a enviar amostras de seus solos. A ampulheta traz consigo os seguintes dizeres:
A Terra é um só país e os seres humanos seus cidadãos

Monumento ao Bandeirante

No dia 9 de novembro de 1942 foi inaugurado o Monumento ao Bandeirante criado pelo artista plástico Armando Zago atendendo solicitação do Centro Acadêmico XI de Agosto da Faculdade de Direito de São Paulo para ser doado ao povo goiano.
A escultura em bronze possui três metros e meio de altura e está localizada na praça Atílio Correia Lima - antiga Praça do Bandeirante no cruzamento das avenidas Goiás e Anhanguera setor Central.
Ele busca retratar o bandeirante Bartolomeu Bueno da Silva em corpo inteiro tendo nas mãos uma bateia e armado de bacamarte. Foi alcunhado pelo índio como O Anhanguera por haver colocado fogo em álcool fazendo-os acreditar que colocaria fogo nos rios caso o impedisse de levar as riquezas da terra.

Monumento às Três Raças

Esta obra de rara beleza está localizada na Praça Dr. Pedro Ludovico Teixeira antiga Praça Cívica no centro da cidade entre os palácios das Esmeraldas e Campinas respectivamente sede dos governos estadual e municipal. Divulgado como símbolo de Goiânia é exibido como cenário nas fotografias dos turistas.
O monumento foi criado em 1968 pela artista plástica Neusa Moraes. Trata-se de uma estrutura fundida com trezentos quilos de bronze e possui sete metros. Simboliza a miscigenação de três raças – negro branco e índio que houve e há na formação das características genéticas e culturais do povo goiano.

Painéis da Via Sacra

A Rodovia dos Romeiros que liga Goiânia a cidade de Trindade transforma-se nos seus dezesseis quilômetros de extensão em galeria aberta trabalho único no mundo contendo quatorze painéis que retratam os principais momentos da paixão de Jesus Cristo. Seu criador é o artista plástico Omar Souto que trabalhando in loco pintou as figuras sacras em cento e cinco dias.
Cada painel mede dez metros de largura por quatro de altura e compõe estrutura de concreto e alvenaria. Construídos aos pares são interligados de forma a sugerir a formação de um altar. Neste contexto se inserem as praças com áreas gramadas iluminação com holofotes halogênios que destacam as pinturas dos painéis bancos e sanitários.
O artista incorporou a sua obra fatos contemporâneos e situações de seu mundo afetivo. Todos os painéis mostram a menina Leide das Neves vítima do acidente radioativo com o Césio 137 ocorrido em Goiânia em 1987. A esposa do pintor seu irmão amigos e passantes pela rodovia são retratados de forma singular e o próprio Omar Souto aparece no terceiro décimo e décimo terceiro painel.
Comentando a obra a Revista Veja publicou: Os murais de Omar Souto por retratarem de maneira monumental a ingenuidade de seu traço casaram bem coma modernidade da rodovia - eles são agradáveis de serem vistos... O resultado é algo inédito em matéria de atração para os motoristas que cruzam as rodovias do país.

Monumento a Câmara Filho

Um busto de bronze criado pelo artista plástico Angeles Ktenas em 1982 e que possui 65 cm de altura presta homenagem ao jornalista Joaquim Câmara Filho fundador do jornal O Popular em 3 de abril de 1938. Está localizado na Praça Câmara Filho no setor central em frente ao Teatro Goiânia no cruzamento das avenidas Tocantins com Anhanguera.
No início o Jornal circulava apenas duas vezes por semana.Câmara Filho era o responsável pela parte jornalística exercendo ao mesmo tempo as funções de repórter redator e editorialista. Exerceu o cargo de superintendente do Departamento de Propaganda e Expansão Econômica do Estado.
Primeiro órgão de divulgação impressa da imprensa goianiense O Popular chega aos sessenta anos com a certeza de contribuído para a divulgação de fatos da história da capital integrando o maior complexo informativo do Estado de Goiás

Bibliotecas

Biblioteca Virtual

Vinculada à Biblioteca Municipal Cora Coralina possui computadores ligados em rede com ADSL acessível à comunidade em geral para pesquisas e e-mail.
Aberta de segunda a sexta das 8 às 18 horas.
Endereço: Coreto da Praça Joaquim Lúcio Campinas.
Telefone: (62) 524-1976

Biblioteca Braile

Endereço: Praça Cívica S/N Centro - Prédio da Fundação Cultural Pedro Ludovico Teixeira
Telefone: (62) 225-5066

Instituto de Pesquisas e Estudos Históricos do Brasil Central

Acervo sobre a história de Goiás e região com livros manuscritos dos séculos 18 e 19 cartografia fotografia coleções de jornais históricos (em papel microfilme e CD) entre outros.
Aberto de segunda a sexta das 8h15 às 11h45 e das 14h15 às 17h45.
Endereço: Rua 233 nº 141 Setor Universitário (próximo à Praça Botafogo).
Telefone: (62) 227-1077.

Biblioteca Cora Coralina

Endereço: Praça Joaquim Lúcio 66 Campinas
Telefone: (62) 824-1975

Biblioteca do Centro de Formação Integral

Aberta de segunda a sexta das 7h30 às 17 horas.
Endereço: Rua H-125 Qd. 157 Vera Cruz 1 Aparecida de Goiânia.
Telefone: (62) 518-3002.

Biblioteca Marietta Teles Machado

Aberta de segunda a sexta das 8:00 às 22:00 horas
Endereço: Av. Universitária S/N Praça Universitária Setor Leste Universitário

Biblioteca Irmãos Oriente do Instituto Histórico e Geográfico de Goiás

Acervo com mais de 20 mil títulos entre livros revistas jornais antigos e atuais documentos sobre a história de Goiás e de Goiânia entre outros.
Aberta de segunda a sexta das 7h às 11h30 e das 13h às 17h30.
Endereço: Av. 82 c/ Av. 85 nº 455 Setor Sul.
Telefone: (62) 224-4622

Biblioteca Estadual Escritor Pio Vargas

Endereço: Praça Cívica S/N Centro - Prédio da Fundação Cultural Pedro Ludovico Teixeira
Telefone: (62) 225-5066

Biblioteca da Secretaria Estadual de Saúde

Acervo especializado na área de saúde pública.
Aberta de segunda a sexta das 7h30 às 17h30.
Endereço: Av. Anhangüera nº 5.195 Setor Coimbra.
Telefone: (62) 291-5022.

Bibliotecas do Sesc

Av. Universitária nº 1.749 Setor Universitário telefone: (62) 522-6100.
Rua 19 nº 260 Centro telefone: (62) 221-0677.
Av. Rio Grande do Sul nº 123 Campinas telefone: (62) 522-6400/6405.
Av. Ipanema Qd. 234/235 Setor Faiçalville telefone: (62) 522-6300.

Biblioteca Setorial da UFG

Aberta de segunda a sexta das 7:00 às 23:00 horas e no sábado das 7:00 às 18:00 horas
Endereço: Praça Universitária S/N - Prédio da Faculdade de Direito da UFG
Telefone: (62) 202-1160

Esportes

Centro Olímpico Pedro Ludovico Teixeira

O Centro é a somatória de várias instalações esportivas. Situado no centro da cidade sua localização é estratégica pois em suas imediações passam a maioria das linhas de ônibus o que permite acesso rápido de todas as direções da capital além de contar em suas proximidades com hospitais delegacias de policia bares restaurantes. Dele fazem parte: um estádio dois ginásios de esportes um parque aquático e complexo de quadras polivalentes.

Estádio Olímpico Pedro Ludovico

Inaugurado na década de sessenta foi o primeiro estádio de futebol goianiense. Suas instalações foram adequadas posteriormente para atender vinte e cinco mil pessoas de forma a realizar jogos do campeonato nacional. O nome é uma homenagem ao fundador da capital Pedro Ludovico Teixeira. Possui quatro vestiários para atletas e um para árbitros e quatro portões de entrada e saída. O campo mede 100 x 70 m plantado com a grama esmeralda

Ginásio Rio Vermelho

É o principal ginásio da cidade e foi construído para dar a Goiânia uma praça esportiva onde seriam realizados jogos de equipes que utilizam recinto fechado. O nome é uma homenagem ao rio que corta a cidade de Goiás antiga capital do estado. Sua capacidade é para cinco mil pessoas e sua arena de jogo é utilizada para modalidades de basquetebol futsal voleibol lutas nas varias modalidade e eventos de forma geral.
 Possui cinco portões de entrada e saída quatro vestiários duas salas de aquecimento dois alojamentos para trinta pessoas vestiário para árbitro e demais instalações necessárias para eventos

Parque Aquático de Goiânia

Denominado Nilson Gomes Caetano é uma homenagem ao professor que utilizou a piscina olímpica num trabalho de treinamento para competição sendo considerado um pioneiro no desenvolvimento da natação de Goiás morto em acidente automobilístico em 1980. Possui além da piscina olímpica duas piscinas semi – olímpicas sendo uma adaptada para deficientes físicos arquibancada para mil pessoas dois vestiários placar eletrônico e demais dependências para a realização de competições de nível nacional

Complexo de Quadras Polivalentes

É um complexo de seis quadras polivalentes onde são desenvolvidos os trabalhos de iniciação esportiva treinamentos e competições de qualquer modalidade que utilizem recintos fechados. Nele estão colocados equipamentos que permitam a utilização vinte e quatro horas.

Endereço: Avenida Paranaíba S/N Centro
Telefone: (62) 224-4600

Ginásio de Campinas

Situado no bairro do mesmo nome foi inaugurado em 1986. Está localizado no largo da Igreja Matriz de Campinas construído numa área cedida pela irmandade dos padres Redentoristas. Sua capacidade é para três mil e quinhentas pessoas e nele são praticadas modalidades variadas tais como basquetebol futsal handebol voleibol lutas e festivais esportivos. Serve também à comunidade nas suas reuniões festas manifestações e movimentos comunitários. Possui dois vestiários com salas de aquecimentos vestiário para saída.

Autódromo Internacional de Goiânia

O Autódromo Internacional Ayrton Senna está estruturado para receber competições nacionais e internacionais como aliás Campeonato Mundial de Motovelocidade. Abriga o Kartdromo com três opções de circuito e capacidade para três mil pessoas na rampa gramada para público estacionamento para quinhentos veículos e pista com largura de seis metros.
O Autódromo tem capacidade para cem mil pessoas. As informações para o público são visualizadas através do placar eletrônico que indica os números até o sexto lugar o número de voltas do primeiro colocado o tempo decorrido durante a prova por cronômetro digital em minutos e segundos e eletrógrafo para notícias e publicidade.

Endereço: GO-020 Km 4
Telefone: (62) 241-4122

Ginásios de Esportes da ESEFEGO

O primeiro ginásio de esporte da capital surgiu entre 1962 a 1964. Tratava-se de uma antiga quadra coberta existente na Praça de Esporte do Povo da Vila Nova transformada posteriormente em Escola de Formação de Monitores de Educação Física e em Escola Superior de Educação Física de Goiás ESEFEGO primeira faculdade estadual da cidade. Chamado de Ginásio I abrigava até duas mil pessoas. Conta com quadra polivalente sala de judô e sala de musculação. Após vieram o Ginásio II que tem duas quadras polivalentes e uma oficial de handebol e o Ginásio III construído especificamente para aulas de ginástica rítmica/desportiva e ginástica olímpica. Todos os ginásios abrigam grandes eventos tais como jogos universitários de federações e estudantis.

Endereço: Avenida Anhanguera nº 14.205 Setor Vila Nova
Telefone: (62) 202-1443

Hipódromo da Lagoinha

Localizado na Cidade Jardim está o Hipódromo da Lagoinha que ocupa uma área de 360 mil metros quadrados tendo realizado a primeira prova turfística no ano de 1958. Considerado o sexto melhor do país tem uma pista oval de 1.609 metros com 800 metros de pista reta e arquibancada para duas mil pessoas realizando tradicionalmente aos sábados páreos com grande freqüência popular.
Possui ainda uma praça de esportes contendo cinco campos de futebol soçaite um campo de futebol de areis oito quadras de peteca vestiários lanchonete e estacionamento privativo. A idéia é abrigar ainda um parque aquático finalizando as obras do centro esportivo onde será feita também a urbanização com a formação de um bosque.

Endereço: Av. Altamiro de Moura Pacheco

Estádio Serra Dourada

Colocado no rol de um dos melhores estádios brasileiros o Serra Dourada assim denominado em homenagem a serra de igual nome situada na parte oeste do estado onde se encontra a primeira capital do estado a cidade de Goiás foi fundado em 09 de março de 1975. Tem capacidade máxima para cinqüenta e quatro mil e quarenta e nove lugares conforme determinação da CBF e ocupa uma área de cento e sessenta mil metros
O campo de jogo mede 118 x 80 m que é aliás a maior dimensão permitida pela regra oficial e grama importada dos Estados Unidos conhecida pelo nome de Bermudagreen sendo a mesma desde sua construção. Possui sete portões de entrada doze de saída e cinco vestiários sendo um para arbitragem. Quem vai ao Serra Dourada em dias de jogos tem a sua disposição vinte e um bares: quatro unidades na geral treze nas arquibancadas três nas cadeiras e um nas tribunas. O sistema de iluminação do estádio merece destaque pois trata-se de um dos mais perfeitos que existe em grandes praças esportivas ao ar livre.

Endereço: Ao lado da Av. 8 e da BR-153 Jardim Goiás
Telefone: (62) 218-2424 

GASTRONOMIA

A cozinha típica de Goiânia é a mesma que caracteriza o Estado de Goiás e recebe fortes influências da cozinha mineira e baiana mais pela formação populacional que especificamente por questões de limites geográficos. Percebe-se também o aproveitamento de frutos típicos do Cerrado na culinária goiana. Entre as iguarias pode-se citar como pratos típicos.

Arroz com pequi
Arroz com guariroba
Empadão goiano
Pamonha
Galinhada
Peixe na telha
Carne com quiabo

Além das influências mineira e baiana o café da manhã reproduz o cenário do período colonial português. Mais recentemente em algumas comunidades foram introduzidos produtos com castanhas típicas do cerrado brasileiro como os pães à base de baru jatobá.

Broas
Biscoitos fritos
Pão de queijo
Biscoito de queijo
Bolo de arroz
Cuscuz
As sobremesas também seguem a mesma tradição com doces feitos à base de leite côco e frutas típicas como o caju mangaba genipapo manga jaca que também fazem as bases dos sucos.

hspace=0 EVENTOS

Calendário de Janeiro a Dezembro:

 

 Fevereiro

- Carnaval

 Maio

2ª quinzena - Exposição Agropecuária

 Junho

- Campeonato Brasileiro de Fórmula 3

- FEIMÁTICA- Feira de Informática

 Agosto

- FIC- Feira de Indústria e Comércio

- Feira Exponoivas

- Rodeio Cowboy do Asfalto

 Setembro

- Carnagoiânia

 Outubro

- Exposição Agropecuária

 

hspace=0 INFORMAÇÕES ÚTEIS:

PREFEITURA MUNICIPAL DE GOIÂNIA

E-mail: 156@amtec.goiania.go.br

Telefones: 0800-6460-156 

Sites: http://www.goiania.go.gov.br/

SUB-PREFEITURA:

E-mail:

Telefone:

INFORMAÇÕES AO TURISTA:

Rodoviaria de Goiânia : Terminal Campinas

Rua 13, Quadra 11 Área e Lote 1 - Setor Norte Aeroviário  - Goiânia - GO
Telefone: (62) 3271-4588

Aeroporto Santa Genoveva

Avenida Santos Dumont, a 8 km do centro de Goiânia
Telefone: (62) 3265-1618  

ENDEREÇO DO SITE OU PORTAL DA LOCALIDADE:

E-mail:

Telefone:

CARTÓRIOS: CIVIL, IMÓVEIS, TÍTULOS E DOCUMENTOS, OUTROS:

E-mail:

Telefones: (62) 3233-0055

Sites: http://www.guiamais.com.br

CARTÓRIO ELEITORAL:

E-mail:

Telefone:

OUTRAS INFORMAÇÕES DE TELEFONES E E-MAILS:

HOSPITAIS:

CORPO DE BOMBEIROS: 193

DELEGACIA DE POLÍCIA:

OUTROS:

E-mails e telefones:

Sites: http://pt.wikipedia.org/

PESSOAS ILUSTRES NASCIDAS NA LOCALIDADE:

 

OUTRAS INFORMAÇÕES ÚTEIS DA LOCALIDADE:


Conheça nossas opções de hotéis em Goiânia e pousadas em Goiânia para visitar Goiânia.

Promova a cidade de Goiânia no Férias. Envie-nos mais informações para alavancar sua cidade nesse novo contexto do turismo nacional!
Clique aqui.

 

 





 

HOME   |   CADASTRE-SE NO PORTAL   |   ÁREA PARA PARCEIROS   |   CONTATO

© Copyright 2014 - ferias.tur.br - Seu Portal de Turismo!