Escolha uma cidade
HOME   |   CADASTRE-SE NO PORTAL   |   ÁREA PARA PARCEIROS   



Conhece Po de Acar?
seta piscando Deixe seu comentário!
Envie suas fotos!

Po de Acar

INFORMAÇÕES | FOTOS |VíDEOS | HOSPEDAGEM | RESTAURANTES | AGÊNCIA DE TURISMO | IMOBILIÁRIAS | LOCADORA DE VEÍCULOS | GUIAS DE TURISMO | OUTROS




Roteiros do Brasil

Região Canyon do São Francisco

hspace=0 HISTÓRIA DA CIDADE

Pão de Açúcar surgiu de um determinismo geográfico - o rio São Francisco, datando o seu povoamento de 1611, com gente branca e índios da Serra do Aracaré, Estado de Sergipe. Parte do seu território pertencia a Casa da Torre(Bahia). Em princípios do século XVII, os índios Urumaris obtiveram de D. João IV terras à margem do rio São Francisco, desde o Morro do Cavalete, pelo lado do poente, até o Morro do Aranha, pelo nascente, com quatro léguas de fundo, até a Serra do Xitroá. Deram-lhe a denominação de Jaciobá que, em guarani significa Espelho da Lua. É que as noites de luar que refletem no São Francisco um gigantesco fio de cristal, talvez lhes tivessem despertado a sensibilidade poética. A generosa doação de D. João IV suscitou a inveja dos índios Xocós, residentes na pequenina Ilha de São Pedro. Após luta sangrenta que os invasores venceram, os índios Urumaris mudaram-se para um lugar fronteiro, no estado de Sergipe, ao qual deram o nome de Jaciobá, o mesmo da antiga pátria, que até hoje é conservado. Pelo ano de 1634, Cristovam da Rocha, proprietário da Ilha Grande (Penedo), estava apossado das terras onde hoje se ergue a cidade de Pão de Açúcar. Em 07 de novembro de 1660, por carta de Sesmaria, as terras passaram ao domínio do português Lourenço José de Brito Correia que, com o fim de explorar a pecuária e o comércio, pelo porto de Penedo, criou uma fazenda de gado entre os morros Cavalete e Farias, com o nome de Pão de Açúcar. O nome Pão de Açúcar deve-se ao fato de achar-se a casa grande muito próxima ao Cavalete, cujo aspecto e configuração assemelha-se a uma forma das que, ordinariamente, era usada para purgar e clarificar o açúcar. A Freguesia foi criada em 11 de junho de 1853, pela lei 227, sob a invocação do Sagrado Coração de Jesus. Tornou-se vila em 03 de março de 1854, pela lei 233, sendo desmembrado  da vila de Mata Grande. De seu território, em 1887 foi desmembrado o território para constituição do Município de Piranhas. Foi elevada à categoria de cidade em 18 de junho de 1877. Fato marcante na história da vila Pão de Açúcar é o pernoite, nos dias 17 e 22 de outubro de 1859, do Imperador D. Pedro II, quando de sua viagem à Cachoeira de Paulo Afonso. O Anuário do Museu Imperial, de 1949,em sua página 142, publica o diário particular de Sua Majestade, onde faz elogiosa referência à vila, usando textualmente a expressão: A vista de Pão de Açúcar é bonita.  

Significado do Nome:

O nome da cidade deriva da forma de um dos morros que era semelhante a maneira pela qual se purificava o açúcar, nos tradicionais engenhos da região. antes, o município era chamado de Jaciobá, nome tupi-guarani que significa Espelho da Lua. 

Aniversário da Cidade:

03 de Março

Gentílico:

pãodeaçucarense

População:

23.809 habitantes 

hspace=0 CARACTERÍSTICAS:

O município de Pão de Açúcar se caracteriza pela sua semelhança com a cidade do Rio de Janeiro. Destacam-se as praias do Abaiti, das Mangueiras, Central e do Limoeiro; Ilha do Ferro e a Serra Grande. Possui fazendas modelo, sobrados coloniais e uma réplica do monumento Cristo Redentor.

Clima:

Tropical com chuvas de Março a Julho  

Temperatura Média:

25º C 

hspace=0 COMO CHEGAR:


Localização:

Santana do Ipanema 

Limites:

Piranhas, Palestina, Olivença, Major Esidoro, Arapiraca 

Acesso Rodoviário:

BR-101/AL; Sul/AL-130; (Pavimentadas em Regular Estado de Conservação). 

Distâncias:

Da Capital:

239 km 

Outras: 

 

hspace=0 TURISMO:

Resumo:


Principais Pontos Turísticos:

Monumento Cristo Redentor

É o principal ponto de visitação do município. Localizado no topo do morro do Cavalete, proporciona uma bela vista  do Velho Chico e da cidade de Pão de Açúcar. A estátua foi erguida em 1950 pelas mãos do artista pão-de-açucarense João Lisboa. Construída em cimento armado mede 12,8 metros de altura e pesa cerca de 40 toneladas. Do alto o visitante pode avistar a Ilha Belmonte, lugar que pela sua característica de um ferro de engomar, deu origem ao nome do Povoado Ilha do Ferro, outra importantes parada para aqueles que valorizam o espetáculo que a natureza oferece. 

Sobrado que hospedou D. Pedro II

O prédio foi testemunha dos principais passos da florescente vila Pão de Açúcar. O Sobrado foi palco de muitos acontecimentos  históricos, sendo o mais importante, o pernoite do Imperador D. Pedro II, em 1859, quando de sua viagem à cachoeira de Paulo Afonso. Durante muito tempo o prédio funcionou como um hotel. Tombado pelo Patrimônio Histórico, atualmente há um projeto para recuperá-lo e transformá-lo em Casa da Cultura. Sua construção data de 1854.

Praia Central

Está localizada próximo ao centro da cidade. Possui embarcações para alugar, barracas e barzinhos. Apresenta-se sob forma de um imenso cordão arenoso. É própria para banho, com profundidade variando de 1,5 a 3 metros.  Neste local estão armadas várias barracas que comercializam bebidas e comidas típicas ( peixe, pitu, camarão, carne-de-sol, galinha ). 

Praia do Abaiti 

A praia do Abaiti localiza-se a 15 minutos, de barco, saindo de Pão de Açúcar. No seu entorno há vários morros com altitudes de aproximadamente 100 m, com uma cobertura vegetal de caatinga. A praia tem extensão de 4 km e profundidade variando de 1 a 2 metros.
  
Praia das Mangueiras
 
O atrativo localiza-se a 2 km do centro da cidade. No seu entorno a cobertura vegetal é de árvores frutíferas como a mangueira, que originou o nome de Praia das Mangueiras. Está localizada próxima ao sopé do Morro do Cavalete. Sua extensão é de aproximadamente 500 m, e largura de 21 metros, com areia fina e de cor creme. A água é azul e cristalina.  O local é propício a banho, com profundidade que varia de 2 a 10 metros.  

Biblioteca Publica Professor Ademar de Mendonça

O acervo compõem-se de 1.200 livros. Destauqe para os temas científico, ficção e educativo. Funciona para pesquisa nos horários de 08:00h às 12:00h, 14:00h  às  17:00 h e das 18:00 h às  21:00 h. A comunidade tem acesso aos livros de pesquisas e ao mini-museu, onde estão expostos fósseis de animais pré-históricos encontrados na região e instrumentos do período neolítico. Possui ainda uma galeria de escritores da terra.

Igreja do Bonfim

A igreja é centenária. A fachada tem 8 metros de largura e a torre centralizada, demarcando a porta de entrada. A platibanda é trabalhada com adornos de massa. Nas paredes laterais, as janelas de madeiras apresentam bandeiras em arco pleno, com acabamento em ferro e vidro. As imagens encontradas na Igreja são de Senhor do Bonfim, Nossa Senhora da Vitória, Nossa Senhora de Fátima e Cristo Crucificado, todas em gesso. As missas acontecem as Quartas-feiras às 19:00.

Igreja de Jesus e Maria José

Parte da construção composta de torre a direita e nave, data de mais de 300 anos. A segunda torre foi construída em 1941. A construção tem cerca de 500 m2 . O Altar mor traz, num plano mais elevado, as imagens de São José, Maria e Menino Jesus, em gesso. As imagens, em madeira, do Coração de Jesus, de São Sebastião e Santo Antônio são as mais antigas. No conjunto das imagens destacam-se a de São José, Maria e Menino Jesus, em estilo barroco, com as vestes bem trabalhadas e pintadas em dourado, datando de cerca de 300 anos.

Praia do Limoeiro

Está localizada em frente ao povoado do mesmo nome, um dos mais antigos municípios de Pão de Açúcar. Saindo da Praia Central, de lancha, leva-se 25 minutos para se chegar à Praia do Limoeiro que é coberta por vegetação herbácea arbustiva, numa extensão de aproximadamente 5 Km, com profundidade de 1  a  6  metros. Sua formação é de bando de areia, originado de acumulação de sedimentos transportados pelo Rio São Francisco. É local de grande beleza. A areia é fina de cor creme e as águas são cristalinas. Sua morfologia é suavemente plana. A ancoragem é realizada de forma natural, por embarcações de pequeno e médio portes. Atualmente a praia está preservada, sendo pouco frequentada por está distante da cidade. 

hspace=0 EVENTOS:

Calendário de Janeiro a Dezembro:

Janeiro

- Festa de Bom Jesus dos Navegantes - Conhecida também na região como Festa de Reis. É considerado um dos maiores eventos turísticos, culturais e religiosos do interior de Alagoas. São quatro dias de muita festa, sendo o ponto culminante o 2º domingo do mês de janeiro (último dia). Uma vasta programação é cumprida. Torneios esportivos (futebol society, futevoley, futebol de campo, provas ciclísticas, corrida de jumento, maratona, prova de nação, prova de remo, corrida de canoa); eventos religiosos (missas, carreata e bênçãos dos carros e a procissão fluvial do Bom Jesus dos Navegantes); retretas com a Banda Musical Guarani (formada por músicos da terra) e apresentação de grupos folclóricos, no Coreto, preservam as tradições e costumes deste povo ribeirinho. Um trio elétrico e bandas musicais promovem a animação total em plena orla da cidade durante o sábado e domingo. Bebidas e comidas típicas (peixada e pituzada e buchada) são comercializadas nos bares, restaurantes e barracas localizadas na orla. Este evento atrai todos os anos uma média de 25 mil pessoas, que transformam a praia Central em um formigueiro humano.

 Fevereiro

- Carnaval no Paraíso - Festejo momesco que tradicionalmente obedece ao calendário oficial brasileiro. São quatro dias de muita folia pelas ruas da cidade e em plena praia do Velho Chico. Todos os anos atrai pessoas de diversas cidades do Estado. São dezenas de ônibus e centenas de carros pequenos que invadem a cidade trazendo foliões. Na abertura desta festa acontece a entrega da chave da cidade pelo Prefeito do Município ao Rei Momo, que em seguida, desfila ao lado da Rainha do Carnaval pelas principais ruas da cidade. Um trio elétrico e duas bandas promovem a folia total durante os quatro dias no Quartel General do Frevo. No domingo e terça-feira é realizado o tradicional banho de rio a fantasia, onde a euforia momesca é   transferida para a orla através de um trio elétrico e duas bandas, que contagiam os foliões. Diversos blocos desfilam pelas ruas e praias e visitam casas residenciais, sendo esta última um antigo costume dos saudosos carnavalescos da Terra de Jaciobá. Uma bandinha  formada por músicos da terra promove a alegria do carnaval nas principais comunidades rurais, durante os quatro dias.

Data Móvel

- Forroçúcar - Já  tornou-se uma tradição a realização do Forroçúcar no aconchegante Arraiá do Povão, armado em plena orla e cercado por dezenas de  barracas que comercializam bebidas e comidas típicas: milho assado e cozido, pamonha, canjica e churrasco, etc.  Um espetáculo pirotécnico abre os festejos . Todas as noites bandas renomadas promovem o forrobodó mais animado do sertão alagoano. A cada noite de festa duas quadrilhas apresentam-se arrancando os  aplausos do público presente. Ainda fazem parte da programação do Forroçúcar : concursos  casal forrozeiro do ano, rua mais animada e carroça de burro mais original. Mais de sete sanfoneiros e conjuntos regionais levam a animação do forró para diversos povoados rurais do Município. No último dia de festa (em homenagem a São Pedro ), durante a tarde acontece um tradicional desfile de carroças, quadrilhas, sanfoneiros e o Boi Fubá cortejado por dezenas de cavaleiros, percorrendo as ruas da cidade. Á noite, no Arraiá do Povão, os vencedores dos concursos são premiados, vindo em seguida apresentação de quadrilhas e muito forró até o sol raiar.

- Tem Festa toda Semana - Pão de Açúcar possui a mais bela e extensa praia de água doce do baixo São Francisco. Por este motivo foi batizada de Paraíso da Água Doce. São centenas de banhistas que visitam  esta terra nos finais de semana e feriados. Os bares e restaurantes da orla são bem freqüentados. Porém, as barracas localizadas em plena Praia Central são as mais procuradas pelos visitantes que saboreiam as comidas e bebidas típicas do Município.  O clima de festa é constante na Praia do Velho Chico, que é invadida por pessoas, carros e motos. E nessa fuga para o lazer, cada um promove a sua própria festa - uns conduzem instrumentos musicais e fazem suas batucadas, outros preferem curtir os sons musicais que vêm das barracas e para muitos, a opção está mesmo no som do vento e das águas cristalinas do nosso rio que oferece um inesquecível e relaxante banho.  

hspace=0 INFORMAÇÕES ÚTEIS:

PREFEITURA MUNICIPAL DE PÃO DE AÇUCAR

E-mail:

Telefones: (82) 3624-1130

Sites: http://www.paodeacucar.al.gov.br/

SUB-PREFEITURA:

E-mail:

Telefone:

INFORMAÇÕES AO TURISTA:

E-mail:

Telefones:

ENDEREÇO DO SITE OU PORTAL DA LOCALIDADE:

E-mail:

Telefone:


CARTÓRIOS: CIVIL, IMÓVEIS, TÍTULOS E DOCUMENTOS, OUTROS:

1º TABELIONATO DE NOTAS E PROTESTO E OFÍCIO DE REGISTRO DE IMÓVEIS:

E-mail: cartorio1paodeacucar@yahoo.com.br

Telefones: (82) 3624-1536

Sites: http://portal.mj.gov.br/

CARTÓRIO ELEITORAL:

E-mail:

Telefone:

OUTRAS INFORMAÇÕES DE TELEFONES E E-MAILS:

HOSPITAIS:

CORPO DE BOMBEIROS: 193

DELEGACIA DE POLÍCIA:

OUTROS:

E-mails e telefones:

Sites: www.sebrae.com.br

www.newhopetur.com.br

www.municipionline.com.br

www.brimagens.com.br

www.gazetaweb.globo.com

http://pt.wikipedia.org

PESSOAS ILUSTRES NASCIDAS NA LOCALIDADE:

 

OUTRAS INFORMAÇÕES ÚTEIS DA LOCALIDADE: 

 

 


Conhea nossas opes de hotis em Po de Acar e pousadas em Po de Acar para visitar Po de Acar.

Promova a cidade de Po de Acar no Férias. Envie-nos mais informações para alavancar sua cidade nesse novo contexto do turismo nacional!
Clique aqui.

 

 





 

HOME   |   CADASTRE-SE NO PORTAL   |   ÁREA PARA PARCEIROS   |   CONTATO

© Copyright 2014 - ferias.tur.br - Seu Portal de Turismo!