Rincão

Rincão-SP

Bem-vindo a Rincão!

Aqui você vai encontrar inúmeras pousadas em Rincão, opções de hospedagem em hotéis, campings e muito mais. Informações atualizadas e fotos enviadas por usuários do site estão disponíveis no menu lateral.

Comentários de Rincão

Após a morte de meu pai é que fiquei sabendo que sua cidade natal era Rincão e estou muito curiosa de ver fotos e de chamar meus dois irmãos para conhecer a cidade,obrigado.
Por: Iris Inácio do Nascimento

sou filho dessa terra abençoada por Deus, e jamais esquecerei onde nasci e cresci sinto muita vontade de um dia voltar a viver ai novamente pois foi que vivi deixo aqui meu abraço a todos aqueles que conheci, ate um dia.
Por: marco massei

fiquei sabendo, que a praça da cidade tem um nome muito significante para nos da familia massei. pois meu avo fez por onde merecer pois estamos muito orgulhosos por isso só temos que agradecer muito obrigado por terem elogiado a praça com o nome do meu avo. ate mais
Por: marco massei

gostaria de estar recebendo noticias de minha cidade natal, para sempre estar atualizado pois adoro rincão.sou da epoca em que rincão tinha a nestle empresa que meu pai trabalhou muitos anos. agradeço a Deus por ter nascido nessa bela cidade.
Por: marco massei

amo essa cidade morei ae por 1 ano tenho muitos amigos ae
Por: uessdras

conheço rincão muito bem fui nascida e criada em cidade hoje n morro mais em rincão mas estou sempre ai essa cidade é muito aconchegante amo rincão.
Por: rosemeire martins dos santos

Nasci em Rincão-SP, amo essa cidade. No momento que vivemos um respeito ao meio ambiente, vale a pena conhecer sua natureza, morros e rios maravilhosos. Sempre te amarei Rincão, pedaço de terra eternamente querida.
Por: Luiz Roberto Facchini

o que vi no porta l nasci en 1929 vivi 19 anos gostava de trabalhar na rosa do povo lugar sussegado
Por: lidia

Rincão é tudo de bom. Amo, Adoro faz parte da minha vida!!!!!
Por: newton gonçalves de oliveira

adoraria conhecer a cidade de rincão mas naun sei comoaxo muito linda mas só conheço por nome e pelo saiti axo muito linda essas pousadas bjus
Por: cid@cost@

Eu freguentei Rincão nos idos de 1960 até 1975. Eu passava férias na nossa fazenda Santa Olympia em Guatapará. E o que mais eu gostava naquela época, é ir de cavalo até Rincão tomar sorvete de ameixa na sorveteria. Boas lembranças...
Por: vera lucia monteiro da silva valente

amo rinçao sou nacisda ai cidade gostosa filha de joão rapatão hoje mora em jundiai
Por: hortenca aparecida lopes

meus pais nasceram aee,minha mae se chamava maria de lordes funari maillari,filha de nicolas funari e ana rodrigues funari, ja meu pai ,joao maillari filho de raphael maillari e benta pereira maillari
Por: Angela Maria Maillari Christovam

Informações de Rincão

Roteiros do Brasil

Região Cenro Norte Paulista

hspace=0 HISTÓRIA DA CIDADE

Rincão – desde 1.884 – 1.948 A história atual da cidade de Rincão muito se prende a de Araraquara, pois desde a sua formação (1884) até 1948, esteve ligada a ela. Os primeiros habitantes primitivos da região foram os Guayanás, de uso e costumes próprios, sedentários e não antropófagos, que aqui construíram suas tabas. Na linguagem comum, rincão é um lugar qualquer, mas o aspecto geográfico a que se refere, o vocabulário colhido em tempos remotos, tem características próprias. De origem castelhana, provém da época em que o arame não era utilizado na Campanha Gaúcha. A criação de gado exigia o uso de lugares apropriados para manter o rebanho, sendo as águas dos rios um dos obstáculos naturais, como também os morrões, capões de matas. Rincão era a curva do rio que permitia manter reunido o gado ou tropas, porque fechada por três lados ocupava o quarto a pionada encurralando os animais. Como o rincão é acidente comum na paisagem gaúcha, a pionada ou tropa, escolhia tais lugares para acampar, daí veio o derivado arrinconar: por os animais num rincão, fazer pouso durante a jornada. Em tempos remotos passavam conduzindo suas tropas pela região e no lugar onde acampavam, existe um córrego de cada lado, protegendo por morros e matas, sendo hoje a fazenda São José da Cachoeira, enquanto que o sítio urbano da cidade de Rincão era chamado Paciência, nome do córrego que margeia. Em 1790 Pedro José Neto – de Itú foragido da justiça, penetrou pelas matas, hoje São Carlos, fundando Araraquara; explorou a região e estabeleceu as posses de Ouro, Rancho Queimado, Cruzes, Lageados, Cambuí, Monte Alegre, Bonfim Almas, fixando-se em Monte Alegre; para ficar livre da justiça de Itú, repartiu com outros exploradores os seus domínios. Entre eles Major Duarte vendeu Monte Alegre e fez doação das posses do Ouro, Cruzes e Rancho Queimado; a João Manuel do Amaral a do Bonfim; a Domingos Soares de Barros a do Lageado, e ao Coronel Joaquim Moraes de Leme a do Cambuí. Eles requeriam carta de sesmaria 1 junto ao governo, para maior segurança de seus direitos e assegurarem a manutenção de suas posses. Em 1812 veio de Porto feliz o Juiz das Mediações ajudante José Joaquim da Rocha, que deu início a divisão das terras. As sesmarias que formaram o município de Rincão foram: Almas, Rancho Queimado, Anhumas, Bonfim e Simão (Motuca). Eram grandes proprietários com grande número de mão-de-obra escrava, no cultivo na sua maioria era o café. Por volta de 1880 existiam em Paciência três casebres de taipas e barro. Em 1884 notícia de que a Companhia Paulista de Estrada de Ferro iria passar pelos trilhos pelo “rincon”, com isso os proprietários fundaram em Paciência uma vila onde foi construída uma capela e deram o nome ao local de Rincão. A povoação situava a direita do Córrego da Paciência continuando a Fazenda com o nome de São José da Cachoeira. Em 01/04/1892, a Companhia de Estrada de Ferro concluía o assentamento dos trilhos e deu a inauguração da Estação de Rincão, influindo em motivos especiais como a atividade Agrícola , que na época era o café, e a pecuária constituindo o local numa espécie de garganta por onde passavam todos os produtos, com destino a capital, e também a localização geográfica próxima de grandes centros na época. Os fundadores foram os donos da fazenda: João Luís e Francisco Caetano Sampaio, cujas as terras se estendiam até o local da Vila em fundação. Para a formação do patrimônio paroquial, João Caetano Sampaio doou as terras onde foi construída a Igreja e vieram os primeiros habitantes.  

Significado do Nome

O nome atual da cidade de Rincão tem essa origem castelhana, pois foram os tropeiros gaúchos que antes da criação do Distrito de Paz, lhe deram essa denominação. 

Aniversário da Cidade:

 

Gentílico:

Rinconense

População:

10.414 habitantes 

hspace=0 CARACTERÍSTICAS:


Clima:

Tropical 

Temperatura Média:

26º C  

hspace=0 COMO CHEGAR:


Localização:

Araraquara

Limites:

 

Acesso Rodoviário:

SP-348 (Rodovia dos Bandeirantes) / SP-310 (Rodovia Washington Luiz) / SP-318 (Rodovia Engenheiro Thales de Lorena Peixoto Junior) / SP-051/255 (Rodovia Jornalista Paulo de Arruda Correa da Silva)

Distâncias:

Da Capital:

262 km  

Outras:

 

 

hspace=0 TURISMO:

Resumo:


Principais Pontos Turísticos:

Estação Ferroviária

Cia. Paulista de Estradas de Ferro (1892-1971)
FEPASA (1971-1998)
RINCÃO
Município de Rincão, SP
Linha-tronco - km 285,759 (1958)   SP-2232
Inauguração: 01.04.1892
Uso atual: Prefeitura Municipal e Centro Cultural   com trilhos
Data de construção do prédio atual: c.1915 
 
HISTÓRICO DA LINHA: A linha-tronco da Cia. Paulista foi aberta com seu primeiro trecho, Jundiaí-Campinas, em 1872. A partir daí, foi prolongada até Rio Claro, em 1876, e depois continuou com a aquisição da E. F. Rio-Clarense, em 1892. Prosseguiu por sua linha, depois de expandi-la para bitola larga, até São Carlos (1922) e Rincão (1928). Com a compra da seção leste da São Paulo-Goiaz (1927), expandiu a bitola larga por suas linhas, atravessando o rio Mogi-Guaçu até Passagem, e cruzando-o de volta até Bebedouro (1929), chegando finalmente a Colômbia, no rio Grande (1930), onde estacionou. Em 1971, a FEPASA passou a controlar a linha. Trens de passageiros trafegaram pela linha até março de 2001, nos últimos anos apenas no trecho Campinas-Araraquara.
 
A ESTAÇÃO: O povoado já existiria em 1884, quando os proprietários de terras do local, então um bairro rural afastado no município de Araraquara, ouvindo que a então Companhia Rio Clarense iria levar suas linhas até ali, construíram uma igreja dando o nome de Rincão ao povoado de 3 ou 4 casas de taipa que tinha o nome do córrego ali perto, Paciência. A estação foi finalmente aberta em 1892, já pela Companhia Paulista. A partir de 1901, passou a ser ponto de bifurcação da linha, com a inauguração do ramal do Mogi-Guaçu, que chegaria a Pontal dois anos mais tarde. A partir de 1928, com o alargamento de bitola da linha que transformaria em tronco o trecho Rincão-Passagem- Bebedouro, passou a ser o ponto de saída do agora chamado ramal de Jaboticabal, antiga linha-tronco em bitola métrica, até então. Este ramal foi extinto em janeiro de 1969. Também em 1928, chegaria à estação a eletrificação da linha. de Monteiros, uma derivação que ia para Ribeirão Preto. A Cia. Paulista nos levava da Estação da Luz até Rincão, onde acabava a alimentação elétrica. Não dá para esquecer os vagões azuis impecáveis da Paulista. Em Rincão, saía a locomotiva elétrica e entrava a máquina Diesel, que nos deixava em Guatapará e seguia para Barretos. Eu adorava ver a operação de troca de locomotivas. De Guatapará íamos de máquina a vapor para Monteiros, na fazenda onde nasceu minha mãe. Estou falando da década de 50 (Coryntho Silva Filho, 08/2003).
A locomotiva V-8 da FEPASA entra como nos velhos tempos de Paulista, puxando o trem de passageiros que vai estacionar alguns minutos ali, para troca de locomotivas. Ali era o final da tração elétrica (Foto Coryntho Silva Filho).
alargada, a Paulista manteve uma linha de bitola mista nos 11 km entre Rincão e Guatapará, para que os trens de bitola métrica da Paulista pudessem atingir a estação de Guatapará e dali, se necessário, entrar nas linhas métricas da Mogiana até São Simão ou Ribeirão Preto por questões operacionais: o mesmo era válido para os trens da Mogiana. Somente em 1949 Rincão tornou-se município. Rincão foi a ponta dessa eletrificação até 1997, quando a Fepasa, sucessora da Paulista, retirou os cabos aéreos, mantendo-os somente até Araraquara. Os trens de passageiros, que seguiam, nos últimos anos, até Barretos, acabaram por ser suprimidos em março de 1998; mesmo assim, e como um milagre, a estação estava muito bem conservada em agosto de 1998, quando lá estive pela primeira vez, e se parecia com uma estação de filmes antigos: as placas no lugar, o escritório arrumadinho, chefe de estação, móveis antigos... A plataforma era totalmente coberta, como nas grandes estações. Infelizmente, a situação mudou rapidamente: Já viu como está a estação de Rincão? Com tapumes e totalmente tomada por cheira-colas. Fui lá semana passada com esposa e filhos, enxotando maconheiros para poder ficar um pouco no que restou de seu belo jardim interno. Um, velhinho que estava passando falou: olha só, isso é Brasil. Eu não sabia se sorria ou chorava. A estação e a cidade estão tão abandonadas que é uma das poucas cidades de SP que diminuíram entre os dois últimos censos. Com Rincão aconteceu o mesmo que pode acontecer com todas as cessões: um particular ia transformar aquilo em sala cultural. Botou tapume em tudo, abandonou e desapareceu. Dá ainda para ver o velho relógio da estação e indicadores de salas (Hélcio Tagliolato, 27/04/2001). Em fevereiro de 2004, a estação foi entregue reformada pela Prefeitura e passou a servir de sede da Prefeitura - em caráter provisório, e em centro cultural, segundo Robson Vitalli. (Fontes: Enciclopédia dos Municípios Brasileiros, vol. XXX, IBGE, 1958, p. 41-43; pesquisa local, 1998-2005; Coryntho Silva Filho; Hermes Hynuy; Filemon Peres; Verbo Arquitetura; Helcio Tagliolato, 2001; Robson Vitalli, 2004). 

hspace=0 EVENTOS:

Calendário de Janeiro a Dezembro:


 

hspace=0 INFORMAÇÕES ÚTEIS:

PREFEITURA MUNICIPAL DE RINCÃO

E-mail:

Telefones: (16) 3395-9100

Sites: http://www.rincao.sp.gov.br/

SUB-PREFEITURA:

E-mail:

Telefone:

INFORMAÇÕES AO TURISTAS:

EMPRESAS DE ÔNIBUS DA REGIÃO:

Viação Cometa S/A:

SAC: 0800 942 0030
Deficientes Auditivos e da Fala
SAC: 0800 770 3603

Site: http://www.viacaocometa.com.br

ENDEREÇO DO SITE OU PORTAL DA LOCALIDADE:

E-mail:

Telefone:


CARTÓRIOS: CIVIL, IMÓVEIS, TÍTULOS E DOCUMENTOS, OUTROS:

CARTÓRIO DE REGISTRO CIVIL E ANEXO:

AV. JOÃO BATISTA CORSI, 349 - CENTRO
RINCÃO-SP
TELEFONE: (16) 3295-1310
 

CARTÓRIO ELEITORAL:

E-mail:

Telefone:

OUTRAS INFORMAÇÕES DE TELEFONES E E-MAILS:

HOSPITAIS:

CORPO DE BOMBEIROS: 193

DELEGACIA DE POLÍCIA:

OUTROS:

E-mails e telefones:

Sites: http://www.guiamais.com.br

http://pt.wikipedia.org

http://www.estacoesferroviarias.com.br

PESSOAS ILUSTRES NASCIDAS NA LOCALIDADE:

 

OUTRAS INFORMAÇÕES ÚTEIS DA LOCALIDADE: 

0
hotéis, pousadas e serviços encontrados em Rincão

Envie seu comentário sobre Rincão