Peruíbe

Peruíbe-SP

Bem-vindo a Peruíbe!

Comece planejando a sua viagem para Peruíbe utilizando o menu no lado esquerdo para escolher uma opção de hospedagem. Temos diversas pousadas em Peruíbe e hotéis separados por categoria. Você também vai encontrar muitas fotos enviadas por internautas, para planejar o que fazer em Peruíbe.

A cidade de Peruíbe, localizada no estado de São Paulo (SP), foi fundada no ano de 1959. A localidade está em uma altitude de 5m em relação ao nível do mar, e possui uma população estimada em 45.884 habitantes. A área total de Peruíbe é de 321,7km², e sua densidade demográfica é de 142,62hab/km² (habitantes por km²). O CEP da região de Peruíbe-SP é 11750-000. Caso você possua informações atualizadas, utilize a área de comentário logo acima para nos enviar a atualização.


Peruíbe é uma cidade pequena e litorânea localizada no estado de São Paulo que atrai turistas que não querem multidões, mas belezas naturais, uma boa praia e muito, mas muito sossego. O município de Peruíbe faz divisa com outros quatro municípios, sendo eles, Itanhaém, Iguape, Itariri e Pedro de Toledo. Para quem visita Peruíbe, vale a pena também conhecer estes municípios e, também, o resto da região do Vale do Ribeira.

As praias de Peruíbe são muito bonitas, destacam-se pela limpeza e, também, por serem ótimas para o banho de mar. Uma praia que merece muito destaque na região é a de Guaraú, onde se avistam duas ilhas próximas, sendo a ilha de Peruíbe e a do Guaraú. A praia faz parte da estação ecológica da Juréia, a apenas oito quilômetros do centro. O turista pode caminhar pelas pedras ou curtir uma pescaria do deck de pesca. Há também a opção de passeios de barco, tanto pelo rio que desemboca no mar, como no mar ao redor da ilha do Guaraú, a 1,2 quilômetro da orla da praia. Nesta praia, também vale a pena experimentar o peixinho frito, sempre no capricho e tomar uma boa cerveja gelada.

Outro local muito procurado de Peruíbe é a cachoeira das antas, um complexo constituído de quatro quedas, localizado a apenas sete quilômetros do centro. É possível na região traçar trilhas ecológicas e, também, realizar passeios de bike.

A região é famosa, também, pela intensa prática da canoagem, onde são praticados os passeios com canoa havaiana e com canoa canadense. Os passeios na praia do Guarauzinho geralmente duram em media de três horas, onde são percorridas grandes distâncias. Há também outros roteiros mais longos, como o da praia do arpoador, que leva em media cinco horas, e da cachoeira secreta, que leva de cinco a sete horas, recomendado para aqueles que têm mais fôlego e sede por aventura.

Vale a pena também conhecer as ruínas da igreja de Abarebebê, identificada como a primeira a ser construída no Brasil, construída no século XVI com a finalidade de catequizar os índios da região.

Informações de Peruíbe

Roteiros do Brasil

Região Vertente Oceânica Sul

Litoral Sul Paulista

hspace=0 HISTÓRIA DA CIDADE

A primeira notícia que se tem do lugar, data de 1530, quando nem se chamava Peruíbe e a região causava medo, por causa de sua natureza bruta e de sua má fama. Peruíbe liga-se à história da antiga capitania de São Vicente e às figuras de Martim Afonso de Souza, que foi seu primeiro donatário, ao Padre Leonardo Nunes, o Aberebebê, apóstolo da primeira catequese local, de Pedro Correia, o pioneiro de povoamento brasileiro e de Anchieta, o Pajé-Guaçu. Ao pé da serra do Itatins, que mais tarde seria a Fazenda de São João, Leonardo Nunes, reunia seus primeiros catequizando, os índios e caiuás. A praia então se chamava Tapirema, região de tapir. Pedro Correia, vizinho companheiro de Fernão Morais, era um cristão novo (como eram chamados os judeus convertidos ao cristianismo) mui temido pelos índios, dada a crueldade com que os tratava, quando em entradas o que o tornou muito rico. Era o único dono do estaleiro para pequenas embarcações, chamado Porto das Naus. Suas sesmarias derramadas entre o Japuí e rio Paissambucu, iam até o Mar Pequeno. Convertido pelo Padre Leonardo Nunes, conhecido como o Padre Voador, por causa da freqüência de sua presença em todos os lugares, muito o ajudou, doando terras de sua propriedade, que iam desde Tapirema, do local chamado Pedra dos Jesuítas até Itatins perto de Itanhaém, onde o Padre começou a construir a Igreja de São João Batista.
Além da Igreja, constrói o atualmente chamado Poço de Anchieta, nos costões de Pernambuco, para as reservas de peixe, o que deu origem ao nome de Itanhaém, cujo um dos seus significados é panela ou bacia de pedra.
Em 1563 anuncia-se o levante geral dos índios do litoral e os Tamoios confederados de Anchieta. Os catecúme fugiram então para o outro lado da Fazenda São João, para um lugar chamado Vila da Conceição e Anchieta resolve transferir-se para o fim da praia de Tapirema, onde não conseguiram chegar os índios das matas do Itatins, cujo ódio se concentrava contra a Ilha Grande, fronteira à praia do Guaraú, onde o antigo reduto de Pedro Correia era usado pelos seus antigos companheiros vicentinos. Esta nova concentração de portugueses e jesuítas viria a chamar-se São João da Aldeia e assim atravessaria os séculos até se tornar na Peruíbe de hoje. Leonardo Nunes morreu num naufrágio em julho e Pedro Correia com seu irmão João de Souza, alcançou a palma do martírio um mês depois, nas mãos dos índios carijós. Tais fatos se encontraram retratados num mural de Benedito Calixto na Igreja de Santa Cecília em São Paulo. Quanto ao nome de Peruíbe, há muita discussão: diz-se que significa rio do cação, ou cação mau; segundo tupinólogos, y seria água de yperu e aib ou aiba, ruim, mau, malfeitor, mas parece que Anchieta chamara Tapirema e Peru, comparando-a ao Peru, que então seria as terras peruanas, bolivianas e equatorianas, onde se encontravam seus irmãos jesuítas, em missão evangelizadora, enfrentando as mesmas dificuldades, que ele, Anchieta, em face dos malfeitores, traficantes, índios hostis, feras, assassinos, pessoas inescrupulosas e terrenos acidentados. Assim, esta costa bravia, do Giruva e do Pernambuco, aos Costões do Guaraú, do Itú, do Una, do Prelado e da Juréia, era seu Peru, a sua cruz, o seu apostolado. A palavra seria Peruíiba, que, pela troca de a em e, deu Peruíbe. Em 1565 Anchieta deixa Peruíbe; em 1773, com a expulsão dos Jesuítas, a vila entra em decadência, vindo os imóveis dos padres a serem entregues à Coroa. Seu ressurgimento, anos depois, levou-a a tornar-se Município pelo decreto Lei nº 5285, de 18/02/1959, desmembrado de Itanhaém. Em 22/07/1974, pela Lei Estadual nº 344 foi reconhecida com Estância Balneária. 

Significado do Nome

É corruptela de Yperu e Aiba, que significa Rio do Cação ou Rio do Tubarão em língua tupi. 

Aniversário da Cidade:

18 de Fevereiro 

Gentílico:

peruibense

População:

59.793 habitantes 

hspace=0 CARACTERÍSTICAS:

Município ecológico e Estânca Balneária, Peruíbe é conhecida como a Terra da Eterna Juventude e o Portal da Juréia. Abriga grande parte da Estação Ecológico de Juréia-Itatins. Possui 32 Km de praias urbanizadas e com boa infra-estrutura turística, rios (um deles com lama negra medicinal), cachoeiras, corredeiras e um ar altamente ozonizado. Seu Padroeiro é São João Batista.

Clima:

Ameno e úmido 

Temperatura Média:

21º C 

hspace=0 COMO CHEGAR:


Localização:

Município do Litoral Sul do Estado de São Paulo  

Limites:

Itariri, Pedro de Toledo, Oceano Atlântico, Itanhaém, Iguape 

Acesso Rodoviário:

Rodovia Imigrantes/Anchieta – 128 Km de SP
Rodovia Régis Bittencourt – BR-116 – 172 Km de SP e 320 km de Curitiba
Rodovia Pedro Taques – 85 Km de Santos
Rodovia Padre Manoel da Nóbrega – 20 Km de Itanhaém 

Distâncias:

Da Capital:

171 Km  

Outras:

 

 

hspace=0 TURISMO:

Resumo:

Peruíbe é um excelente destino para quem quer desfrutar das delícias da natureza. Tem 21.559 Km de praias despoluídas, clima altamente ozonizado, natureza exuberante.
Em alta temporada, os turistas lotam todos os hotéis e pouasadas, para desfrutarem de um dos melhores pontos do litoral de São Paulo.
Oferece aos visitantes muitas opções turísticas, tais como: Praias do Centro, Parque Turístico, Costão, Prainha, Guaraú e dentro da Reserva da Juréia, as praias de Caramborê e Una, além de outras atrações como as cachoeiras do Rio do Ouro, Guanhanhã, Corredeiras do Perequê e Cachoeira do Paraíso. Tem ainda a Vila Barra do Una com seus vestígios da cultura caiçara.
É banhada pelos Rios Branco e Preto, sendo que às margens deste são encontradas as fontes das milagrosas Lama Negra e Águas Sulfurosas.
Na plataforma marítima de Peruíbe localizam-se 6 ilhas, entre elas, excelentes para o mergulho, a Queimadas Pequena e Grande, reserva biológica onde vivem as perigosas Jararacas ilhoas (Bothrops Insularis) cobras venenosas entre as mais raras do mundo.

Principais Pontos Turísticos:

Roteiros Ecologólicos

Ponte do Rio Preto 

Observar a foz do rio e área de manguezal. 

Corredeira do Paraíso 

Famosa pela exuberante beleza, com tobogã e piscina natural a 25 Km. do centro. 

Praia do Costão 

De beleza rara com costão rochoso e bica de água doce, existe uma trilha com 400 m. de extensão em meio a mata atlântica com grau moderado de dificuldade. 

Praia do Guaraú 

A 8 km do centro, possuí costão rochoso e Rio que desemboca no mar, ideal para passeios de canoa, barco ou escuna 

Cachoeira das Antas 

Onde há uma trilha de 600 m. que deve ser monitorada. 

Corredeira do Perequê 

A 15 Km. do centro, possuí piscinas naturais e uma figueira de 400 anos. 

Praia do Caramborê 

Semideserta, a caminho da Barra do Una, local ideal para quem busca paz e tranquilidade. 

Barra do Una 

Vilarejo caiçara ideal para descansar e conhecer o Rio Una do Prelado, praia semideserta, limite da Estação Ecológica Juréia-Itatins, acesso pela estrada Guaraú-Una, de terra batida a 32 Km do centro, não recomendado em dias de chuva. 

Rio Guaraú 

Pesca
 
O rio Garaú tem aproximadamente seis quilômetros de extensão aproveitáveis para a pesca. Seus principais pesqueiros são os locais com galhadas e pedras. Para quem pesca com iscas artificiais, os peixes que mais “baterão” serão os robalos; no entanto, bem no fim da maré vazante é possível fisgar caranhas de bom tamanho. São comuns nesse rio notícias de robalos de 10 a 15 kg, fisgados por pescadores amadores. Quem pesca robalo sabe que embarcar um peixe acima de 6 kg é uma questão de pura sorte, já que, estando perto das galhadas onde cracas e ostras cortam como navalhas, o robalo procura essa proteção após ser fisgado, muitas vezes rompendo a linha. O embarque então é de chance máxima de 10% a favor do pescador. 

As melhores marés, no rio Guaraú, são aquelas que se situam entre a altura máxima de 1,30 e mínima de 0,60 m. Normalmente, encontramos essas marés entre o terceiro e o quinto dia da lua nova. Uma outra dica muito importante para o sucesso dessa pescaria é que o pescador escolha um dia onde ocorram duas “viradas” de marés. Por exemplo: tome-se um dia em que o primeiro reponto da maré cheia ocorra às 3 horas da manhã. Como sabemos que a corrida da maré tem uma duração de 6 horas, concluímos então que a vazante ocorrerá até as 9 horas da manhã. Chegando-se no rio às 5:30 horas da manhã, por exemplo, teremos um bom período de três horas e meia para pescar na vazante. O reponto então ocorrerá às 9 horas da manhã, quando então a maré começará a subir. Novamente teremos uma corrida de enchente com duração de 6 horas. 

A subida da maré não é boa hora para a pesca de robalos, a não ser na primeira hora, quando a água ainda está se mexendo, pois será inevitável, nos rios de litoral, que a água do rio pare de correr, já que pela força da água do mar ela fica represada. O robalo só “pega” com a água correndo. Aqui cabe uma boa dica, já que praticamente ficaremos cerca de 6 horas sem pescar, até que a maré vaze novamente: tenha a preocupação de levar para a sua pescaria uma boa quantidade de minhocas – a velha e tradicional minhoca natural. Suba bem o rio, e lá onde a água estiver completamente doce, procure um poço com mais ou menos 2 metros de profundidade ( normalmente estão localizados em pequenas curvas ou enseadas do rio). Com uma vara telescópica ou uma vara de bambu, linha do tamanho da vara, um pequeno chumbo oliva solto na linha e um anzol pequeno, isque a minhoca e jogue o anzol perto da margem. 

Com certeza, você não terá tempo de pescar com duas varas, pois os acarás e lambaris não lhe vão dar sossego. Os lambaris são da espécie tambiú, e os acarás chegam a quase meio quilo. A felicidade de pegar um acará grande acontecerá sempre que os acarás menores derem chance ao grande de achar a minhoca primeiro que eles. Você poderá passar boas horas pescando essas duas espécies, até que a maré vire novamente. Então às 15 horas ocorrerá um novo reponto, começando uma vazante que permitirá a pesca até o fim do dia, ou enquanto ainda houver luz. 

Os melhores pesqueiros do Guaraú são as pedras, o barrando alto e as duas curvas acentuadas, com galhadas. Deve-se usar uma poita para parar o barco nesses locais e manter uma distância de 20 metros entre o pesqueiro e o barco. Lembre-se de que os robalos têm portaria do Ibama que os defende, no que se refere aos tamanhos mínimos. Desta forma, o robalo do tipo “peva” (é o de cor mais escura) tem tamanho mínimo de 30 centímetros para captura, enquanto o robalo “flecha” (é o que tem as barbatanas mais amarelas e corpo mais fino e comprido), tem o tamanho mínimo de 45 centímetros para captura.
 
Estação Ecológica Juréia 

A Estação Ecológica Juréia - Itatins, área representativa de diversos ecossistemas destinada a realização de pesquisas científicas, proteção ambiental e educação ambiental. 

Abriga cerca de 80.000 ha de Mata Atlântica e ecossistemas associados, tais como, restingas, maguezais, banhados, praias e costões rochosos, reunindo uma fauna rica e diversificada com vários espécimes ameaçados de extinção, tais como tucanos, antas, onça pintada, mono carvoeiro, papagaio chauá e jacutingas
Em tupi-guarani, Juréia e Itatins significam respectivamente ponta saliente e nariz de pedra, o que traduz com fidelidade o aspecto dessas duas formações. O maciço da Juréia é circundado pela planície costeira, enquanto que a serra dos Itatins apresenta afloramento rochoso com mais de 1.000 m de altitude. Bastante diversificada, a cobertura vegetal da área é formada de floresta densa de Mata Atlântica e ecossistemas associados. Rios de águas claras - como o Verde, o Guaraú, o Itinguçu e o Branco - originados no alto das serras e maciços costeiros, assim como os rios de águas pretas - como o Una do Prelado, Una da Aldeia, Grajaúna, Paiçaúna e o Momuna - representam a importância da preservação desta área também como reduto de biodiversidade aquática. A reserva se destaca pela presença de mais de 300 espécies de aves já catalogadas, entre elas o tucano-de-bico-verde e a araponga. Quanto aos mamíferos, encontramos a onça-pintada e a jaguatirica, além de ser um dos únicos pontos do litoral em que se encontram ovos da tartaruga-marinha-cabeçuda. Pode-se percorrer a trilha do Imperador, aberta por volta de 1545 por Martin Afonso de Souza, comunicando Cananéia com São Vicente. Há também a trilha do Arpoador, além de outras trilhas aquáticas.
 
Roteiros Urbanos 

Colônia Veneza 

Abriga a 1ª Capela de Mosaicos do Brasil elaborada pelo artista plástico Roberto Corradini, que transmite todo seu talento através dos mosaicos e esculturas em troncos de árvores, além das maravilhosas obras a Colônia possuí área de lazer e convenções aonde são realizadas exposições itinerantes

Mirante 

Torre de Transmissão de TV, onde se tem uma visão panorâmica da cidade. Ótimo local para fotografar e observar uma das maiores distâncias contínuas de Mata de Restinga que vai da linha da praia até o Parque Estadual da Serra do Mar e ilhas. 

Museu Histórico e Arqueológico 

Primeiro museu do município. Nas vitrines amarelas pode-se perceber a ocupação do homem na região da Juréia, cronologicamente, desde os sambaquis, passando pela cultura indígena (urna funerária) até a colonização (grés e objetos de ferro). Aberto diariamente em horário comercial ; sábados domingos e feriados aberto das 10:00 às 18:00hs.  

Ruínas do Abarebebê 

Principal ponto turístico, histórico e cultural do município que retrata nossa participação no período colonial. Visitação monitorada: R$ 1,00. Aberta diariamente em horário comercial ; sábados domingos e feriados das 10:00 às 18:00hs.    

Praça Flórida 

A mais bela e verdadeira Feira de Artesanato Regional, com área de lazer e de alimentação, funciona a partir das 19:00 h.   

Orla da Praia 

8 Km de  quiosques padronizados, banheiros, chuveiros, ciclovia, calçadão, estacio-namento 45º e jardim em toda a sua extensão.   

Complexo Termal 

Privilegiada pela natureza, Peruíbe pode oferecer várias alternativas de tratamento termal, entre elas está a Lama Negra que além de ser medicinal é também um grande recurso de estética e relaxamento. Você pode desfrutar dela no Complexo Termal.   

Porto de Pesca 

Inaugurado na década de 80 é um ótimo local para pescar, possui mercado de peixes frescos e um monumento da Colônia Japonesa erguido em 1964. 

Praça Ambrósio Baldim 

Conhecida  como “Praça Redonda”, ótima opção para passeio noturno, oferece praça de alimentção e lojas de variedades. 

Boulevard 

Amplo calçadão no centro comercial e de lazer. Novo espaço cultural onde se realizam shows musicais, dança, corais e o desfile e concerto da Banda Musical Municipal de Peruíbe (9 vezes campeã  brasileira).   

Praça Mons. Lino de Passos (Pça. da Igreja Matriz) 

Visite o relógio de sol, coreto, estátua do Padroeiro São João Batista e busto do emancipador e primeiro prefeito Geraldo Russomano e a Colônia dos Pescadores (prédio da 1ª Escola do Município).  

hspace=0 EVENTOS:

Calendário de Janeiro a Dezembro:

Fevereiro

18 - Aniversário da cidade

Maio

Festival de Surfe
Subida da Montanha

Junho

Festival de Inverno

Setembro

Festival de Teatro

Outubro

Mês das Missões 

hspace=0 INFORMAÇÕES ÚTEIS:

PREFEITURA MUNICIPAL DE PERUÍBE

E-mail: educacao-peruibe@peruibe.sp.gov.br

Telefones: (13) 3451-1000

Sites: http://www.peruibe.sp.gov.br/

SUB-PREFEITURA:

E-mail:

Telefone:

INFORMAÇÕES AO TURISTAS:

TERMINAL RODOVIÁRIO:

Av. 24 de Dezembro, 650
Telefone: 3455-1532

ENDEREÇO DO SITE OU PORTAL DA LOCALIDADE:

E-mail:

Telefone:


CARTÓRIOS: CIVIL, IMÓVEIS, TÍTULOS E DOCUMENTOS, OUTROS:

1º TABELIÃO DE NOTAS E DE PROTESTO DE LETRAS E TITULOS:

Pç Monsenhor Lino Passos 150 lj 20 pi 2 - Centro
Peruíbe, SP | CEP: 11750-000
Telefone: (13) 3455-9050

CARTÓRIO ELEITORAL:

E-mail:

Telefone:

OUTRAS INFORMAÇÕES DE TELEFONES E E-MAILS:

HOSPITAIS:

CORPO DE BOMBEIROS: 193

DELEGACIA DE POLÍCIA:

OUTROS:

E-mails e telefones:

Sites: http://www.nossosaopaulo.com.br

http://www.citybrazil.com.br

http://www.guiamais.com.br

http://pt.wikipedia.org

PESSOAS ILUSTRES NASCIDAS NA LOCALIDADE:

 

OUTRAS INFORMAÇÕES ÚTEIS DA LOCALIDADE: 

Comentários de Peruíbe

Peruibe para mim e o lugar mais maravilhoso do mundo!!!!!!!!!!!!!1. Fui passar as minhas férias de 2008 em peruibe mais especificamente no bairro veneza e depois de ter passado por muitas coisas como a enxente conheci o homem da minha vida!!!!!!!!!!!!!!!!!!! thiago lima te amo muito e também amo muito peruibe.
Por: thais suely

Realmente linda, posso falar pois mora aqui a mais de 20 anos, sm dúvida as mais belas de todo litoral paulista..... Deus fez Peruíbe unica, mas pra confirmar visite, confira e com certeza nunca mais vc vai sair ou deixar de visitar " A terra da Eterna Juventude" como é conhecida. att. Prof. Marcel Moreira
Por: Marcel Moreira

Conheço Peruíbe desde 1 ano de idade, hoje sou casada e já levei meus filhos para conhecer, e eles adoraram. É uma cidade bonita, limpa, tranquila e com pessoas educadas. E a pedido de meus filho, com certeza, nas próximas férias iremos novamente à Peruibe.
Por: Elisangela

vivi na cidade 1974 a 1988 adoro essa cidade morro de saudades ja que fas mais de 15 anos que nao vou ai moro na zona oeste sp as fazendas sao maravilhosas e praias entao
Por: paulo bispo dos santos

sem comentarios tanto e que tenho uma casa no centro . tenho 51 anos e frequento peruibe desde da idade de 13anos goto muito moro em sao paulo
Por: carlos alberto cioffi

vivi ai durante muitos anos e acho essa cidade linda espero tão logo voltar para ai
Por: ivani nader

Não conheço Peruibe, nunca fui...... parece ser bem legal, e muito atraente.
Por: amanda

Já fui até peruibe,foi uma viaje ganhada,adorei,eu e meu esposo ficamos 6 dias em uma pousada, da pousada fomos a praia e a uma pracinha que tinha um parque de diversão estava muito boa a viagem,achei a cidade muito calma pelo menos na região que ficamos
Por: jéssica dos santos lunardello silva

AGORA NO FINAL DE 2009, FOI A PRIMEIRA VEZ QUE EU E MINHA FAMILIA FOMOS PA ESTA PRAIA MUITO LINDA,PARABENS PARA TODOS OS MORADORES DESTA CIDADE. PREDENDO RETORNAR NOVAMENTE. MUITO BONITO A PRAIA E A PRAINHA.
Por: VALDEMIR BARBOSA DE ASSUNÇÃO

ESTOU APAIXONADA POR ESSE LUGAR JÁ DISSE PARA O MEU MARIDO" QUERO UMA CASA EM PERUÍBE"
Por: MEIRE

Acreditem, estive ai pela última vez em 1981,porque sempre estava em guaraú..(ai ,que saudade) depois meus pais me trouxeram para minas e ai então nunca mais! sempre falo para meu filho:um dia ,um dia..você vai ver oque eu vi,sentir oque eu senti,viver oque eu vivi..pois vou te levar para guaraú passando por essa magnifíca, linda ,maravilhosa,bela e tudo de bão..cidade,que é peruíbe! um dia..
Por: luciano schmidt

uma cidade muito boa para morar pessoas muito convidativas nota 100000000000000
Por: jose

eu e minha esposa estivemos em peruibe no dia 12/03/2010 e ficamos encantados com as belezas da cidade; já estamos agendando uma nova viagem de excurção em breve. NELSON - AVARÉ/SP.
Por: NELSON BENEDITO BATISTA

Tenho um amigo que mora em Peruíbe.. meu querido amigo Rodolfo.Vi as fotos.. que coisa maravilhosa.. que espetáculo de lugar.. um paraíso.Desejo mto conhecer Peruíbe.. e ficar p/ sempre num lugar como esse.Que Deus me ajude p/que esse sonho se realize tbm. Peruíbe.. você é encantadora!!! EU TI AMO Peruíbe!!! Mtos beijos e abraços à todos de Peruíbe ok!!! Com mto carinho.. mtos beijinhos. Maria Carmem Souza Sou de Londrina-Pr
Por: Maria Carmem Souza

Um lugar inesquecivel, muito limpo e bonito, vale a pena conhecer todas suas praias e pontos turisticos..... não consigo ficar muito tempo sem visitar.
Por: ANA LUCIA

Peruíbe é o lugar mais maravilhoso que conheço, praias belissímas e limpas, o povo é muito receptivo, dá até para dizer que por lá fizemos alguns amigos, quem não teve ainda a oportunidade de conhecer pode ir sem medo de ser feliz, aproveitem para visitar a prainha logo pela manhã, a mare é tão calma que parece mais um rio e a tarde vão se refrescar na cachoeira do Pereque.
Por: conceição figueiredo de oliveira

eu e minha esposa estivemos novamente no feriado do dia 15 de novembro visitando a cidade de peruibe e cada vez ficamos encantados com as maravilhas que esta cidade oferece, ja incluimos em nosso roteiro anual de ferias visitas a esta cidade fantastica.
Por: nelson benedito batista

Estive em peruibe pela primeira vez em janeiro de 2011 de férias com meu marido e meus dois filhos,realmente ficamos encantados com a beleza das praias e da cidade,que lugar maravilhoso,tanto que pretendemos voltar lá.já em abril....se Deus quiser Peruibe nos aguarde
Por: Márcia Regina

0
hotéis, pousadas e serviços encontrados em Peruíbe
Fundação:
1959
Altitude:
5m
População:
45.884 habitantes
Área:
321,7km²
Densidade Demográfica:
142,62hab/km²
CEP:
11750-000

Envie seu comentário sobre Peruíbe