Contagem

Contagem-MG

Bem-vindo a Contagem!

Comece planejando a sua viagem para Contagem utilizando o menu no lado esquerdo para escolher uma opção de hospedagem. Temos diversas pousadas em Contagem e hotéis separados por categoria. Você também vai encontrar muitas fotos enviadas por internautas, para planejar o que fazer em Contagem.

A cidade de Contagem, localizada no estado de Minas Gerais (MG), foi fundada no ano de 1948. A localidade está em uma altitude de 902m em relação ao nível do mar, e possui uma população estimada em 520.801 habitantes. A área total de Contagem é de 195,2km², e sua densidade demográfica é de 2.668,04hab/km² (habitantes por km²). O CEP da região de Contagem-MG é 32000-000. Caso você possua informações atualizadas, utilize a área de comentário logo acima para nos enviar a atualização.

Comentários de Contagem

e a cidade mais linda do mundo!!! eu amo de mais bjosssss contagem.
Por: sonia

Contagem é uma cidade maravilhosa,ela é uma cidade histórica com varias construções tombadas...!!!
Por: Luísa

A Polícia Ferroviária Federal foi criada 1852, durante o Império de D. Pedro II, e regulamentada pelo Decreto 1930, de 26 de abril de 1857, sendo assim, a primeira polícia especializada do país. Naquela época, as ferrovias eram o principal meio de transporte de cargas do país, tendo imensa importância para a economia nacional. Com o passar dos anos, a maioria das ferrovias brasileiras foi extinta ou privatizada. A Constituição Federal de 1988 igualou a Polícia Ferroviária Federal aos demais órgãos da Segurança Pública em seu art. 144, § 3º: “A polícia ferroviária federal, órgão permanente, organizado e mantido pela União e estruturado em carreira, destina-se, na forma da lei, ao patrulhamento ostensivo das ferrovias federais”. Como podemos observar a Polícia Ferroviária Federal exercia funções de polícia administrativa, como a fiscalização das ferrovias federais, através do patrulhamento ostensivo, o qual tem a finalidade de realizar o policiamento e a fiscalização das ferrovias federais. O Historiador Adinalzir Pereira Lamego (2007, p. 01)[1] relata a atual situação da PFF: Hoje, 155 anos depois, ela ostenta outro título, com bem menos glamour: o de menor polícia do mundo. A privatização das ferrovias brasileiras, em 1996, atirou definitivamente a Polícia Ferroviária Federal (PFF) no esquecimento: poucos sabem que ela existe, apesar da previsão constitucional. O efetivo de 3,2 mil homens antes das concessões se reduziu a 780, para fiscalizar 26 mil quilômetros de trilhos, destinados ao transporte de carga. (...)O último concurso para a corporação vai completar 18 anos e todo os seus agentes têm mais de 40 anos. (...) Seus comandados, depois das concessões das ferrovias, foram distribuídos para os ministérios dos Transporte e das Cidades. Hoje, parte deles fiscaliza o transporte de carga e outra, os trens de passageiros urbanos. O Departamento de Polícia Ferroviária Federal, assim como o Departamento de Polícia Rodoviária Federal, fazia parte do Ministério da Justiça. Porém, nos últimos anos, sofreu um processo de esvaziamento institucional, e acabou deixando de fazer parte do MJ, sendo seus servidores remanejados aos Ministérios das Cidades e dos Transportes. A PFF já foi chamada de Polícia dos Caminhos de Ferro, depois se transformou em Polícia das Estradas de Ferro, atualmente, é apelidada de menor polícia do mundo (LAMEGO, 2007). Então, a instituição de polícia especializada mais antiga do país está deixando de existir, tendo em vista que seus funcionários acabaram aposentando-se e o quadro funcional não foi reposto, sendo o último concurso público para a instituição realizado em 1989. (esta intituiçao centenaria e seus agentes aguardam uma posiçao até hoje ,do órgaõ competente pra iniciar seus trabalhos . abraço a todos
Por: rubens barro

Sou morado de Contagem a 28 anos, amo a minha Cidade
Por: Rafael Gomes de Andrade

sou ernandes moro em caraguatatuba litoral norte de sao paulo passei dez dias em contagem visitando o meu irmao adorei esse lugar;o climaa recepçao mineira e tudo de bom e emm breve voutarei
Por: ERNANDES PEREIRA SANTOS

hoje e feriado de contagen e porque e centenario dd cidade
Por: wellengton

Informações de Contagem

Roteiros do Brasil

Região Turística Coração das Gerais

Circuito Turístico Verde - Trilha Bandeirantes

Contagem das Abóboras 

 

hspace=0 HISTÓRIA DA CIDADE

A contagem - a primeira nas minas do Rio das Velhas - foi instalada pela Câmara da Sabará, na região das Abóboras, assim conhecida em razão de por ela passar ribeirão de mesmo nome e começou a funcionar em 9 de agosto de 1716.
Contagens ou registros eram os nomes de uma espécie de alfândega ou posto fiscal onde se pagava o direito de entrada. Ali existiam soldados e funcionários que procuravam impedir o extravio de ouro, exigindo pagamento de taxas pela entrada de qualquer mercadoria nas Minas. Esses registros foram sendo criados ao longo do século XVIII em vários pontos da capitania.
A Contagem das Abóboras ou Registro da Encruzilhada teve o objetivo de cercar a entrada de mercadorias vindas da Bahia pelo caminho do sertão e, ao seu redor, nasceu o arraial de  São Gonçalo de Contagem, com a construção, em 1725, da tosca capela dedicada ao santo protetor dos viajantes.
Nesta região do Ribeirão das Abóboras, dois caminhos se cruzavam - um, vindo do sertão, levava ao Curral Del Rei e daí a Sabará; o outro ia dar ao oeste, para os lados de Pitangui - a encruzilhada, local ideal para instalar uma barreira fiscal.
A velha Contagem existiu e sobrexistiu por causa de tais caminhos. Mas, o intercâmbio da Bahia com as minas passando pelo posto fiscal das Abóboras foi breve, durando somente quarenta anos, mais ou menos. Uma vez abolido o posto, o pequeno arraial permaneceu decadente, mas obstinado, dando passagem para os viajantes que demandavam as minas de Pitangui, mantendo o comércio e a produção agropastoril em atividade.
A exigência de um controle cada vez mais rigoroso sobre as minas centralizou o poder diretamente na Coroa Portuguesa, militarizando a sociedade na execução de uma política fiscal atroz para os moradores da Colônia e, especialmente, para os mineiros. Como posto fiscal da Câmara Municipal de Sabará, a Contagem das Abóboras passou à Administração Real.
O constante crescimento da vila de Pitangui, criada em 1715, reduziu grande parte do movimento do registro, visto que para lá surgiu uma variante do caminho dos currais, na transposição do rio Paraopeba, nos arredores de Betim. A arrematação dos contratos por ordem de Lisboa, em 1759, pôs fim ao Registro das Abóboras e, em 1765, o mesmo já não constava da relação oficial. (Élio Lúcio Rocha).
Em 1837, a Câmara de Sabará informava à Presidência da Província que não existia edifício algum dos Registros que foram criados neste Município nos lugares denominados Sete Lagoas, Ribeirão da Areia, Abóboras, Jequitibá e Zabelê, por se terem extinguido e arrematados em hasta pública com todos os seus utensílios por bem de uma Provisão da extinta justa da Fazenda datada de 07 de junho de 1809.
Na segunda metade do século XIX, o viajante inglês Richard Burton descreve em seu diário de viagens: abaixo de nós, um pouco à direita, um pequeno bosque de laranjeiras, piteiras e bananeiras mostrava onde ficara a antiga Contagem das Abóboras, hoje tão desolada como a Inquisição de Goa.
Com esses dois testemunhos fica muito claro que existiram duas Contagens - a Contage das Abóboras que surgiu de uma imposição metropolitana e se limitou a ser registro fiscal, contando com casas e currais, suficientes apenas para a contagem de gado (Carla Anastásia, Adalgisa Campos) e que chegou ao século XIX arruinada e abandonada. E a Sam Gonçalo da Contagem das Abóboras na qual a vida transcorreu vagarosamente pelo século XVIII e XIX, sobrevivendo da agricultura, pecuária e comércio. Esta Contagem é que deu origem a sede do atual município.

Significado do Nome

Na composição do nome do Registro e do Arraial é curioso observar que: SAM GONÇALO - Não foram raras as localidades que em seu nome homenageavam o famoso santo português São Gonçalo do Amarante.
DAS ABÓBORAS - Referência geográfica, pois a localidade era cortada pelo Ribeirão das Abóboras.
SAM GONÇALO DAS ABÓBORAS - Assim o local era distinguido dos outros São Gonçalo.
CONTAGE - Referência administrativa por estar próximo ao registro.
SAM GONÇALO DAS ABÓBORAS DA CONTAGE - Na necessidade de precisar o local do arraial na composição do nome temos: a devoção, a geografia e a política fiscal da metrópole.
CONTAGE DAS ABÓBORAS - Na designação do registro, a referência geográfica.
Pela lei nº 671, de 29 de Abril de 1854, o local passa a se chamar oficialmente Contagem.

Aniversário da Cidade

30 de Agosto

Gentílico

contagense

População

603 048 habitantes

hspace=0 CARACTERÍSTICAS

Cidade típica mineira. Costumes e tradições, orgulho dessa população hospitaleira.

Clima

Tropical de altitude 

Temperatura Média

21,7º C

hspace=0 COMO CHEGAR

Localização

Metropolitana de Belo Horizonte

Limites

Belo Horizonte, Betim, Ribeirão das Neves, Esmeraldas, Ibirité.

Acesso Rodoviário

Av. Amazonas / Via Expressa 

Distâncias:

Da Capital:

21 km

Outras:


hspace=0 TURISMO

Resumo:

Principais Pontos Turísticos

Casa de Cultura Nair Mendes Moreira 

Conjunto Arquitetônico da Rua Dr. Cassiano 

Capela de Imaculada Conceição e Santa Edwiges  

Igreja Matriz de São Gonçalo  

Estação Ferroviária

Rede Mineira de Viação (1957-1965)
V. F. Centro-Oeste (1965-1975)
RFFSA (1975-1996)
Ferrovia Centro-Atlântica (1996-2006)
ELDORADO
Município de Contagem, MG
Linha Belo Horizonte-Garças - km 887,497 (1960)   MG-1557
Inauguração: 01.08.1957
Uso atual: estação da FCA   com trilhos
Data de construção do prédio atual: n/d 
 
Histórico da Linha: A linha Belo Horizonte-Garças de Minas foi aberta entre 1911 e 1916 pela E. F. Oeste de Minas, ligando a capital a Garças, na época parte da E. F. Goiaz e situada na zona de mineração mineira, próxima a Goiás. Somente em 1920 foi construída a estação prórpia da EFOM na capital. A linha funciona até hoje para cargueiros, tendo sido na década de 1970 o seu início na capital fundido com a Linha do Paraopeba, da Central do Brasil. O seu trecho na região metropolitana de Belo Horizonte recebeu trens de subúrbio por muitos anos, e a partir dos anos 1990 passou a ter a linha do metrô acompanhando de perto a sua linha, que ficou somente para movimento dos trens cargueiros. 
 
A Estação: A estação de Eldorado foi inaugurada em 1957. Ainda existe e atende à Ferrovia Centro-Atlântica. Ao seu lado passa hoje a linha do metrô de Belo Horizonte, como pode ser vista na foto de 2006 abaixo. (Fontes: Guia Geral das Estradas de Ferro do Brasil, 1960; Memória do Trem; J. H. Buzelin; Edernilto; Pedro Paulo Rezende). 

hspace=0 EVENTOS

Calendário de Janeiro a Dezembro:

- Artístico  Big Festival de Teatro.   

- Canta Contagem.   

- Domingo com Arte.   

- Feira da Paz.   

- Gincana.   

- Jubileu de Nossa Senhora das Dores.   

- Artísticos / Culturais  Trilhas da Cultura.   

- Semana Santa.   

- Artístico  Festa da Música.   

- Populares / Folclóricos  Festa do João do Mato.

 Janeiro

10 - Festa do Padroeiro São Gonçalo.

hspace=0 INFORMAÇÕES ÚTEIS:

PREFEITURA MUNICIPAL DE CONTAGEM

E-mail:

Telefones: (31) 3352-5000

Sites: http://www.contagem.mg.gov.br/

SUB-PREFEITURA:

E-mail:

Telefone:

INFORMAÇÕES AO TURISTA:

Rodoviária de Belo Horizonte-MG - Terminal Israel Pinheiro

Pça. Rio Branco, 100 - Centro
Telefone : (31) 3271-8933 / 3000

ENDEREÇO DO SITE OU PORTAL DA LOCALIDADE:

E-mail:

Telefone:

CARTÓRIOS: CIVIL, IMÓVEIS, TÍTULOS E DOCUMENTOS, OUTROS:

1º TABELIONATO DE NOTAS:

E-mail:

Telefones: (38) 3228-1157

Sites: http://portal.mj.gov.br/

CARTÓRIO ELEITORAL:

E-mail:

Telefone:

OUTRAS INFORMAÇÕES DE TELEFONES E E-MAILS:

HOSPITAIS:

CORPO DE BOMBEIROS: 193

DELEGACIA DE POLÍCIA:

OUTROS:

E-mails e telefones:

Sites: http://pt.wikipedia.org

PESSOAS ILUSTRES NASCIDAS NA LOCALIDADE:

 

OUTRAS INFORMAÇÕES ÚTEIS DA LOCALIDADE:

0
hotéis, pousadas e serviços encontrados em Contagem
Fundação:
1948
Altitude:
902m
População:
520.801 habitantes
Área:
195,2km²
Densidade Demográfica:
2.668,04hab/km²
CEP:
32000-000

Envie seu comentário sobre Contagem